Início Viagens 15 locais de visita obrigatória no Gerês

15 locais de visita obrigatória no Gerês

É um dos maiores santuário da vida natural de Portugal e está repleto de encantos por descobrir. Conheça 15 locais de visita obrigatória no Gerês.

1441688
18

4. Soajo

O Soajo, uma das mais típicas aldeias portuguesas, pertence ao concelho de Arcos de Valdevez e situa-se numa das vertentes da serra da Peneda, inserida no Parque Nacional da Peneda-Gerês. A aldeia foi vila e sede de concelho entre 1514 e meados do século XIX mas, a sua história, começa muito antes, como o comprovam o Santuário Rupestre do Gião, na serra do Soajo, e as inúmeras antas e mamoas que existem nesta zona.

aldeias mais bonitas do Minho
Espigueiros do Soajo – Carlos Ventura

Possui um grandioso conjunto de espigueiros (classificados como imóvel de interesse público) erigidos sobre uma gigantesca laje granítica e que, ainda hoje, são utilizados para secar o milho, pelas gentes da terra. Enquanto caminha pelas ruas pavimentadas com lajes de granito repare nas casas típicas construídas no mesmo material.

Aprecie a Casa da Câmara, a Casa do Enes, a Igreja Paroquial de São Martinho do Soajo, o moinho em ruínas e o pelourinho. Atente na calçada medieval que proporciona uma vista panorâmica da aldeia. As inúmeras casas de turismo aqui existentes nasceram da recuperação de edifícios antigos. São espaços muito bem restaurados que mantiveram a traça tradicional e que proporcionam estadias confortáveis em pleno Parque da Peneda-Gerês.

 

5. Cascata do Arado

A Cascata do Arado está situada em pleno coração do Parque Nacional Peneda-Gerês. É uma das maiores e mais famosas quedas de água do Parque. Localizada no Rio Arado, perto da aldeia da Ermida e do Miradouro Pedra Bela, o acesso é feito por uma estrada florestal, de areia, rodeada de vegetação abundante. Pelo menos no Verão, não é muita a água a correr no rio, mas há sempre alguém a experimentar um banho de água fresca e cristalina do rio. Situada a uma altitude de cerca de 900 metros, cria uma sucessão de cascatas únicas por entre as rochas.

Cascata do Arado
Cascata do Arado – Carina Gomes

Do lado direito do rio (olhando a norte), existem uma série de degraus que nos levam a um pequeno miradouro no topo para contemplar a cascata por entre toda a vegetação. É um bom local para observar a queda de água mas que pode ser dificultada em meses de vegetação densa, mas é o acesso mais fácil e rápido.

O acesso à base da Cascata do Arado pode ser feito através desse miradouro, mas é um acesso bastante perigoso e íngreme, que só mesmo os mais aventureiros, mas cuidadosos, descem. O melhor acesso é pela ponte, junto ao local onde se deixa o carro, e é possível chegar à base da cascata por entre pedras fugindo às pequenas poças de água que se vão formando.

 

6. Lindoso

Lindoso, na freguesia com o mesmo nome do concelho de Ponte da Barca, é uma aldeia turística conhecida e visitada por muitas pessoas. O castelo e o conjunto de espigueiros que apresenta aprimoram este núcleo rural, inserido no Parque Nacional da Peneda-Gerês, do qual se vislumbra uma sublime paisagem sobre a albufeira do Lindoso.

Lindoso

Além do castelo, a aldeia do Lindoso apresenta um valioso património edificado, que inclui o pelourinho, espigueiros e eiras comunitárias, o cruzeiro do Castelo, a ponte medieval e os moinhos de água de Parada, calçadas medievais, o castro de Cidadelhe e as igrejas paroquiais de São Mamede, Santa Maria Madalena e Santo André, além do Parque Nacional da Peneda-Gerês.

18 COMENTÁRIOS

  1. Boa tarde,

    Vi a vossa reportagem sobre o Gerês e os locais importantes a visitar ou a não perder como dizem.
    É sempre muito bom quando se fala em regiões do interior do país e falam bem delas e mais ainda da magnifica Serra do Gerês, o Pulmão de Portugal.
    Mas nem tudo é positivo, por exemplo: o santuário de São Bento da Porta Aberta não fica na aldeia de rio Caldo mas sim na aldeia da Seara, freguesia de Rio Caldo, penso que são coisas bem diferentes; uma outra coisa é a questão dos outros locais, quando se fala no Gerês é bom saber no que se está a falar, se é na Serra do Gerês, se na Vila do Gerês ou se é no Parque Nacional da Peneda Gerês;
    uma outra questão, a cascata do Arado não fica a 900 metros de altitude mas bem menos.
    Não queria ser muito exigente com outras questões, mas já agora fica um pouco feio usar fotografias irrealistas com a alteração que lhe foram introduzidas.

    Os melhores Cumprimentos

    Sérgio Gonçalves

    wwww.insidegeres.blogspot.com

    • Amigo, na época em que vivemos, não interessam esses detalhes. O que interessa são os likes no instagram das fotos todas cheias de efeitos e hashtags da moda 😉
      Agora fora de brincadeiras, ainda bem que há alguém que aponte o dedo a este fraco jornalismo de hoje em dia.

      Um bem haja,
      Bernardo Pizarro

  2. Boa tarde,não admira que muitas pessoas que viajam por Arcos de Valdevez, Ponte da Barca e Melaço julguem estar no Gerês, poi não é devido á sua falta de cultura mas sim devido à má informação que dispõem em varios sites da internet.
    Este é mais um desses sites pois se vocês se querem rererir ao que mostram nas imagens, deveria dizer que estes locais pertencem ao Parque Nacional Peneda Gerês, a não ser que se queiram referir apenas ao Gerês, que sendo assim acho muito mal usarem imagens de locais que nao pertencem ao Gerês mas sim ao Parque Nacional Penada Gerês.
    Não sei se é falta de cultura ou de informação, mas sei que o Gerês continua a ser mais conhecida que os outros locais devido à ma informação fornecida por vós e nao só.

  3. Gerês?????
    Peneda…Castro Laboreiro… Melgaço, Ponte da Barca e Arcos de Valdevez são Gerês?
    O Parque Nacional que tem o sub-nome de Peneda-Gerês incliu vários municípios e Serras que ficam no território compreendido entre a Serra da Peneda e a do Gerês… Chamar Gerês a todo esse território é como chamar Almada ao Porto. Se não sabe de Geografia limite-se a designação Geral: Parque NAcional!

  4. O Geres é enorme. Gostei de Brufe , das casas em pedra, e do Soajo. Também saber das divergências quanto a uma raça canina que chamam de Castro Laboreiro e afinal, o bicho é de Soajo e chamam-lhe de Sabujo.

  5. Quando se fala em Gerês, engloba tudo: Vila do Gerês, Serra do Gerês e Peneda do Gerês. E os pormenores não fazem diferença alguma. A malta quer é desfrutar da linda paisagem do gerês, da serra à peneda tudo é gerês.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here