Início Viagens 30 fantásticos percursos pedestres no Gerês

30 fantásticos percursos pedestres no Gerês

O Parque Nacional Peneda Gerês possui alguns dos melhores trilhos do país em contacto com a natureza. Descubra 30 fantásticos percursos pedestres no Gerês.

5966
2
PARTILHE
percursos pedestres no Gerês
Gerês

30 fantásticos percursos pedestres no Gerês

O Parque Nacional Peneda Gerês é um dos santuários naturais de Portugal. Caminhar por qualquer uma das 4 serras deste parque (Gerês, Soajo, Amarela e Peneda) é uma aventura revigorante. No entanto, se procura os melhores trilhos do Gerês, deve ter em atenção que esta é uma zona onde deve ter o máximo de cuidado e preparação para qualquer eventualidade. Os percursos pedestres do Gerês exigem ponderação e boa forma física. Se acha que está preparado, viaje connosco e descubra 20 fantásticos percursos pedestres no Gerês.

1. PR Lamas de Mouro

percursos pedestres no Gerês
Lamas de Mouro

Localização: freguesia de Lamas de Mouro, concelho de Melgaço.

Ponto de partida e chegada: Porta do PNPG em Lamas de Mouro.

Extensão: 4,5 km.

Duração: cerca de 1h45.

Dificuldade: média.

Pontos: Porta do PNPG em Lamas de Mouro – canil de Castro Laboreiro – ponte de Porto Ribeiro – Lugar de Igreja (Lamas de Mouro) – Porta do PNPG em Lamas de Mouro.

Apoios: sinalizado segundo as normas internacionais.

Breve descrição

Percorrendo os principais lugares de Lamas de Mouro – a ponte de Porto Ribeiro, o moinho de água, o forno, de raiz e utilização comunitária, e a secular igreja de raiz românica – ao longo do percurso pedestre pode-se observar, também, os seus importantes valores naturais e paisagísticos e a forma particular de ocupação do território, que se pode explorar com a visita à exposição existente na oficina temática da Porta do Parque Natural da Peneda-Gerês, onde termina o percurso.

Folheto: PR Lamas de Mouro

2. PR Castro Laboreiro

cascatas mais bonitas de Portugal
Cascata de Castro Laboreiro

Localização: freguesia de Castro Laboreiro, concelho de Melgaço.

Ponto de partida e chegada: Cruzamento à entrada de Castro Laboreiro

Extensão: 5,8 km.

Duração: cerca de 2h20.

Dificuldade: média.

Pontos: Castro Laboreiro (cemitério) – Branda da Portela – vale do rio Laboreiro – Castro Laboreiro.

Apoios: sinalizado segundo as normas internacionais. Folheto nesta página e na Porta de Lamas de Mouro.

Breve descrição

O percurso desenvolve-se na encosta que liga Castro Laboreiro ao planalto, dando-nos uma ideia geral das soluções engenhosas encontradas pelas populações na ocupação daquele território. A área de Castro Laboreiro é das zonas, do Entre Douro e Minho, em que os efeitos da introdução do milho, nos séc. XVI e XVII, menos se fizeram sentir, mantendo-se aqui formas de ocupação e exploração do território que se encontram extintas ou em decadência nas regiões vizinhas.

Folheto: PR Castro Laboreiro

3. PR Castrejo

Castro Laboreiro
Castro Laboreiro

Localização: freguesia de Castro Laboreiro, concelho de Melgaço.

Ponto de partida e de chegada: Castro Laboreiro.

Extensão: 16,8 Km.

Duração: cerca de 6h45.

Dificuldade: média / elevada.

Pontos: Castro Laboreiro – Barreiro – Assureira – Curveira – Bico do Patelo – Seara – Cainheiras – Varziela – Castro Laboreiro.

Apoios: sinalizado segundo as normas internacionais.

Breve descrição

Percorrendo Castro Laboreiro e alguns dos seus lugares, podemos tomar contacto com o sistema de transumância que ali foi desenvolvido, ao longo dos tempos, pelas suas populações para se adaptarem à dureza da vida na montanha. Podemos ainda testemunhar muitos dos vestígios histórico-arqueológicos, bem como desfrutar da beleza dos bosques e da flora e da fauna que ali se abriga.

Folheto: PR Castrejo

4. PR2 N Peneda

percursos pedestres no Gerês
Rouças – Gavieira

Localização: Peneda, freguesia da Gavieira, concelho de Arcos de Valdevez.

Ponto de partida e chegada: parque de estacionamento da Peneda.

Extensão: 8,2 km.

Duração: cerca de 4 h.

Dificuldade: média.

Pontos: parque de estacionamento da Peneda – Colado da Fonte – Portas – Bouça dos Homens – Penameda Pequena – Pântano – Meadinha – Peneda e regresso ao local de partida.

Apoios: sinalizado segundo as normas internacionais. Folheto disponível, também, no sítio da ADERE-PG.

Breve descrição

O percurso permite visitar os povoados da Peneda e da branda da Bouça dos Homens, ascender à Penameda e ao pântano da Chã do Monte (que outrora servia uma minihidríca para produzir energia para a Peneda). Permite ainda conhecer a Fraga da Meadinha, muito procurada como local de escalada, e o Santuário da Senhora da Peneda, local de procissões e romarias.

Folheto: PR2 N Peneda

5. PR Curro da Velha

Castro Laboreiro
Castro Laboreiro

Localização: freguesia de Castro Laboreiro, concelho de Melgaço.

Ponto de partida e de chegada: Lugar de Pousios, freguesia de Castro Laboreiro.

Extensão: 7,1 km.

Duração: cerca de 3h15.

Dificuldade: média.

Pontos: Pousios – Curro da Velha – Chão da Roca – Ribeiro de Baixo – Pousios.

Apoios: sinalizado segundo as normas internacionais. Folheto nesta página e na Porta de Lamas de Mouro.

Breve descrição

Este trilho começa junto à casa do guarda de Pousios (à qual se chega pela estrada que liga Castro Laboreiro a Dorna), passa pelo ribeiro de Cima e sobe, gradualmente, até aos Currais, uma branda de gado conhecida por “Curro da Velha”. É um local de elevada beleza paisagística, término do planalto de Castro Laboreiro e início da majestosa serra da Peneda.

Folheto: PR Curro da Velha

2 Comentários

  1. DE Todas Estas Riquezas Nos Orgulhamos Todos em Geral,Uma Coisa Poderia Ser Bastante Henriquecida,se Fossem Feitos Roteiros Turisticos Organizados Socialmente Sem Fins Lucrativos ,entre Camãras e Juntas DE Freguesia com Seu Cidadãos ,mas Ainda Melhorados com Qs Quais os Interesses de Cada Região Em Livros e Pequenos Cedes Musicais e Documentários . Joaquim Barroso.

Deixe seu Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here