Início Viagens 15 locais de visita obrigatória no Gerês

15 locais de visita obrigatória no Gerês

É um dos maiores santuário da vida natural de Portugal e está repleto de encantos por descobrir. Conheça 15 locais de visita obrigatória no Gerês.

1486861
18

13. São Bento da Porta Aberta

Encurralado entre as franjas rendilhadas do Gerês – local da mais próspera e faustosa fauna e flora em Portugal – e inundado pelas águas abundantes da Caniçada, ergue-se um dos maiores fenómenos religiosos de Portugal. O santuário de S. Bento da Porta Aberta é o segundo maior santuário português e atrai anualmente centenas de milhares de peregrinos. Depois de Fátima, lidera as estatísticas, mesmo não gozando de uma situação geográfica favorável, nem ser beneficiado por grandes vias de comunicação. Plantado no coração do Minho, é lugar preferencial de culto ao fundador dos beneditinos.

Santuário do São Bento da Porta Aberta
Santuário do São Bento da Porta Aberta

A Basílica que actualmente contemplamos é muito recente, o que poderá indiciar que a devoção a São Bento terá sofrido um incremento significativo nos finais do século XIX. No entanto, sabemos que no ano de 1758, já existiria devoção notória neste santuário. A construção da actual igreja iniciou-se apenas em 1880, tendo ficado concluída em 1895. A torre sineira que se aninha na fachada, avista-se em todo o vale da Caniçada e, apontando ao alto, serve de rosto ao santuário. Apesar de não ser uma edificação notável do ponto de vista artístico, são dignos de realce os painéis de azulejos da capela-mor, que retratam a vida de S. Bento, assim como o retábulo de talha coberto a ouro.

 

14. Miradouro da Pedra Bela

Este é um dos locais mais famosos do Gerês, e uma vez avistando a paisagem, percebe-se instintivamente o porquê. Montanhas, a albufeira da Caniçada, os rios que serpenteiam a serra, a confluência do Rio Cávado com o rio Caldo, a vegetação própria desta serra, ou a estonteante Portela do Homem… O Miradouro Pedra Bela, situado a 829 metros de altitude, é outro local a não perder numa visita ao Parque Natural da Peneda-Gerês. Apenas a alguns quilómetros da Cascata do Rio Arado, é passagem obrigatória a qualquer hora do dia, mas com cores mais intensas se visitarem ao final do dia, já que o sol bate de frente para o miradouro.

Miradouro da Pedra Bela
Miradouro da Pedra Bela

Num dia de sol, a vista é simplesmente deslumbrante. O espelho do céu azul na água do Rio Cávado, ou até mesmo as pequenas casas na Vila do Gerês parecem preencher a tela de um quadro que, dizem os antigos, foi a mão divina que ali colocou aquele local, como que de uma peça de presépio se tratasse, perfeita e imponente. Avistando a paisagem percebe-se o porquê, seja do vale profundo, das altas montanhas que rodeiam o rio, da albufeira da Caniçada ou dos rios que serpenteiam a serra. Nada melhor que parar uns ali por uns momentos e contemplar tal paisagem.

 

15. Brufe

A Aldeia de Brufe a 800 m de altitude no concelho de Terras de Bouro, muito pitoresca, com casas de pedra bem preservadas e um Restaurante. Brufe encontra-se na vertente da serra Amarela, em fronte com a freguesia de Carvalheira e a montante com a albufeira de Vilarinho das Furnas, onde outrora vigorou a aldeia comunitária de Vilarinho das Furnas. A aldeia de Brufe revela um elevado património rural que denuncia o enraizamento de culturas e tradições peculiares, símbolo arcaico das comunidades oriundas dos territórios de montanha.

Brufe
Brufe

O conjunto habitacional, organizou-se ao longo de terrenos acidentados e, hoje, constitui uma aldeia turística composta por construções arquitectonicamente simples, de sólidas paredes de alvenaria granítica e madeiramentos a ornar as varandas e janelas. Os espigueiros, eiras, sequeiras e moinhos-de-água perfazem um ambiente harmonioso, eminentemente rural. A matriz encontra-se entre os dois únicos lugares da freguesia: Cortinhas e Brufe, reconstruída em 1881/82, tendo como orago o Divino Espírito Santo.

18 COMENTÁRIOS

  1. Boa tarde,

    Vi a vossa reportagem sobre o Gerês e os locais importantes a visitar ou a não perder como dizem.
    É sempre muito bom quando se fala em regiões do interior do país e falam bem delas e mais ainda da magnifica Serra do Gerês, o Pulmão de Portugal.
    Mas nem tudo é positivo, por exemplo: o santuário de São Bento da Porta Aberta não fica na aldeia de rio Caldo mas sim na aldeia da Seara, freguesia de Rio Caldo, penso que são coisas bem diferentes; uma outra coisa é a questão dos outros locais, quando se fala no Gerês é bom saber no que se está a falar, se é na Serra do Gerês, se na Vila do Gerês ou se é no Parque Nacional da Peneda Gerês;
    uma outra questão, a cascata do Arado não fica a 900 metros de altitude mas bem menos.
    Não queria ser muito exigente com outras questões, mas já agora fica um pouco feio usar fotografias irrealistas com a alteração que lhe foram introduzidas.

    Os melhores Cumprimentos

    Sérgio Gonçalves

    wwww.insidegeres.blogspot.com

    • Amigo, na época em que vivemos, não interessam esses detalhes. O que interessa são os likes no instagram das fotos todas cheias de efeitos e hashtags da moda 😉
      Agora fora de brincadeiras, ainda bem que há alguém que aponte o dedo a este fraco jornalismo de hoje em dia.

      Um bem haja,
      Bernardo Pizarro

  2. Boa tarde,não admira que muitas pessoas que viajam por Arcos de Valdevez, Ponte da Barca e Melaço julguem estar no Gerês, poi não é devido á sua falta de cultura mas sim devido à má informação que dispõem em varios sites da internet.
    Este é mais um desses sites pois se vocês se querem rererir ao que mostram nas imagens, deveria dizer que estes locais pertencem ao Parque Nacional Peneda Gerês, a não ser que se queiram referir apenas ao Gerês, que sendo assim acho muito mal usarem imagens de locais que nao pertencem ao Gerês mas sim ao Parque Nacional Penada Gerês.
    Não sei se é falta de cultura ou de informação, mas sei que o Gerês continua a ser mais conhecida que os outros locais devido à ma informação fornecida por vós e nao só.

  3. Gerês?????
    Peneda…Castro Laboreiro… Melgaço, Ponte da Barca e Arcos de Valdevez são Gerês?
    O Parque Nacional que tem o sub-nome de Peneda-Gerês incliu vários municípios e Serras que ficam no território compreendido entre a Serra da Peneda e a do Gerês… Chamar Gerês a todo esse território é como chamar Almada ao Porto. Se não sabe de Geografia limite-se a designação Geral: Parque NAcional!

  4. O Geres é enorme. Gostei de Brufe , das casas em pedra, e do Soajo. Também saber das divergências quanto a uma raça canina que chamam de Castro Laboreiro e afinal, o bicho é de Soajo e chamam-lhe de Sabujo.

  5. Quando se fala em Gerês, engloba tudo: Vila do Gerês, Serra do Gerês e Peneda do Gerês. E os pormenores não fazem diferença alguma. A malta quer é desfrutar da linda paisagem do gerês, da serra à peneda tudo é gerês.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here