Início Sociedade 12 pratos típicos de Lisboa (com as respectivas receitas)

12 pratos típicos de Lisboa (com as respectivas receitas)

Na cidade de Lisboa nasceram várias receitas que hoje são famosas em todo o país. Descubra 12 pratos típicos de Lisboa e como confeccioná-los.

4271
0
pratos
Bacalhau à Brás

Em Lisboa, cidade antiga e moderna, cruzam-se sabores e cheiros de muitas gastronomias. Os lisboetas gostam especialmente da cozinha tradicional portuguesa, onde se incluem os petiscos (pastéis de bacalhau, peixinhos da horta, pataniscas de bacalhau, ovos verdes…) que têm mais sabor quando nos sentamos numa tasca de bairro para desfrutar uma refeição. A acompanhar o repasto os portugueses elegem o vinho, ou não fosse Portugal um país de grande tradição vinícola, e há vinhos adequados a cada prato.

Lisboa
Lisboa

Uma cidade também se conhece através da sua gastronomia e tradições bairristas. Em Junho, nos bairros de Alfama, Bairro Alto, Bica e Graça, cheira a sardinha assada, festeja-se o santo António e outros santos populares. A animação e o petisco, bem regado, andam de braço dado até de madrugada. No outono o aroma das castanhas assadas espalha-se pelas ruas e comê-las “quentinhas” é um prazer. Lisboa oferece inúmeros locais onde podemos apreciar as especialidades gastronómicas, desde o mais luxuoso, com cozinha contemporânea, de famosos chefs ou cozinha de fusão à característica tasca de bairro, passando pelo pequeno restaurante onde o cheiro intenso a especiarias nos transporta para paragens longínquas.

poemas mais bonitos sobre Lisboa
Lisboa

No que diz respeito à “gastronomia lisboeta” várias opiniões se têm manifestado ao longo dos tempos. Embora não haja consenso nesta matéria, consideram-se pratos típicos de Lisboa os seguintes: sopa rica de peixes, ovos verdes, peixinhos da horta, fava-rica, bacalhau à Brás, pataniscas de bacalhau, meia-desfeita, pescada à lisboeta, lebre à Bulhão Pato, amêijoas à Bulhão Pato, bife à Marrare ou bife à Café, iscas com elas, meia-unha com grão, perdizes à Convento de Alcântara, pivetes guisados. O bolo-rei, as broas castelar, as farturas, os pastéis de nata ou pastéis de Belém e as raivas de Lisboa são referidos como doces típicos da cidade.

cidade mais bonita do Mundo
Lisboa

Entrar num café ou sentar-se numa esplanada e deliciar-se com a nossa pastelaria, onde se destacam os famosos pastéis de Belém ou pastéis de nata, e beber uma bica é um ato de culto em Lisboa. Beber uma ginjinha, com ou sem elas, ou saborear um pirata em casas típicas da especialidade na Baixa é um ritual indispensável para muitos alfacinhas. Descubra 10 pratos típicos de Lisboa e as respectivas receitas tipicamente lisboetas.

 

1. Ameijoas à Bulhão Pato

Raimundo António de Bulhão Pato (1828-1912) foi escritor, poeta e político mas ficou mais conhecido como gastrónomo e pelas receitas que criou, a destacar os afamados pratos de amêijoa, lebre, perdiz e cherne.

Amêijoas à Bulhão Pato
Amêijoas à Bulhão Pato
Receita:
  • 1 kg amêijoa
  • 3 dentes alho
  • azeite
  • 1 ramo coentros
  • 3 colheres sopa de vinho branco
  • 1 limão
  • sal
  • pimenta

 

Preparação:
  • Colocar as amêijoas em água e sal durante duas a três horas, para expulsar a areia, e depois passá-las várias vezes por água.
  • Num tacho, em lume brando, fritam-se os alhos esmagados no azeite.
  • Em seguida, juntam-se as amêijoas, sacudir o tacho até que as amêijoas estejam todas abertas.
  • Tempera-se com sal e pimenta, juntam-se os coentros, rega-se com o sumo de limão e o vinho branco.

 

2. Bacalhau à Brás

A sua origem, consta, deve-se a um taberneiro de Lisboa, de seu nome Braz (ou Brás), que misturou bacalhau desfiado, batatas fritas e ovos mexidos.

Bacalhau à Brás
Bacalhau à Brás
Receita:
  • 400 gr bacalhau
  • 3 colheres sopa de azeite
  • 500 gr batatas
  • 6 ovos
  • 3 cebolas
  • 1 dente alho
  • óleo
  • salsa
  • sal
  • pimenta
  • azeitonas pretas

 

Preparação:
  • Demolha-se o bacalhau, escalda-se, retiram-se peles e espinhas e desfia-se.
  • Cortam-se as batatas em palha, as cebolas em rodelas finíssimas e pica-se o alho.
  • Fritam-se as batatas em óleo bem quente só até alourarem ligeiramente.
  • Num tacho, prepara-se o refogado com o azeite, a cebola e o alho juntado depois o bacalhau desfiado. e mexe-se.
  • Juntam-se então as batatas e deitam-se os ovos ligeiramente batidos e temperados com sal e pimenta.
  • Serve-se com salsa picada e azeitonas pretas.

 

3. Bife à Marrare

António Marrare, cidadão napolitano, fixou-se em Lisboa no final do século XVIII, onde foi dono de vários cafés. O primeiro situava-se junto ao Teatro de S. Carlos, os outros abriram no Cais do Sodré, no Chiado e na Rua dos Sapateiros, todos foram pontos de reunião da melhor sociedade lisboeta. Foi no Café da Rua dos Sapateiros, também chamado “Marrare das Sete Portas”, fundado em 1804, que nasceu o célebre bife. Uma variação do Bife à Marrare é o Bife à Café, em que o molho é feito não com natas mas com leite, e leva um pouco de mostarda e limão. Esta receita não leva café, a sua designação deve-se ao local onde era tradicionalmente servido.

Bife à Marrare
Bife à Marrare
Receita:
  • 1 bife do pojadouro (150/200 gr)
  • 2 colheres sopa de manteiga
  • sal grosso
  • pimenta preta em grão
  • 2 colheres sopa de nata

 

Preparação:
  • Derreta a manteiga numa frigideira de ferro, e coloque o bife a alourar dos dois lados. Esta operação deverá ser bastante rápida para que os sucos da carne não saiam.
  • Tempere com sal grosso e pimenta moída.
  • Escorra a gordura em que o bife fritou, conservando o bife na frigideira, junte a restante manteiga.
  • Reduza o lume e adicione as natas até engrossar o molho, agitando sempre a frigideira.
  • Sirva acompanhado com batatas fritas em palitos

 

4. Pataniscas de Bacalhau

Esta especialidade é uma das receitas de grande sucesso da gastronomia portuguesa. As pataniscas podem ser servidas como petisco, entrada ou como prato principal, acompanhadas de vários tipos de arroz e ou saladas.

Pataniscas de Bacalhau
Pataniscas de Bacalhau
Receita:
  • 600 gr bacalhau
  • 4 ovos
  • 50 gr farinha
  • 1 cebola
  • salsa
  • óleo
  • sal
  • pimenta

 

Preparação:
  • Demolhe o bacalhau, escalde, retire peles e espinhas e lasque-o.
  • Faça o polme juntando os ovos com a farinha até obter um creme, se necessário, acrescente um pouco da água onde cozeu o bacalhau.
  • Adicione o bacalhau, a cebola e salsa picadas, tempere a gosto e envolva muito bem.
  • Com a ajuda de uma colher retire porções do preparado e frite em óleo bem quente, de ambos os lados, até ficarem douradas.
1
2
3
Artigo anteriorOs 12 melhores locais para visitar em Badajoz
Próximo artigoAs 7 aldeias mais bonitas do Douro Vinhateiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here