Início Viagens Visitar Coimbra: o que ver e o que fazer na cidade dos...

Visitar Coimbra: o que ver e o que fazer na cidade dos estudantes

Desde a história à natureza, a cidade de Coimbra recompensa cada turista de uma forma especial. Descubra o que visitar em Coimbra.

0
coimbra
coimbra

Conhecida por ser a cidade dos estudantes com o seu espírito académico, mas não só. Coimbra é uma cidade localizada nas margens do rio Mondego caraterizada pela sua vasta riqueza patrimonial e histórica. Chegou a ser o berço dos reis e considerada, por D. Afonso Henriques, a primeira capital do reino de Portugal que guarda em si a bela história de amor entre D. Inês de Castro e D. Pedro l.

Esta é uma cidade muito procurada quer seja para estudar, para residir ou simplesmente, para visitar e deslumbrar. Para além da história, esta região é detentora de maravilhosas paisagens que têm como cenário, tanto a praia como as zonas verdes.

1. Quando visitar Coimbra?

Qualquer altura do ano é boa para visitar esta cidade, pois qualquer época tem as suas vantagens. O verão é a altura ideal para usufruir das belas praias ou até para passear junto ao rio e conhecer a cidade. Já no inverno, a cidade encontra-se com um menor número de turistas o que possibilita visitar tudo sem a preocupação de filas e para além disto, é nesta altura que a vida estudantil está ao rubro.

2. O que visitar em Coimbra?

Coimbra, tem vários pontos de interesse quer culturais, como históricos e paisagísticos. Eis alguns destes recantos coimbrenses.

2.1. Universidade de Coimbra

Universidade de Coimbra
Universidade de Coimbra

Considerada o ex-libris da cidade, a Universidade de Coimbra é uma das mais antigas no mundo e a mais antiga de Portugal. É repleta de tradições que os alunos fazem questão de manter e por isso, é um ponto incontornável de uma visita a Coimbra. É possível conhecer o campus e as suas instalações, dando destaque à Biblioteca Joanina, à Capela de São Miguel, a Sala dos Capelos, à grande Torre e ao seu jardim botânico.

2.2. Sé Velha de Coimbra

cidades mais antigas de Portugal
Sé Velha de Coimbra

É um dos marcos do estilo romântico mais importantes em Portugal. A Sé Velha lembra um pequeno castelo e é a única catedral portuguesa que se mantém intacta desde a sua construção que neste caso, foi na fase da reconquista. Aqui está sepultado o conde da cidade – D. Sesnando.

2.3. Mosteiro de Santa Cruz

Coimbra
Coimbra (Foto: Daniel Palos)

O Mosteiro de Santa Cruz, localizado na baixa de Coimbra, foi fundado pela ordem de Santo Agostinho e renovado por D. Manuel l, no século XVI. O principal edifício deste mosteiro é a Igreja de Santa Cruz ou Panteão Nacional, onde se encontram sepultados os dois primeiros reis de Portugal – D. Afonso Henriques e D. Sancho l.

2.4. Mosteiro de Santa Clara-a-Nova

Mosteiro de Santa Clara-a-Nova
Mosteiro de Santa Clara-a-Nova

Para substituir o antigo mosteiro medieval de Santa Clara-a-Velha, foi erguido o Mosteiro de Santa Clara-a-Nova, também conhecido como Convento da Rainha Santa Isabel. Para além das construções anexas, este edifício com um estilo barroco dispõe ainda de uma igreja e de um museu que é possível visitar.

2.5. Portugal dos Pequenitos

Portugal dos Pequenitos
Portugal dos Pequenitos

Destinado aos mais novos, o Parque Portugal dos Pequenitos é o sítio perfeito para todas as crianças se sentirem à altura (literalmente) de tudo aquilo que se destaca relativamente à presença portuguesa no mundo. Para além disto, este referencial histórico e pedagógico faz o cruzamento entre povos e aproxima culturas. Devido à minúcia e detalhes desta arte escultórica em escala reduzida, este é local que encanta qualquer idade.

2.6. Quinta das Lágrimas

Quinta das Lágrimas
Quinta das Lágrimas

O Jardim da Quinta das Lágrimas é o palco e cenário do amor trágico entre D. Pedro e D. Inês de Castro. É um jardim com diversas marcas deste amor, sendo que o elemento que mais se destaca e se considera o símbolo é a Fonte das Lágrimas. Localiza-se numa maravilhosa vista sobre a cidade de Coimbra e é um lugar de passagem obrigatória a todos os românticos e apaixonados.  

2.7. Jardim da Manga

Claustro da Manga
Claustro da Manga

Construído no século XVI, o Jardim da Manga começou por ser um claustro do antigo Mosteiro de Santa Cruz, mas hoje é cenário de um dos postais mais bonitos da cidade. Esta obra foi construída com o intuito de ser a “fonte da vida no meio do paraíso”, ou seja, é símbolo da salvação e da vida eterna. É impossível não admirar este que é reconhecido, atualmente, por monumento nacional que conta com quase 500 anos.

2.8. Arco de Almedina

Arco da Almedina
Arco da Almedina

Conhecido como o Arco de Almedina, juntamente com a torre com o mesmo nome que se situa atrás deste. Porém, o seu verdadeiro nome é Porta da Barbacã que serve de entrada para a zona histórica de Coimbra. É um marco da época da ocupação islâmica que integrava a muralha da cidade que contava com dois quilómetros e comprimento.

2.9. Sé Nova de Coimbra

Sé Nova de Coimbra
Sé Nova de Coimbra

Localiza-se perto da Universidade de Coimbra e começou a ser construída em 1598, embora as obras se tivessem arrastado durante quase 100 anos. Foi ocupada pelos jesuítas e isso é evidente na sua arquitectura sóbria e austera.

2.10. Mosteiro de Santa Clara-a-Velha

Mosteiro e Convento de Santa Clara
Mosteiro e Convento de Santa Clara

Foi mandado construir no século XIV por Isabel de Aragão, esposa de D. Dinis e conhecida como a “Rainha Santa”. Com a construção do novo mosteiro em 1677, foi deixado ao abandono até que, já no século XX, sofreu obras de restauro. Hoje em dia, funciona como museu ao ar livre e, no seu interior, é ainda possível observar uma exposição multimédia dedicada ao passado deste edifício.

2.11. Praça 8 de Maio

Coimbra
Coimbra

É nesta belíssima praça, no centro histórico de Coimbra, que se localizam alguns dos edifícios mais emblemáticos desta cidade: a Igreja de Santa Cruz e os Paços do Concelho. A Igreja de Santa Cruz é considerada um dos Panteões Nacionais e nela estão sepultados os dois primeiros Reis de Portugal.

2.12. Praça do Comércio

Praça do Comércio
Praça do Comércio

É uma das praças mais bonitas de Coimbra e aqui se encontram as igrejas de São Bartolomeu e de São Tiago. Também é possível observar o pelourinho da cidade e alguns edifícios dos séculos XVI e XVII. Neste espaço existem vários estabelecimentos comerciais, restaurantes e bares com esplanadas.

3. O que fazer em Coimbra?

Visitar Coimbra não seria uma experiência completa sem realizar um conjunto de atividades que o ajudam a descobrir melhor a cidade. São vários os caminhos de Coimbra que se pode percorrer para conhecer melhor a cidade e em conjunto, a contemplar.

3.1. Percursos pedestres

Trata-se de um percurso curto e agradável pela paisagem das salinas trabalhadas pelo Homem e pela natureza. A Rota das Salinas é um percurso circular com cinco quilómetros que tem como ponto de partida e chegada o Núcleo Museulógico do Sal. As paisagens sobre o Rio Pranto e o Rio Mondego são alguns dos pontos de passagem e interesse neste trilho.

O Trilho do Calcário é um percurso circular com um grau de dificuldade fácil ao longo de dez quilómetros de extensão. Tem como ponto de partida o posto de turismo de Ançã. Aqui encontra-se a grande pedra calcária de Cantanhede – Pedra de Ançã – que desempenhou um papel importante na história da escultura portuguesa.

O Trilho de Penacova e o Rio Mondego, localizado nesta mesma vila, é um percurso circular que tem como ponto de partida e chegada o Largo Aberto Leitão. Conta com um grau de dificuldade média ao longo de seis quilómetros de extensão. É um dos mais belos trilhos, uma vez que as paisagens junto ao Mondego são de cortar a respiração.

3.2. Atividades em Coimbra

Descer o Rio Mondego de caiaque é sempre uma atividade outdoor divertida de se fazer perto da cidade de Coimbra. É considerado o percurso mais popular e fantástico de Portugal, entre os 18 e 25 km de vistas incríveis.

Aproveitando de igual forma a beleza da cidade e do Rio Mondego, o icónico barco “O Basófias” é uma excelente oportunidade para isto mesmo. É um passeio de barco com a duração de 50 minutos, onde é possível admirar todos os monumentos com a vista para o rio como é o caso da Universidade, a Sé Velha, a Torre Almedina, entre outros.

4. Onde comer e dormir em Coimbra

Localizado na parte histórica da cidade, considerada Património Mundial da Humanidade, o “Sapientia Boutique Hotel” é composto por três casas com um total de 22 quartos, todos diferentes. Mais perto das estrelas, existe um rooftop com uma vista de 360º onde se consegue olhar o rio, de nascente a poente, com uma perspetiva única sobre a cidade.

Situado numa das zonas mais emblemáticas da cidade, o “Tapas nas Costas” oferece uma excelente gastronomia a um ótimo preço, procurando sempre oferecer ao cliente aquilo que ele mais deseja. O cardápio é composto por comida diferente do habitual, destacando as tapas que tanto são apreciadas por quem ali passa.

Para aproveitar o bom tempo, perto das Piscinas do Parque Verde do Mondego, encontra-se o restaurante “Piscinas do Mondego” que se trata de um espaço tradicional com comidas típicas portuguesas, porém com um toque sofisticado. É de salientar a relação qualidade-preço nas opções de carne, peixe e vegetarianas. 

Perante os diversos pontos maravilhosos de Coimbra, esta é uma cidade que merece ser visitada, seja qual for a altura do ano. Desde a zona mais histórica até aos jardins, a cidade tem tudo para agradar quem por ali passa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here