Início Viagens 15 fantásticos locais para visitar no distrito da Guarda

15 fantásticos locais para visitar no distrito da Guarda

No centro de Portugal, na região da Serra da Estrela, há muito para ver e descobrir. Estes são os melhores sítios para visitar no distrito da Guarda.

8590
0
Castelo Mendo

O que visitar no distrito da Guarda? Esta região é conhecida sobretudo pela Serra da Estrela e é este Parque Natural um dos seus principais pontos de interesse. A Serra da Estrela possui inúmeras atracções para visitar, desde aldeias de montanha a cascatas e lagoas. Mas o distrito da Guarda é famoso também pelas suas aldeias e vilas históricas.

A própria cidade da Guarda, capital do distrito, possui vários pontos de interesse dignos de uma visita. Mas bem perto, estão também as belíssimas vilas de Almeida ou Trancoso, por exemplo, e aldeias históricas como Sortelha, no concelho do Sabugal. Estes são os melhores locais para visitar no distrito da Guarda.

 

1. Guarda

A cidade da Guarda é uma das principais localidades no Interior Centro de Portugal. Localizada bem perto da Serra da Estrela, trata-se de uma cidade habituada às dificuldades do clima frio e montanhoso. A Guarda possui inúmeros locais para visitar de elevado interesse, com destaque para a sua Catedral, não esquecendo outros monumentos, igrejas e museus. Mas a Guarda é, sobretudo, um excelente ponto de partida para conhecer a região da Beira.

Guarda
Guarda

A partir daqui pode visitar a Serra da Estrela e um enorme conjunto de pequenas aldeias históricas de Portugal, com especial destaque para Almeida, Trancoso e Sortelha. Toda esta região é ainda caracterizada pela histórica presença judaica e, por isso mesmo, são muitas as localidades com judiarias (antigos bairros judaicos) e museus dedicados a este povo. A Guarda não é excepção e possui uma judiaria que vale a pena ser visitada.

 

2. Sabugal

O Sabugal é uma bonita cidade Beirã, sede de concelho, localizada na região Centro do País, numa área montanhosa, banhada pelo bonito Rio Côa, desde cedo palco de diversos conflitos e batalhas, envolvida por diversas fortificações defensivas. O Sabugal está integrado na bonita Reserva Natural da Serra da Malcata, onde estão protegidas diversas espécies vegetais e animais, muito conhecida por um dos últimos abrigos do lince ibérico.

Sabugal
Sabugal

O castelo do Sabugal constitui o património de maior interesse da cidade, que conta também com outros locais de interesse, como a Igreja da Misericórdia, o bonito Pelourinho, um bonito e renovado espaço verde, o Jardim das Poldras, com diversos atractivos para crianças, o Jardim do Largo da Fonte, ou os Jardins da Ponte de Açude com agradáveis vistas sobre o castelo e o rio Côa, não esquecendo o espaço do Museu Municipal, dedicado à arqueologia e etnologia, e a encantadora praia fluvial.

 

3. Trancoso

Com um passado a par da História de Portugal, Trancoso é uma vila protegida por muralhas onde se preserva o ambiente medieval nas ruas estreitas e nas casas de pedra. O planalto onde está situada, a 870 metros de altitude, deu-lhe a posição estratégica na defesa da fronteira com Espanha e transformou-a numa importante praça de armas durante a Idade Média. O labirinto de ruas de pedra conduz-nos ao centro da vila onde se encontra o Pelourinho, no cruzamento entre a Vila Velha e a Vila Nova.

Trancoso
Trancoso

Na parte mais antiga, encontramos o Castelo muito disputado entre mouros e cristãos e conquistado definitivamente pela força de D. Afonso Henriques em 1160, e a Igreja de São Pedro, onde descansa para a eternidade o misterioso Bandarra (1500-45), um sapateiro poeta que profetizou a perda da independência de Portugal em 1580 e a sua restauração em 1640.

 

4. Linhares da Beira

Situada na vertente ocidental da Serra da Estrela, Linhares da Beira terá tido origem num castro lusitano. De facto, os Montes Hermínios (era este o nome lusitano da Serra da Estrela), com as suas pastagens, abundância de águas e o enquadramento protector da montanha era um dos locais habitados por esta tribo ibérica, de que muitos portugueses se consideram descendentes. O linho, que foi noutros tempos uma das culturas importantes da região, estará na origem do nome Linhares, literalmente campo de linho.

Linhares da Beira

Um passeio pela povoação revela um harmonioso conjunto urbano cheio de encanto, onde as casas simples construídas em granito convivem com alguns solares que preservam sinais de uma nobreza antiga. O olhar atento descobrirá ainda muitas janelas do séc. XVI. A igreja matriz, de raiz românica, mas reconstruída no séc. XVII, guarda três valiosas tábuas atribuídas ao grande Mestre português Vasco Fernandes (Grão Vasco).

O conjunto da aldeia é encimado pelo vigoroso castelo que acompanha a geologia do terreno sobre um enorme monte rochoso, donde se abrange uma panorâmica espectacular. Duas grandes torres ameadas erguem-se junto dos ângulos da cerca, uma postada a oriente, outra a ocidente. No terreiro são ainda visíveis restos de antigas cisternas.

 

5. Castelo Rodrigo

Do topo de uma colina, a pequena aldeia de Castelo Rodrigo domina o planalto que se estende para Espanha, a leste, até ao vale profundo do Douro, a norte. A sua história enraíza-se nas páginas do tempo: Foi castro Vetão, mais tarde ocupado pelos romanos. Existem referências à presença de mouros.

As 5 aldeias mais bonitas de Portugal
Castelo Rodrigo

Lugar de passagem dos peregrinos que se dirigiam a Santiago de Compostela, contam as lendas que o próprio S. Francisco de Assis aqui teria pernoitado na sua peregrinação ao túmulo do Santo. Fazendo parte do programa das Aldeias Históricas, a sua monumentalidade está patente em todo a vila. O pelourinho, o palácio, a cisterna, a Igreja e Convento de St.ª M.ª de Aguiar são monumentos que tornam este local inesquecível.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here