Início Viagens Visitar Évora: o que ver e o que fazer na capital do...

Visitar Évora: o que ver e o que fazer na capital do Alentejo

É uma das mais bonitas cidades portuguesas e possui uma história única e milenar. Descubra os 12 melhores locais para visitar em Évora.

5
Évora
Évora

Conhecida como sendo a capital da região centro-sul de Portugal – o Alentejo. Évora é uma cidade histórica e rica em património cultural que foi construída e preservada ao longo do tempo. Para além de todo o património único no país, a cidade eborense tem muito mais para oferecer.

Vestígios de diferentes épocas e civilizações mantêm-se praticamente intactos numa cidade onde as pessoas passeiam por ruas calcetadas medievais. Amplas arcadas cedem passo a pitorescas praças, onde se encontram lojas de artesanato e modernas boutiques de marcas. Os cafés com esplanadas convidam-no a relaxar, enquanto os bares e restaurantes oferecem uma viagem gastronómica pela região sul do país.

1. Quando visitar Évora?

Esta é uma cidade que tem de tudo: desde os dias quentes de sol até aos dias mais frios, passando por aqueles com temperatura amena. Se for amante da natureza, a melhor altura para visitar Évora será a primavera uma vez que é a estação em que se acompanha o florescer das flores selvagens. Contudo, o outono também é uma ótima altura para se visitar a cidade que detém um cenário com uma beleza deslumbrante.

2. O que visitar em Évora?

A cidade de Évora está perante uma imensidão de milhares de anos de história cercados pelas muralhas que envolvem a cidade. São vários os pontos de interesse que demonstram os anos de história e de cultura e estes merecem ser destacados.

2.1. Praça do Giraldo

Évora
Évora

Todos os caminhos vão dar à Praça do Giraldo que foi palco de vários eventos históricos da região. Os próprios eborenses defendem que esta é das praças mais agradáveis da cidade, repleta de restaurantes, cafés e esplanadas ao ar livre para desfrutar do encanto da mesma, à volta do icónico chafariz. É um local popular para todos os turistas sentirem o ambiente relaxante ali vivido.

2.2. Igreja de Santo Antão

Igreja de Santo Antão, Évora - Joe Price
Igreja de Santo Antão, Évora – Joe Price

Situada na famosa Praça do Giraldo, a Igreja de Santo Antão é considerada um dos monumentos religiosos mais emblemáticos da cidade. Esta detém uma fachada minimalista com uma enorme porta que lhe permite entrar e ver todo o interior deste monumento que não passa despercebido em plena praça.

2.3. Rua Cinco de Outubro

Queijadas de Évora
Queijadas de Évora

No centro histórico de Évora, pode-se deparar com uma das ruas mais populares e também, mais comerciais: a Rua Cinco de Outubro. É uma rua com um traço típico português repleta de pequenas lojas de recordações e de artesanato regional aliado à criatividade. É importante destacar as célebres e deliciosas queijadas de Évora que se vendem também em certas pastelarias espalhadas pela rua.

2.4. Basílica Sé da Nossa Senhora da Assunção

Sé Catedral de Évora
Sé Catedral de Évora

A silhueta deste monumento vê-se ao longe recortada no cenário paisagístico da cidade. Trata-se da maior catedral medieval de Portugal: a Basílica Sé da Nossa Senhora da Assunção.

A catedral inclui ainda um Museu de Arte Sacra que conserva bens da área da pintura, da paramentaria, da escultura e por último, da ourivesaria. Este é um daqueles monumentos que roubam as palavras e por isso mesmo, deve ser sempre visitado numa passagem por Évora.

2.5. Convento de Nossa Senhora do Carmo

Convento de Nossa Senhora do Carmo
Convento de Nossa Senhora do Carmo

O Convento de Nossa Senhora do Carmo chama a atenção de quem por ali passa e por isso, é um ponto de visita obrigatório em Évora. É um vasto monumento religioso situado no Largo das Portas de Moura, decorado com pinturas maneiristas que, atualmente, pertence à Universidade de Évora.

2.6. Jardim de Diana

cidades de portugal com melhor qualidade de vida
Évora

O Jardim de Diana é um dos locais onde se sente, verdadeiramente, a região. Localiza-se bem no centro cultural da cidade e pode ser o ponto inicial ou até mesmo terminal para um belo passeio turístico por Évora.

Neste jardim, pode-se encontrar também um miradouro onde é possível ver toda a beleza envolvente. Muito verde, flores e um pedaço de terra conjugam-se para criar a harmonia que dá tanto valor à região do Alentejo.

2.7. Tempo Romano de Évora

templos romanos
Évora

Entre os monumentos mais emblemáticos do país, é de salientar o Templo Romano de Évora que conta com dois milénios de história e encontra-se localizado no centro histórico.

É um dos mais grandiosos e mais bem preservados tempos da Península Ibérica que foi, em 1986, considerado Património Mundial da UNESCO. Sendo um marco histórico e importante da cidade, olhar para este monumento é como regressar no tempo e imaginar todo o passado ali vivido.

2.8. Igreja dos Lóios

Igreja dos Lóios
Igreja dos Lóios

Construída no século XV, a Igreja dos Lóios, também conhecida por Igreja de São João Envagelista, encontra-se anexada ao Convento de Lóios e detém uma beleza única. A sua decoração interior é composta por lajes em mármore branco com figuras dos fundadores da igreja e também pelo estilo barroco que dá um encanto diferente.

2.9. Capela dos Ossos

Capela dos Ossos de Évora
Capela dos Ossos de Évora- Steve Wong

Visitar a Capela dos Ossos é algo que deve fazer parte de qualquer roteiro pela cidade. Este é um dos monumentos mais conhecidos e associados à cidade. Uma capela com o tecto e as paredes repletas de ossos pode ser sinistro para uns e espetacular para outros, mas a verdade é que é algo que deve ser visitado numa passagem por esta cidade.

2.10. Cromeleque dos Almendres

sefes
Cromeleque dos Almendres

O recinto megalítico dos Almendres, um dos maiores monumentos públicos da humanidade, constitui o maior conjunto de menires estruturados da Península Ibérica e é um dos mais importantes da Europa.

Este monumento megalítico inicialmente era constituído por mais de uma centena de monólitos. Uma dezena de monólitos está decorada exibindo relevos ou gravuras. Foi um monumento com funções religiosas e, provavelmente um primitivo observatório astronómico.

2.11. Palácio de Dom Manuel

Palácio de D. Manuel
Palácio de D. Manuel

O Palácio de Dom Manuel, também conhecido como Galeria das Damas, encontra-se instalado no actual jardim público da cidade de Évora, localizado a sul da Igreja de São Francisco. Trata-se de um elegante pavilhão do século XV, o único edifício não destruído, no século XIX, do antigo Paço Real de Évora. Nele existem vários elementos com claras influências mouras, decoração naturalista e manuelina e alguns detalhes romanos.

3. O que fazer em Évora?

Visitar Évora é muito mais do que apenas observar os seus muitos monumentos, por muito interessantes que eles possam ser. Uma cidade apenas se descobre quando a percorremos e quando decidimos explorar os seus recantos. Descubra o que que fazer em Évora.

3.1. Passeios em balão de ar quente

Que tal ver a cidade eborense com uma outra perspetiva? É possível observar as lindas paisagens alentejanas através do céu, numa visão de 360º, a partir de passeios em balão de ar quente. Com esta experiência, consegue ver as formas dos campos alentejanos a ganharem cor ou as muralhas que delineavam os limites da cidade de Évora.

3.2. Salto de Paraquedas

Para os mais aventureiros, saltar de paraquedas em Évora é uma experiência inesquecível que pode levar qualquer pessoa a ver as belas paisagens, através de uma outra perspetiva.

3.3. Andar de barco no Alqueva

Desfrutar as águas do Alqueva com a família ou amigos é uma experiência que se pode tornar algo muito diferente com memórias excelentes. Tal como o nome diz, os Barcos Casa do Alqueva são casas em embarcações com a capacidade compreendida entre duas a doze pessoas, que podem ser conduzidas com ou sem licença de condução.

3.4. Ver estrelas

Dark Sky Alqueva
Dark Sky Alqueva (Hugo Lopes)

Também no Alqueva, uma outra atividade que é possível desfrutar é a observação das constelações que fazem parte do céu alentejano. Trata-se do Dark Sky Alqueva que é considerado o melhor fenómeno natural da Europa e por isso mesmo, isto é algo único que não deve ser desvalorizada numa passagem pela região alentejana.  

3.5. Trilhos Pedestres

Todos aqueles que visitam a tranquila cidade de Évora, devem dedicar um tempo para fazer alguns percursos pedestres que dão a conhecer as maravilhas das terras alentejanas. Eis algumas sugestões e trilhos:

A Rota dos Menires é um percurso circular de 15 km com o grau de dificuldade mediano. O ponto de partida e chegada é o mesmo: a Aldeia de Guadalupe. Ao longo do trilho, a sinalização é inexistente, porém é um percurso que vale a pena para aqueles que gostam da vida campestre. São percorridos caminhos rurais com paisagens maravilhosas, passando assim por alguns pontos de interesse, tais como a ribeira, os cabaços, entre outros.

Desta vez linear, a Água de Prata é um percurso com um baixo grau de dificuldade que conta com 8 km de distância. Este trilho inicia-se na Cartuxa e termina em Valcovo. O piso é em terra batida com troços em alcatrão e pode ser utilizado para caminheiros ou ciclistas que tenham interesse em percorrer o Aqueduto entre Évora e Graça do Divor. É um percurso que combina aspetos patrimoniais, históricos e técnicos com paisagens envolventes.

Igualmente com um baixo nível de dificuldade, o Caminho da Missa é um trilho linear ao longo de 10 km de distância que tem o Senhor dos Aflitos como local de partida e a Nossa Senhora do Espinheiro como local de chegada. Para além destes pontos, o caminho também se cruza com a Igreja de São Roque. Este é um percurso que liga os principais centros de culto religioso da cidade de Évora.

4. Onde comer e dormir em Évora?

“A Tábua do Naldo” é considerado um dos sítios onde se pode contar com ótimos pratos para qualquer refeição. Com uma decoração rústica, típica e intimista, este é um restaurante com comida portuguesa onde o chefe Naldo reinventa pratos tradicionais alentejanos.

Uma opção de hospedagem entre a quantidade significativa existente é o Convento de Évora que prima pela sua boa localização no centro da cidade e pela sua beleza. Para além disto, no restaurante da pousada, os visitantes podem desfrutar de pratos portugueses num elegante salão ou até mesmo junto à piscina. De acordo com o leque vasto de feedbacks, este é um dos mais eleitos para ficar durante uns dias de visita à cidade.

Por todas as razões e mais algumas, qualquer pessoa que decida visitar Évora, irá encontrar nesta mesma cidade um património histórico e cultural inigualável. É uma cidade que merece ser conhecida pela sua paisagem e história singular, na encantadora região alentejana.

5 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here