Início Sociedade Os 10 municípios mais pobres de Portugal

Os 10 municípios mais pobres de Portugal

Não será surpresa constatar que, segundo os dados do INE, os municípios mais pobres de Portugal estão longe dos grandes centros urbanos.

82164
1
Câmara de Lobos

 

Sabe quais são os 10 municípios mais pobres de Portugal? Com base nos dados do INE que analisam o poder de compra dos cidadãos é possível tirar algumas conclusões sobre a forma como a riqueza está distribuída pelo país. Constata-se, facilmente, que existe uma enorme disparidade entre o poder de compra de quem vivo nos grandes centros urbanos do litoral e o baixo poder de compra da grande maioria dos concelhos do interior.

Para calcular o índice de poder de compra faz-se a média nacional e passa-se a considerar esse valor como padrão, sendo este valor de 100. Isto significa que, uma cidade com um índice de 200, por exemplo, terá em teria o dobro do poder de compra da média nacional.

Segue a lista dos municípios mais pobres de Portugal.

 

10. Penalva do Castelo (índice 60.38)

Penalva do Castelo
Penalva do Castelo

Embora existam vestígios que comprovam o povoamento celta e romano destas terras, a mais antiga referência à vila (Pena Alva) é a tomada do castelo aos mouros pelo rei Fernando, o Magno, de Leão e Castela, em 1058, depois da conquista de Lamego e Viseu.
Foi-lhe outorgado foral em 1240 por D. Sancho I. Em 1514 D. Manuel I concedeu-lhe novo foral.

O nome Pena Alva do Castelo terá tido origem na existência de uma antiquíssima fortaleza na margem direita do Alva de que não restam vestígios.  Ao nível do património histórico e arquitectónico, destacam-se a igreja paroquial, que apresenta fachada barroca, e a Casa da Ínsua ou Solar dos Albuquerques, datada do século XVIII e que apresenta um santuário em honra de Nossa Senhora de Lurdes. E, ainda, a Quinta do Mosteiro, que assinala o local onde existiu, na Península Ibérica, a primeira casa da Ordem do Santo Sepulcro.

 

9. Vinhais (índice 59.84)

Vinhais
Vinhais

Vinhais é uma bonita vila, sede de concelho, localizada no extremo norte de Portugal, em Trás-os-Montes, numa zona plana na margem esquerda do ribeiro das Trutas, rodeada de outeiros e com a bonita Serra da Coroa a envolvê-la. A sua carta de foral foi atribuída em 1253 por D.Afonso III, outorgada por D.Manuel I em 1512. Local estratégico de defesa e controlo fronteiriço, Vinhais foi um centro marcante nas diversas lutas que se sucederam ao longo de séculos, com papel de relevo em importantes episódios históricos.

Vinhais é hoje um significante pólo dinamizado pelas actividades ligadas à agricultura, natureza, gastronomia e pequena e média indústria, com particular destaque para produtos como a castanha e o porco Bísaro. Um concelho com diversos equipamentos e infra-estruturas que em muito têm contribuído para a sua afirmação na região. Com uma vasta ligação às tradições e festas, tem na Feira do Fumeiro a sua referência, recebendo milhares de visitantes todos os anos. Situado em pleno Parque Natural de Montesinho, a natureza assume um papel principal no desenvolvimento de um imenso leque de actividades, a desenrolar em diversos locais da região, nomeadamente no parque biológico, um dos mais ricos do país.

1 COMENTÁRIO

  1. não sei quem escreveu sobre Vinhais, mas quem o fez deve referir-se a uma Vinhais que desconheço e imagino que ou se deslocou para “salamões” ou sofreu uma erosão muito grande que desfez os tais outeiros que a rodeiam e agora é uma zona plana que inicia no rio trutas…!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here