Início Viagens O último dos palácios de Portugal

O último dos palácios de Portugal

Foi o último palácio mandado construir pela realeza portuguesa e por ironia do destino tinha data de inauguração marcada para o dia em que acabou a monarquia.

57987
5
Palácio de Vidago

Palace Hotel de Vidago é um edifício situado em Vidago, concelho de Chaves. Clássico e emblemático hotel termal, foi desenhado pelo arquitecto José Ferreira da Costa. Na verdade, o Vidago Palace Hotel é uma grande ironia do destino – da História. Foi mandado construir por D. Carlos com toda a pompa e circunstância que a realeza e aristocracia europeia lhe mereciam – queria ali recebê-las e, claro, impressionar.

vidago1

Mas o primeiro sopro da História passou em forma de regicídio e o convidado de honra para a inauguração seria D. Manuel II. Diz-se que esteve marcada para 5 de Outubro de 1910, mas a República intrometeu-se: a abertura foi um dia depois, a 6 de Outubro de 1910, a bênção republicana a substituir o fausto real.

vidago333

A vila termal de Vidago teve um período de esplendor entre 1875-1877 quando sua majestade, o Rei D. Luís, visitou consecutivamente este idílico destino termal. A fama dos poderes curativos das águas espalhou-se tão longe que em 1876-1889 foram premiadas em Madrid, Paris, Viena e Rio de Janeiro.

Vidago

No reinado do senhor Rei D. Carlos I, a família real e os seus convidados fizeram de Vidago um dos seus destinos privilegiados, no qual encontravam qualidades e benefícios terapêuticos únicos nas suas águas minerais.

A inauguração do troço da linha férrea de Vila Real às Pedras Salgadas por Sua Majestade El-Rei D. Carlos I, em 1907, que chegou a Vidago dois anos mais tarde, em 1909, colocou estas termas numa popularidade renovada.

Vidago
Vidago

O Palácio de Vidago foi, portanto, o último palácio a ser construído em Portugal. A realeza nunca usufruiu dele, mas para o povo e para a belíssima vila de Vidago, em Chaves, ficou um dos mais belos monumentos portugueses que hoje pode ser utilizado por qualquer pessoa como hotel ou passear pelos seus belos jardins.

Vidago Palace
Vidago Palace

Nenhum rei português ficou hospedado no hotel, mas foi a realeza que o fez nascer. Já as propriedades terapêuticas da água da região eram conhecidas e apreciadas pela sociedade quando D. Carlos I o manda construir — o Vidago Palace serviria para acomodar turistas, é certo, mas também a família de “sangue azul”.

O assassinato do rei em 1908 e a revolução que entretanto ganhou forma abrandaram as ambições régias, mas não as travaram, e o hotel viria a abrir as portas em Outubro de 1910, definindo-se como um poiso para a aristocracia portuguesa e europeia.

Vidago Palace
Vidago Palace

Cem anos depois da inauguração, o Vidago Palace renovou-se e trouxe consigo, entre outras valências, um spa termal com a assinatura de Álvaro Siza Vieira e um segundo ponto de encontro para os amantes do golfe (além do campo já existente), agora no Club House, edifício de 1886 onde se fez o primeiro engarrafamento da água Vidago.

5 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here