Início Sociedade As 9 piores cidades para viver em Portugal

As 9 piores cidades para viver em Portugal

Com base nas estatísticas do INE que reflectem o acesso à saúde, educação, emprego e espaços verdes, estas são as 9 piores cidades/municípios para viver em Portugal.

461476
23
COMPARTILHE
Gondomar

Html code here! Replace this with any non empty text and that's it.

As 9 piores cidades/municípios para viver em Portugal

Sabe quais são as cidades de Portugal com pior qualidade de vida? A lista foi elaborada com base nas estatísticas do INE e têm como fundamento diversos factores que, regra geral, são considerados como indicadores de qualidade de vida. Entre eles está o acesso à educação, saúde, cultura, emprego e espaços verdes. Este artigo não tem como objectivo denegrir a imagem de qualquer um dos municípios mencionados. O único objectivo é alertar os cidadãos, o poder central e o poder local para uma realidade que não se pode esconder nem desmentir.

9. Gondomar

Gondomar
Gondomar

Gondomar, o seu nome tem ressonâncias históricas. Vários achados revelam as velhas raízes da vivência humana neste local desde a pré-história. A exploração das minas de ouro nas regiões próximas e a posição estratégica do “Castro” comprovam a permanência dos romanos nestas terras. Entre outras versões, a denominação “Gondomar” é atribuída ao rei visigodo Gundemaro ou ‘Gundemarus’ (mais precisamente do seu genitivo, ‘Gundemari’), constituído pelas palavras góticas “gunthi” (luta) e “marhs” (cavalo) que, em 610 teria aqui fundado um couto. Apesar de não haver vestígios dos cavaleiros visigóticos, Gondomar recebeu o primeiro foral em 1193, de D. Sancho Ique, mais tarde, foi confirmado pelo rei D. Afonso II através das Inquirições. O Monarca “fez honra de Gondomar” a D. Soeiro Reymondo, que aqui tinha um solar.

8. Amarante

Amarante
Amarante

Amarante teve provavelmente a sua origem nos povos primitivos que habitaram a serra da Aboboreira (habitada desde a Idade da Pedra), embora se desconheça exactamente o nome dos seus fundadores. Contudo, só começou a adquirir importância e visibilidade após a chegada de São Gonçalo (1187-1259), nascido em Tagilde, Guimarães, que aqui se fixou depois de peregrinar por Roma e Jerusalém. A este santo se atribui a construção da velha ponte sobre o Rio Tâmega.

Amarante torna-se alvo de peregrinações e a povoação foi crescendo. Já no Século XVI, D. João III ordena a construção do Mosteiro de São Gonçalo sobre a capela junto à ponte sobre o Rio Tâmega, onde segundo a tradição São Gonçalo terá vivido e foi sepultado. Em 1763, ocorre a derrocada da velha Ponte de São Gonçalo devido às cheias do Rio Tâmega. Nos anos seguintes foi reconstruída com o aspecto que ainda hoje apresenta.

7. Valpaços

Valpaços
Valpaços

Os primeiros documentos escritos que citam Valpaços datam do século XII. O próprio topónimo tem uma raiz claramente pré-nacional. A freguesia terá começado por ser um pequeno reduto habitado por nobres e famílias senhoriais, atraídas por um conjunto de privilégios tendentes a povoar aquela região tão próxima de Espanha.

Antigamente, Vale de Paço (e depois Vale de Paços até ao século XIX) tem raízes talvez mesmo na pré-nacionalidade, o que não é de estranhar num território como o deste concelho em quê a arqueologia é notável desde a época romana e a toponímia, especialmente a antroponímica de filiação germânica, tão exuberante, constitui o melhor documento do povoamento pré-nacional do território.

O acontecimento mais importante da história de Valpaços deu-se seguramente em meados do século XIX. Em 16 de Novembro de 1846, durante a Guerra da Patuleia, aqui se defrontaram as tropas rivais. O movimento, que começara de forma espontânea e por ter características eminentemente populares, passava nesse momento a tomar proporções políticas. Cerca de duas dezenas de mortos marcaram a passagem por Valpaços de uma batalha que depois prosseguiu por terras de Murça.

23 COMENTÁRIOS

  1. Este estudo está mal feito pois gondomar tem hospital e tem 4 escolas secundárias mais de 15 eb2/3 e mais de 30 primárias tem 4 parques da “cidade” sem falar das areas verdes junto ao rio douro é servido de metro, autocarro e camionetas..
    Como pode Gondomar estar entre as 9 piores e Viseu que não tem a msm qualidade de saúde e ensino tar entre as novas melhores? Enfim…

    • VISEU?
      miga , viseu tá mais que provado á nao sei quantos anos consecutivos a melhor cidade para se viver 😉 portanto… menos.
      falando que a alves martins é uma das melhores escolas secundarias do ranking
      falando dos espaços verdes
      qualidade de saude ? se nao sabem nao falem simples assim 🙂

      • Você mora ai ? Meu avô nasceu ai veio para o Brasil e teve aqui minha mãe, mas deixou família ai ,queria muito conhecer .O nome José Alves coelho. Obrigada

    • gondomar e o maior pardieiro deste pais
      dizes que tem isso tudo mas eu nunca vi parque da cidade la e o que tem ta cheio de ciganos ou pelo menos aciganados
      nao tem um sistema decente de autocarros e a maioria das escolas sao uma merda cheia de escaloes e gangues
      nao ha pior e estou surpreendido de so estar em 9º

  2. Meu avô nasceu em Viseu acho pela pesquisa que fiz ,pois não conheci ele veio para o Brasil e deixou família em Portugal ,aqui no Brasil teve minha mãe e tio ,queria muito saber se eu tenho parentes ai em Portugal. Nome do meu avô .José Alves Coelho. Obrigada

  3. Seja qual for a cidade em que se viva em Portugal, temos às costas um fardo enorme de impostos, somos ou já fomos governados por autarcas corruptos, pagamos tudo e mais alguma coisa quando recorremos aos serviços publicos…

  4. Como é possivel amarante ser das piores cidades. Estes gajos que fizeram este estudo são valentes burros ao quadrado que nunca viram como e o Amarante que não é descrito aqui. Enfim pouca vergonha esta.

  5. Ribeira Grande??? E então os municípios de ilhas mais pequenas onde o isolamento e a falta de estruturas em todas as áreas, como ficam?…

  6. TROFA – essa pesquisa está totalmente errada, cidade linda se desenvolvendo muito rápido ficando linda, tá tudo errado.

  7. Não conheço as cidades mas são lindas e um dia pretendo visitar esse belo país e conhecer toda essa maravilha. Infelizmente no Brasil está difícil de viver tendo em vista a alta criminalidade e desemprego mesmo em regiões desenvolvidas e também com lindas paisagens.

  8. Enfim…
    Se analisarem a fonte (algo que a Vortex Mag não fez) podem ver que a classificação é relativa aos municípios. A vortex mag APENAS pegou na lista e apresentou os munícipios, cuja a sua sede é uma cidade. Uma publicação puramente idiota e sem informação. Porque existem municípios que por não terem como sede uma cidade não constam na lista e existem municípios que tem mais que uma cidade (por exemplo, Gondomar que tem 3 cidades (Valbom, Rio Tinto e Gondomar). Para serem correctos, no mínimo deviam de ter incluido todas as cidades pertencentes a um município.

    Para além disso, não explica os valores em causa. E faz sensionalismo sem respeitar o trabalho das outras pessoas.
    Por exemplo Gondomar (280º classificado a nível nacional) tem um ICDES arredondado de 24, 10 pontos a menos que a Sertã (135º classificado a nível nacional). Esta é exactamente a mesma diferença para o último classificado Câmara de Lobos, ou seja, gondomar nem está assim muito longe do meio da tabela.

    Já agora o Lagos (14º classificado a nível nacional) está a praticamente a mesma distância de Gondomar que está de Lisboa (1º classificado). Tenham algum rigor por favor.

  9. Lol que noticia de merda(se bem que de 2016) mas não sei em que se basearam. Ex ribeira grande que já a 4 anos para cá recebe prémios atrás de prémios como melhor autarquia.Espaços verdes a dar com o pau escolas hospital tem tudo!!! Vaem pastar!; se quiserem temos bastantes pastos para esses touros que fazem essas noticias sem tarelo hahah

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here