Início História Parabéns Portugueses: Portugal faz hoje 840 anos!

Parabéns Portugueses: Portugal faz hoje 840 anos!

Neste mesmo dia, em 1179, O Papa Alexandre III emite a bula "Manifestis Probatum" em que reconhece Portugal como Reino. São os 840 anos de Portugal.

239381
37
mapa da Ibéria

Parabéns Portugueses! Portugal faz hoje oficialmente 840 anos. Não é todos os dias que uma nação se pode orgulhar de festejar o seu aniversário, especialmente se falarmos de um dos países mais antigos do mundo: Portugal. Não existe um consenso entre os historiadores sobre a data que assinala o nascimento do nosso país mas esta parece-nos ser a mais correcta ou, pelo menos, a mais oficial de acordo com os costumes da época, em que o Papa e a Igreja Católica eram quem governava a Europa.

Neste mesmo dia, em 1179, O Papa Alexandre III emite a bula “Manifestis Probatum” em que reconhece Portugal como Reino independente. Esta bula declarou o Condado Portucalense independente do Reino de Leão e, D. Afonso Henriques, o seu soberano. Reconheceu, ainda, a validade do Tratado de Zamora, assinado a 5 de Outubro de 1143 em Zamora, pelo rei de Leão e por D. Afonso Henriques.

D. Afonso Henriques

Importa referir que a data não é consensual! A bula papal é talvez o mais importante pormenor que pode indicar o nascimento de Portugal porque, efectivamente, o Papa era a autoridade máxima daquela época e era ele que decidia conflitos entre países ou o reconhecimento da independência de nações.

E se a data não é consensual, quais são afinal as outras hipóteses?

 

1. 24 de Junho de 1128

Batalha de São Mamede

Trata-se da data da Batalha de São Mamede, que foi uma batalha travada entre D. Afonso Henriques e as tropas dos barões portucalenses contra as tropas do Conde galego Fernão Peres de Trava, que se tentava apoderar do governo do Condado Portucalense. As duas facções confrontaram-se no campo de São Mamede, perto de Guimarães.

Com esta vitória, D. Afonso Henriques assegurou que o Condado Portucalense não ficava nas mãos de Castela ou sob influência galega. A partir deste momento, D. Afonso Henriques começou a traçar o seu caminho até se tornar o primeiro rei de Portugal.

 

2. 25 de Julho de 1139

Batalha de Ourique
Batalha de Ourique

É a data da Batalha de Ourique. A Batalha de Ourique ocorreu num local que as fontes denominam de Ourique (Aulic, Oric, Ouric), que na altura estaria no território controlado pelos muçulmanos (tunc cor terrae sarracenorum). No terreno defrontaram-se as forças “portuguesas” lideradas por D. Afonso Henriques, que havia partido de Coimbra, contra cinco “reis” mouros: Sevilha, Badajoz, Évora, Beja e um quinto de nome Ismar, que alguns autores pensam ser o alcaide de Santarém e outros de Elvas, sendo apenas esta uma das muitas dúvidas que envolvem esta importante batalha.

Foram as vitórias militares que asseguraram a D. Afonso Henriques, um território suficientemente vasto para se afirmar como um Reino, e foram estas também que permitiram que o Reino de Portugal fosse reconhecido internacionalmente como tal. Destas vitórias, Ourique é sem dúvida a mais importante, pois foi a partir desta que Afonso Henriques passou a utilizar o título de Rei (Rex).

 

3. 5 de Outubro de 1143

Tratado de Zamora
Tratado de Zamora

No dia 5 de Outubro de 1143 foi assinado em Zamora, um tratado entre os réis D. Afonso Henriques de Portugal e D. Afonso VII de Leão e Castela do qual resultou a paz entre os dois reinos.

A partir desta data, o rei de Leão e Castela reconhece o rei e o reino de Portugal como entidades independentes, contudo, salvaguarda o facto de o reino de Portugal, continuar sob a alçada do monarca espanhol, como seu imperador (Imperatore).

37 COMENTÁRIOS

  1. De facto, essa data não é seguida em Portugal. A data mais consensual é 5 de outubro de 1143, em que foi celebrado o Tratado de paz de Zamora, pelo qual Afonso VII, Imperador das Espanhas, reconhece Portugal como um Reino. D. Afonso Henriques já tinha sido aclamado Rei na Batalha de Ourique em 25 de julho de 1139, e alguns historiadores consideram ser esta a data da independência na prática. Portugal tem assim 876 ou 872 anos, não 836.

    • Claro que tem razão, Rolando Baya ! A Igreja Católica Apostólica Romana , ainda hoje impõe que quem casa pela igreja , jamais se divorcia pela Igreja , alegando que Deus disse ” O que Deus UNIU o Homem jamais desuniu !” Onde e quando é que Deus disse ? Então, DEUS é ROMA ! Enfim …

    • Não sou historiadora, mas o que aprendi foi que Portugal “nasceu” em 1143, como refere Rolando Bahia. Além disso, logicamente, para algo ser reconhecido tem que existir previamente.

  2. Buenas,
    Esta información de fechas está errónea y hay que cambiarla. Por ejemplo pueden conocerla en la ciudad de Zamora así como la historia del reino de Castilla y Portugal. Así cono mirar los artículos de RTVE con la reproducción de la historia de Portugal y Castilla en youtube.
    Saludos

    • 5 de octubre de 1143. Tratado de Zamora. El rey de León y emperador de toda Hispania, reconoce a Portugal como REINO, y no como un CONDADO, aunque para algunas cuestiones estuviera subordinado al Reino de León.
      Esa es la fecha del nacimiento del Reino de Portugal.
      Después el Papa, amplió dicho tratado y declaró que el Reino de Portugal únicamente debía obediencia a la cátedra de San Pedro.
      5 de Octubre 1143-Zamora-todos los monarcas reconocen a Portugal como Reino….
      Y Pepe…dejese de historias trasnochadas de Castilla, pues Alfonso VII no firmo jamás como rey de Castilla, sino como REY DE LEÓN Y EMPERADOR DE TODA ESPAÑA, siendo Castilla un condado, cosa que cambiaría al producirse su muerte y dividir la CORONA LEONESA entre sus hijos.

  3. Parabéns a este Povo que de tão longe vem, feito de carne e sangue, cultura e língua, suor lágrimas e vontade de se manter vivo, alheado esquecido e abandonado, sujeito e em proveito de quantos se erigiram em seus heróis e glórias, que o espezinham como se servo deles fossem! Pobres e reles elites essas que prosseguem a senda de em sangue amassar o pão. Que VIVA esse Povo de tamanha glória escondido!…

  4. 1128 – A Batalha de S. Mamede pode ter sido um marco importante na constituição do Condado Portucalense, mas ainda faltava conquistar os algarbes… Batalha de Ourique em 1139. Aí sim, temos Condado Portucalense com a definição de território continental que se mantem. Se quisermos considerar os primórdios sem a soma das partes, então 1095. Mais radical, seriam os Tartessos, muito mais longe no tempo.

  5. Na verdade os que falam mal de Portugal são a turma recalcada que critica ações, que outros países tiveram muito piores! Não vejo nenhum país de língua espanhola mais poderoso que o Brasil. Enquanto Colônia qualquer pais é propriedade de quem o descobriu ou subjulgou através de guerras.
    Além do idioma deixaram um país cheio de Riquezas e curiosamente conseguiu a independência pelas mãos de um português que se tornou mais brasileiro do que português. Quem realmente não dá valor ao nosso pais é parte dos brasileiros que já por duas vezes tentaram destruí-lo mas até agora não conseguiram nem vão conseguir. É uma terra tão ruim que tem uma população gigantesca com descendência de países de toda parte do planeta. Infelizmente por causa desses recalcados que estão ai passamos a ser um país produtor de imigrantes pois já existem alguns milhões de brasileiros que caíram fora daqui infelizmente. O resto é lero lero. Em vez de criticar façam alguma coisa em vez de querer viver de bolsa família ou de emprego público ou então vão para
    Cuba, Venezuela, Bolívia, Coreia do Norte e outros parecidos.

  6. Na verdade Portugal já cumpriu 900 anos de independência, pois em 1109 D. Henrique e D. Teresa o declaram independente e estes são os primeiros reis portugueses e assim aparece descrito na historia compustelana, por outro lado há uma bula Papal anterior à de 1179 que reconhece Portugsl como País independente, mas os nossos mentecaptos historiadores, va la saber-sr porquê, resolvem ignorar documentos históricos.

  7. O Condado Portucalense foi entregue a D. Henrique, pelos serviços prestados nas cruzadas. Não sei até que ponto o primo de D. Afonso Henriques, era aclamado “Imperador” visto que o território ainda estava grande parte sobre domínio Árabe. É claro que um imperador é soberano de um rei. Este decidiu coroar D. Afonso Henriques pelo trono de “Condado Portucalense”, mas só se torna independente do imperador após a “bula” papal. Daí, Portugal passa a ser um reino independente de qualquer outra entidade. O que me preocupa mais do que a data da independencia, é saber sobre o povo Lusitano, que já cá estava antes de todas essas evasões. Disso ninguém fala… é pena!

  8. A partir de 24 Junho de 1128 D. Afonso Henriques passa a usar um timbre dizendo Portugral Rex. Aceito a opinião dele como legítima e contemporânea mais que a de historiadores. Portugral, Porto do Graal, Portugal. Projecto templário donde partiu a “descoberta” e colonização da América de Norte a Sul.

  9. Dúvido que Afonso VII podesse usar o título de Imperatore. Mas ainda atopo mais duvidoso que pose ter chamado “monarca espanhol”.

  10. Parabéns pra você Portugal pelas suas 840 primaveras. Brasileiros comungam nessa data festiva. “Não existe um consenso entre os historiadores sobre a data…” Não importa a data certa. Fato que hoje é um bom motivo para comemorar e agradecer a existência da Terrinha. Feliz aniversário. Nós o amamos.

    • Sim, assim poderia ser tratado igual que o País Basco ou Catalunha e os espanhois teriam o mespo respeto pela língua portuguesa que o têm pelo galego.

    • Portugal é mais antigo que Espanha e tu querias que Portugal pertencesse a Espanha? Quanto muito vós podias era ter a sorte de ser uma província portuguesa e não o contrário! E já agora devolvei o território português que estais a ocupar! Portugal sempre, espanhol nem morto!

    • Comentário idiótico e completamente desfasado da realidade, a Igreja era exactamente o contrário do que diz, era um polo de conhecimento e desenvolvimento, qualquer criança que frequente o 6º e 7º ano sabe-lhe dizer algumas da inovações que a igreja introduziu no dia a dia das populações naquele tempo e nem vou falar nas ordens religiosas!

  11. Portugal tem 875 anos data da assinatura do tratado de Zamora que pôs fim às hostilidades com Castela e Leão e reconheceram o Reino de Portugal… já estavam cansados de levar na boca dos tugas!

  12. Estes 840 anos são a marca do reconhecimento internacional do Reino de Portugal, pois somente com a afirmação e comprometimento do Papa a sua independência fica marcada de forma definitiva. É bom que recordemos e nos manifestemos sobre esta data, porque ainda hoje continuamos, dia após dia a conquistar a nossa independência, a nossa formação, a nossa cultura e a nossa forma de estar no mundo, em que nos destacamos pelo princípio de união de raças e de credos, respeitando-nos mutuamente, caracterizando uma forma de estar e de se relacionar a que chamamos Universalismo Português. Ser português, não é só ter nascido em Portugal ou adquirido a nacionalidade portuguesa. Ser português é uma forma de estar no mundo.

  13. POR FAVOR!
    DEIXEM -SE DE IGNORÂNCIAS E INCOMPETÊNCIAS!

    1. O FACTO DE AFONSO HENRIQUES TER SIDO COROADO REI EM 1137 E, NUNCA EM DATAS Q VEJO AQUI ESCRITAS, NÃO CONFERIU AO CONDADO PORTUCALENSE A “CONDIÇÃO DE ESTADO”, ITEM IMPRESCINDÍVEL PARA UM TERRITÓRIO SER INDEPENDENTE!
    MAS Q ESTUPIDEZ!;
    2. SÓ COM O TRATADO DE ZAMORA EM 1143 TAL FOI CONSAGRADO E FOI ABOLIDA A VASSALAGEM AO REI DE LEÃO!
    SÓ A PARTIR DESTA DATA É QUE O REINO DE PORTUGAL PÔDE SER CONSAGRADO COMO ESTADO E, COMO TAL, INDEPENDENTE!;
    3. A BULA DE ALEXANDRE III, MUITO MAIS TARDE, APENAS VEIO HOMOLOGAR TAL FACTO. PQ A IGREJA TINHA PODER DE EFICÁCIA, MAS NUNCA DE VETO DO QUE TINHA SIDO DECRETADO EM ZAMORA!;
    4. LOGO, PARA OS IGNORANTES, QUE NUNCA FIZERAM UMA 4A CLASSE COM NÍVEL, COMO EU FIZ, É QUE PODEM AFIRMAR BABOSEIRAS!!!
    CONCLUSAO: EM 5 OUTUBRO DE 2019, PORTUGAL COMO ESTADO E NUNCA COMO PAÍS, PORQUE SER PAÍS NÃO PRESSUPÕE SER ESTADO, EM ANTÍTESE AO INVERSO, PORTUGAL TERÁ 876 ANOS DE EXISTÊNCIA COMO ESTADO LEGALMENTE INSTITUÍDO!
    TUDO O RESTO É FALÁCIA E IGNORÂNCIA!

    • Jorge Alexandre de Freitas Fernandes, bom dia. Relembrei alguma “coisa” com o seu comentário . Certamente a data que lembramos como Independência é a data em que foi assinado o Tratado de Zamora – 05 de Outubro de 1143 e sendo assim, desta data passaram 876 anos. Anos mais tarde , em 23 de Maio de 1179 o Tratado de Zamora é validado pelo Papa Alexandre III , o que nos conferiu a Independência aos olhos do mundo ( nesta época a Igreja tinha que fazer este reconhecimentos). Só um reparo no seu comentário. Errado escrever todo o texto maiúsculas, errado gabar-se de ter “feito uma 4ª classe com nível” , errado usar palavras como ” baboseiras”, “ignorância”, Incompetências” … Nós, os que não sabemos, aprendemos com os que sabem muito, que será o seu caso, obrigada mas um pouco de humildade só faria o seu texto ficar mais rico. Cumprimentos.

  14. A nação que, como os fenícios transformou o mundo para melhor, a despeito de tudo de ruim que aconteceu. Infelizmente, também como os fenícios teve a sua “Grécia” a pungar no seu sucesso que, como vencedora final ficou com todos os créditos e honrarias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here