Início Viagens Os 12 melhores locais para visitar em Bordéus

Os 12 melhores locais para visitar em Bordéus

É uma das cidades mais bonitas da França e mundialmente famosa pelos seus vinhos. Estes são os melhores locais para visitar em Bordéus.

7301
0
Bordéus
Bordéus

Com a sua elegância urbana e charme provincial, Bordéus é um destino turístico atraente na bela região do sudoeste da França. Bordéus é chamada de “Porto da Lua” por causa de sua localização romântica numa curva em forma de crescente do rio Garonne. Neste cenário esplêndido que a permitiu florescer, a cidade possui uma rica herança cultural que remonta à antiguidade. A UNESCO declarou Bordéus como sendo Património da Humanidade em 1998 graças à riqueza dos tesouros arquitectónicos da cidade. Mais de 350 edifícios são classificados como monumentos históricos. Bordéus é ainda famosa pelos seus vinhos e é possível, com mais tempo, visitar as vinhas e as adegas em redor da cidade. Estes são os melhores locais para visitar em Bordéus, na França.

 

1. Cathédrale Saint-André

Um lugar de importância histórica no coração de Bordéus, a Catedral de Santo André remonta ao século XII. Declarada Património da Humanidade pela UNESCO, esta catedral fazia parte da rota de peregrinação da Rota de Santiago. Os peregrinos viajaram através de Bordéus a partir de Médoc, Tours e das Ilhas Britânicas a caminho de Santiago de Compostela, na Espanha. Comparável a Notre-Dame em Paris em sua grandeza, a Catedral de Santo André tem uma impressionante fachada com esculturas da Última Ceia, a Ascensão e Cristo em Majestade.

Cathédrale Saint-André
Cathédrale Saint-André

Curiosamente, o lado ocidental da catedral é completamente sem adornos, uma vez que foi construído originalmente muito perto das muralhas da cidade velha. No entanto, em frente à catedral fica o Hotel de Ville, um palácio maravilhoso construído na década de 1770. Projectado no estilo neoclássico típico de Bordéus, o Hotel de Ville é um tesouro arquitectónico com uma impressionante fachada com colunatas. Durante o verão, o Festival Internacional de Órgãos de Bordéus é realizado na catedral. Assistir a um concerto de órgão no cenário celestial da catedral é uma das coisas mais agradáveis ​​de se fazer em Bordéus. Alguns dos organistas mais talentosos da Europa estão presentes no festival.

 

2. Le Grand Théâtre

O Grand Théâtre é a peça central da Place de la Comédie, o centro da cidade e o antigo local do Fórum Romano. Um dos edifícios mais emblemáticos da cidade, este monumental teatro foi construído em 1780 no inspirador estilo clássico de Bordéus. O edifício foi projectado pelo arquitecto Victor Louis, que também projectou o Palais Royal e o Théâtre Français em Paris.

Le Grand Théâtre
Le Grand Théâtre

O exterior apresenta 12 colunas colossais coríntias, juntamente com estátuas representando as nove musas e as deusas Juno, Vénus e Minerva. Dentro do teatro, os visitantes ficam impressionados com foyers esplêndidos e grandes escadarias. Para uma experiência memorável, passe uma noite no teatro para apreciar uma performance da National Orchestra ou National Ballet of Bordeaux.

 

3. Place de la Bourse

A meio quilómetro do cais de Bordéus existem diversos edifícios palacianos clássicos do século XVIII. Os exemplos mais deslumbrnates são encontrados na Place de la Bourse, que simboliza a elegância do design do século 18. No centro da praça está a Fonte das Três Graças, cercado por dois belos edifícios: o Palais de la Bourse (antiga Bolsa de Valores) e o Musée National des Douanes, o único museu do tipo na França. Estes monumentos graciosos do cais têm vista para as margens do rio Garona. Faça um passeio cénico ao lado do rio Garona para admirar a arquitectura gloriosa da Place de la Bourse e os reflexos brilhantes dos edifícios no rio.

Place de la Bourse
Place de la Bourse

Em frente à Place de la Bourse, entre o Quai de la Douane e Quai Louis XVIII, a Miroir d’Eau (espelho de água) é uma instalação artística ao ar livre criada em 2006. O resultado de uma colaboração entre Jean-Max Llorca e o arquitecto Michel Corajoud, a Miroir d’Eau poderia ser chamada de uma “poça elegante” ou uma “obra-prima da criatividade”, dependendo do seu ponto de vista. As piscinas de dois centímetros de água reflectem lindamente as fachadas dos edifícios do século XVIII. Para criar uma qualidade mística e em constante mudança, o sistema de origem alterna entre os efeitos de espelho e névoa. A reflexão muda com a hora do dia e o tempo.

 

4. Basilique Saint-Seurin

Esta requintada basílica é um Patrimoniado Mundial da UNESCO e era uma antiga paragem na peregrinação medieval do Caminho de Santiago. A basílica apresenta o estilo românico típico das igrejas da rota para Santiago de Compostela. Esta igreja excepcional remonta ao século XI.

Basilique Saint-Seurin
Basilique Saint-Seurin

O coro, apresentando o trono de um abade de pedra e barracas ornamentadas, foi construído durante os séculos XIV e XV. A capela do coro é adornada com impressionantes retábulos góticos (telas decorativas) que exibem 12 relevos de alabastro e uma figura da Virgem Maria do século XIV. A parte mais antiga da basílica é a cripta do século XI, que é um tesouro de antigas relíquias e sarcófagos dos séculos VI e VII.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here