Início Cultura 5 locais místicos em Portugal

5 locais místicos em Portugal

Alguma vez visitou um lugar tão imponente que a única reacção foi um espanto assombroso? Há lugares únicos em Portugal onde o mundo terreno parece encontrar-se com o espiritual… ou, pelo menos, com o passado. É assim que, desta feita, apresentamos 5 lugares místicos de visita obrigatória em Portugal!

0
Ponta de Sagres - Vanda Rita

Um pouco por todo o país, existem locais que nos fazem sentir de forma diferente, que nos despertam a imaginação e nos levam a viajar por entre estranhas emoções e sensações. São locais com fama de misticismo, seja pelos símbolos que apresentam, seja pelo mistério associado à sua origem ou construção. Não precisa de acreditar em energias ocultas ou fenómenos paranormais para sentir algo de especial nestes locais.

Ao visitar estas construções irá, certamente, indagar-se sobre vários assuntos, sobre o mistério da existência humana ou sobre os limites da imaginação de quem os construiu ou, até, sobre a estranha forma como foram construídos e os motivos que levaram ao seu aparecimento.

Existem muitas lendas associadas a estes locais, algumas com um fundo de verdade e outras fruto apenas da imaginação a que o ambiente convida. Descubra 5 locais místicos em Portugal.

 

1. Convento de Cristo (Tomar)

Convento de Cristo - Jack Snow
Convento de Cristo – Jack Snow

Fundado em 1160 pelo Grão-Mestre dos Templários, é herança directa da Ordem de Cristo. Continua hoje em dia a ser um personagem activo da cultura da região Centro: tanto pelo interesse histórico e arquitectónico (sendo uma construção secular em estilo gótico e manuelino), como por ser ainda hoje utilizado como plataforma cultural (onde se organizam, por exemplo, peças de teatro de companhias locais).

 

2. Quinta da Regaleira (Sintra)

Foto: Joe Price
Foto: Joe Price

Se for visitar Sintra não pode perder o Palácio da Regaleira e a sua quinta. António Augusto Carvalho Monteiro (o “Monteiro dos Milhões”), através do talento do arquitecto italiano Luigi Manini, manda construir todo um complexo de jardins, lagos, grutas, labirintos, etc., sempre impregnados pelo toque da Maçonaria, dos Templários e Rosa-Cruz. Um lugar imperdível.

 

3. Menir da Meada (Castelo de Vide)

Menir da Meada - Jorge Costa
Menir da Meada – Jorge Costa

Foi restaurado e reerguido na primeira metade dos anos 90 (declarado Monumento Nacional em 1997) e fica a cerca de 10 km de Castelo de Vide. Com mais de 7 metros de altura e pesando aproximadamente 16 toneladas, é o maior menir da Península Ibérica e, também graças ao local onde está situado, uma visão impressionante!

 

4. Capela dos Ossos (Évora)

Capela dos Ossos de Évora- Steve Wong
Capela dos Ossos de Évora- Steve Wong

Situada na Igreja de S. Francisco em Évora, esta capela bizarra é famosíssima pelo simples facto de praticamente toda a decoração interior ser constituída por ossos. Partiu da iniciativa de três monges do séc. XVII e no espírito da contra-reforma religiosa. A sua mensagem era (e é) clara, podendo ler-se à entrara: “Nós ossos que aqui estamos pelos vossos esperamos“.

 

5. Ponta de Sagres (Vila do Bispo)

Ponta de Sagres - Gil Cristóvão
Ponta de Sagres – Gil Cristóvão

O último lugar é um destino natural. O ponto sudoeste da Europa, Sagres é um símbolo da Era dos Descobrimentos (aqui residiu e morreu o Infante D. Henrique) e não só: no período do Neolítico foi uma importante zona religiosa, podendo ainda visitar-se os cerca de 300 menires em Vila do Bispo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here