Início Viagens 15 fantásticos locais para visitar no distrito de Viana do Castelo

15 fantásticos locais para visitar no distrito de Viana do Castelo

Entre a praia e as aldeias do Gerês, entre a gastronomia e o Alvarinho. Descubra os melhores locais para visitar no distrito de Viana do Castelo.

7107
0
Santuário de Santa Luzia
Santuário de Santa Luzia

O que visitar no distrito de Viana do Castelo? Situado no extremo norte de Portugal, o distrito de Viana do Castelo possui uma variedade considerável de pontos turísticos capazes de satisfazer os viajantes mais exigentes. A sua oferta turística vai desde as praias da costa norte até às aldeias de montanha já em pleno Parque Nacional da Peneda Gerês. Tudo isto a uma curta distância de carro.

A grande estrela é sem dúvida a capital do distrito, a cidade de Viana do Castelo, com o seu imponente Santuário de Santa Luzia. Mas Melgaço, Monção, Vila Nova de Cerveira, Ponte de Lima e Ponte da Barca, entre outras, complementam a oferta turística na perfeição. Tudo isto aliado a uma gastronomia de excelência, bem típica do Minho, que pode e deve ser acompanhada por um bom vinho Alvarinho, o mais típico da região. Estes são os melhores locais para visitar no distrito de Viana do Castelo.

 

1. Viana do Castelo

Situada na foz do rio Lima, entre o mar e as montanhas, a atractiva cidade de Viana do Castelo está imersa em tradição. Historicamente, a cidade foi um ponto de partida crucial durante a Era dos Descobrimentos, quando muitos exploradores portugueses embarcaram para descobrir o mundo ainda desconhecido. No sopé da colina de Santa Luzia, as estreitas ruelas calcetadas são ladeadas por belos palacetes e solares construídos ao longo de séculos.

Viana do Castelo
Santa Luzia – Viana do Castelo

A bela praia do Cabedelo estende-se ao longo do estuário do Lima. Por toda a região do Minho decorrem ao longo do ano diversas festividades religiosas e feiras populares. As festas em Viana do Castelo culminam em meados de Agosto, com a celebração da Romaria de Nossa Senhora da Agonia, que remonta ao século XVIII. Durante três dias, as ruas enchem-se de multidões de pessoas para assistir ao cortejo de carros alegóricos, cabeçudos e coloridos trajes locais, acompanhados por música e comida tradicionais.

 

2. Ponte de Lima

Em pleno coração do Vale do Lima, a beleza castiça e peculiar da vila mais antiga de Portugal esconde raízes profundas e lendas ancestrais. Foi a Rainha D. Teresa quem, na longínqua data de 4 de Março de 1125, outorgou carta de foral à vila, referindo-se à mesma como Terra de Ponte. Anos mais tarde, já no século XIV, D. Pedro I, atendendo à posição geo-estratégica de Ponte de Lima, mandou muralhá-la, pelo que o resultado final foi o de um burgo medieval cercado de muralhas e nove torres, das quais ainda restam duas, vários vestígios das restantes e de toda a estrutura defensiva de então, fazendo-se o acesso à vila através de seis portas.

Ponte de Lima
Ponte de Lima – Rui Videira

Ao longo dos tempos, Ponte de Lima foi, assim, somando à sua beleza natural magníficas fachadas góticas, maneiristas, barrocas, neoclássicas e oitocentistas, aumentando significativamente o valor histórico, cultural e arquitectónico deste recanto único em todo o Portugal.

 

3. Ponte da Barca

Ponte da Barca é uma bonita Vila do Norte de Portugal, sede de município, situada numa região abençoada pela natureza, pautada pelo verde da rica vegetação e pela calma do Rio Lima. A sua história precederá ainda a tempos pré-romanos, e da época de ocupação romana chegaram aos nossos tempos vários vestígios, com especial destaque para a Pedra dos Namorados, uma figura de um homem e de uma mulher em baixo relevo, exposta no Museu da freguesia da Ermida. Outrora apelidada de “Nóbrega”, topónimo de provável origem celta, com o crescimento da localidade, e séculos mais tarde, foi apelidada de “Barca”, devido ao atravessamento do Rio Lima ser efectuado por meio de uma Barca, e, posteriormente, aquando a construção de finais do século XIV do símbolo da cidade, a sua bonita Ponte, passou a ser conhecida por “Ponte da Barca”.

Ponte da Barca
Ponte da Barca – Rui Videira

O centro histórico de Ponte da Barca é lindíssimo, e toda a vila está embelecida com diversos monumentos como as belas Igrejas Matriz do século XVIII e a da Misericórdia do século XVI, as Capelas de Nossa Senhora da Lapa do século XVII, a de Santo António dos séculos XVII e XVIII, e a de São Bartolomeu. Frente ao central Pelourinho, encontra-se o Antigo Mercado do século XVIII, uma das obras emblemáticas da Vila.

 

4. Estorãos

Estorãos é uma pequena aldeia minhota situada a cerca de seis quilómetros de Ponte de Lima onde corre a ribeira que lhe dá o nome. As águas vindas do alto da serra de Arga serpenteiam no meio de pinheiros, vinhas e campos estrumados criando pequenos lagos e represas onde trutas e lampreias se escondem de turistas e pescadores.

Ponte de Lima
Estorãos

A paisagem é magnífica. O recorte azulado e sombrio da serra contrasta com o verde dos campos e as cores outonais das vinhas e searas criando verdadeiros jardins que pedem muitos passeios e descobertas rústicas.

 

5. Lindoso

Lindoso, como o próprio nome indica, é uma bonita aldeia minhota, fronteiriça com Espanha, estendendo-se pela Serra Amarela e pela Serra do Cabril, na margem esquerda do Rio Lima. Diz-se que o seu nome deriva das palavras do Rei D.Dinis, encantado com a graciosidade do lugar, contudo o topónimo derivará de Limitosum (Limesitis). A aldeia é composta por típicas casas antigas de granito, subsistindo ainda em algumas instalações agrícolas a pitoresca cobertura de colmo, e foi, desde os inícios da nacionalidade Portuguesa, um importante bastião de defesa nacional.

Lindoso
Lindoso – Rui Videira

Prova desta importância histórica e militar é o seu imponente Castelo, hoje um interessante espaço museológico. Outro dos mais importantes monumentos e marcos culturais de Lindoso é o Largo dos Espigueiros, situado entre o castelo e o cruzeiro granítico, existindo um grande número de belíssimos espigueiros por toda a região.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here