Início Sociedade Talvez tenha origem judaica e não saiba: lista de apelidos judaicos em...

Talvez tenha origem judaica e não saiba: lista de apelidos judaicos em Portugal e no Brasil

Gosta de descobrir toda a história dos seus antepassados? Talvez tenha origem judaica e não saiba: lista de apelidos judaicos em Portugal e no Brasil.

44
origem judaica
Origem judaica

Como se sabe, apenas o apelido não indica que uma pessoa tenha origem judaica. Mas não se passa apenas em relação aos judeus portugueses, pois o mesmo acontece com apelidos alemães ou polacos, por exemplo. O que realmente torna o apelido relevante, como judaico, é a prática de tradições judaicas mantidas pela família, principalmente entre os mais idosos, como avós e bisavós.

Entretanto, com a presença de tradições, o apelido torna-se importante para a busca de um passado judaico “perdido”. Segue abaixo uma lista de apelidos frequentemente adoptados pelos judeus na conversão forçada à religião católica, quando se tornavam “cristãos-novos”. Atenção: muitos destes apelidos já era usados antes da conversão dos judeus pelas famílias cristãs e, por isso mesmo, não significa necessariamente que a sua família tem origem judaica mas ajuda a perceber as probabilidades de isso ser verdade. Descubra se tem origem judaica.

Abreu, Abrunhosa, Affonseca, Affonso, Aguiar, Ayres, Alam, Alhertú, Albuquerque, AlÍaro, Almeida, Alonso, Alvade, Alvarado, Alvarenga, Alvares, Aivarez, Anelos, Alveres, Alves, Aivim, Alvorada, Alvres, Amado, Amaral, Andrada, Andrade, Anta, Antônio, Antunes, Arailjo, Araújo, Arrahaça, Arroyo, Arroja, Aspalhão, Assumpção, Athayde, Avila, Avis, Azeda, Azeitado, Azeredo, Azevedo.

Bacelar, Balão, Baihoa, Balíeyro, Balteiro, Bandes, Baptista, Barata, Barbalha, Barhosa, Barhoza, Bareda, Barrajas, Barreira, Barreta, Barreto, Barros, Bastos, Bautista, Batista, Beirão, Belinque, Belmonte, Bello, Bentes, Bernal, Bernardes, Bezerra, Bicudo, Bispo, Bivar, Bocarro, Boned, Bonsucesso, Borges, Borralho, Botelho, Bragança, Brandão, Bravo, Brites, Brito, Brum, Bueno, Bulhão.

Cahaço, Cahral, Cahreíra, Cáceres, Caetano, Calassa, Caldas, Caldeira, Caldeyrão, Callado, Camacho, Câmara, Camejo, Caminha, Campo, Campos, Candeas, Capote, Cárceres, Cardoso, Cardozo, Carlos, Carneiro, Carrança, Carnide, Carreira, Carrilho, Carrollo, Carvalho, Casado, Casqueiro, Cásseres, Castanheda, Castanho, Castelo, Castelo Branco, Castelhano, Castilho, Castro, Cazado, Cazales, Ceya, Cespedes, Chacla, Chacon, Chaves, Chito, Cid, Cobilhos, Coché, Coelho, Collaço, Contreíras, Cordeiro, Corgenaga, Coronel, Corrêa, Cortei., Comjo, Costa, Coutinho, Couto, Covilhã, Crasto, Cruz, Cunha.

Damas, Daniel, Datto, Delgado, Devei, Diamante, Dias, Diniz, Dionísio, Dique, Déria, Dona, Dourado, Drago, Duarte, Duraes.

Eliate, Escobar, Espadilha, Espinhoza, Espinoza, Esteves, Évora. Faísca, Falcão, Faria, Farinha, Faro, Farto, Fatexa, Febos, Feijão, Feijó, Fernandes, Ferrão, Ferraz, Ferreira, Ferro, Fialho, Fidalgo, Figueira, Figueiredo, Figueiró, Figueiroa, Flores, Fogaça, Fonseca, Fontes, Forro, Fraga, Fragozo, França, Frances, Francisco, Franco, Freire, Freitas, Froes, Frois, Furtado.

Gabriel, Gago, Galante, Galego, Galeno, Gallo, Galvão, Gama, Gamboa, Gançoso, Ganso, Garcia, Gasto, Gavilão, Gil, Godirtho, Godins,Goes, Gomes, Gonçalves, Gouvea, Gracia, Gradis, Gramacho, Guadalupe, Guedes, Gueybara, Gueyros, Guerra, Guerreiro, Gusniao, Guterres.

Henriques, Homem.

Idanha, Iscol, Isidro.

Jordâo, Jorge, Jnbim, Julião.

Lafaia, Lago, Laguna, Lmy, Lara, Lassa, Leal, Leão, Ledcsma, Leitão, Leite, Lemos, Lima, Liz, Lobo, Lodesma, Lopes, Loução, Loureiro, Lourenço, Louzada , Louzano, Lucena, Luíz, Lima, Luzarte.

Macedo, Machado, Machuca, Madeira, Madureira, Magalhães, Maia, Maioral, Maj, Maldonado, Malheiro, Manem, Manganês, Manhanas, Manoel, Manzona, Marçal, Marques, Martins, Mascarenhas, Mattos, Matoso, Medalha, Meddros, Medina, Melão, Mello, Mendanha, Mendes, Mendonça, Menezes, Mesquita, Mezas, Miffio, Miles, Miranda, Moeda, Mogadouro, Mogo, Molina, Mot,forte, Monguinho, Moniz, Monsanto, Montearroyo, Monteiro, Montes, Montezinhos, Moraes, Morales, Morão, Morato, Moreas, Moreira, Moreno, Motta, Moura, Mouzinho, Munhoz.

Nabo, Nagera, Navarro, Negrão, Neves, Nicolao, Nobre, Nogueira, Noronha, Novaes, Mines.

Oliva, Olivares, Oliveira, Oróbio.

Pacham, Pachão, Paixão, Pacheco, Paes, Paiva, Palancho, Palhano. Pantoja, Pardo, Paredes, Parra, Páscoa, Passos, Paz, Pedrozo, Pegado,Peinado, Penalvo, Penha, Penso, Penteado, Peralta, Perdigão, Pereira, Peres, Pessoa, Pestana, Picanço, Pilar, Pimentel, Pina, Pineda, Pinhâo,Pinheiro, Pinto, Pires, Pisco, Pissarro, Piteyra, Pizarro, Ponheiro, Ponte, Porto, Pouzado, Prado, Preto, Proença.

Quadros, Quaresma, Queiroz, Quental.

Rabelo, Rabocha, Raphael, Ramalho, Ramires, Ramos, Rangel, Raposo, Rasquete, Rehello, Rego, Reis, Rezende, Ribeiro, Rios, Robles, Rocha, Rodrigues, Roldão, Romão, Romeiro, Rosário, Rosa, Rosas, Rosado, Ruivo, Ruiz.

, Saldanha, Salvador,Samora, Sampaio, Samuda, Sanches, Sandoval, Santarém, Santiago, Santos, Saraiva, Sarilho, Saro, Sarzedas, Seixas, Sena, Semedo, Sequeira, Seralvo, Serpa , Serqueira, Serra, Serrano, Serrão, Sorveira, Silva, Silveira, Simão, Simões, Siqueira, Soares, Sodenha, Sodré, Soeyro, Sola, Solis, Sondo, Soutto-Mayor, Souza.

Tagarro, Tareu, Tavares, Taveira, Teixeira, Telles, Thomás, Toloza, Torres, Torrones, Tola, Tourinho, Tovar, Trigillos, Trigueiros, Trindade.

Uchfla

Valladolid, Valle, Valença, Valente, Vareja, Vargas, Vasconcellos, Vasques, Vaz Veiga, Velasco, Vellez, Velho, Veloso, Vergueiro, Vianna, Vicente,Viegas,Vieira,Vigo, Vilhalva,Vilhegas, Villena, Villa, Villalão, Villa-Lobos, Villanova, Villar, Villa-Real, Villella, Vizeu.

Xavier, Ximenes.

Zuriaga.

Religião: 10 judeus portugueses famosos (ou descendentes de judeus)

44 COMENTÁRIOS

  1. Câmara não ê de origem judaica… Câmara foi o nome dado quando foram atribuídas armas nobres a João Gonçalves Zarco como recompensa por ter descoberto a ilha da Madeira pois aportou em Câmara de Lobos. O nome era Câmara de Lobos mas João Gonçalves Zarco optou por usar só Câmara.

    • quando la chegiu nao tinha esse nome e precisou ser baptizado, portanto nao aportou em camra de lobos ou câmara apenas, mas sim aportou nesse local que posteriormente designou ou designou-se de câmara de lobos.

    • Oi! Aconselho-te a leres o artigo antes de comentar. Está explicitamente escrito “lista de apelidos frequentemente adoptados pelos judeus”. Não foi algo que criaram, foi algo que adoptaram. Algo com origem noutro lado.

    • Apelido de Camara de um lugar, daqui nasceu o nome Camara e não tem nada haver com as descobertas.

      terra foberba fobre o màr. O chão da quallápa etaua muy fouado dos pés dos lobos marinhos que alyvinham retouçar: ao qual lugar elle chamou Camara ‘! , & tomou ete apellido em memoria q naquelle lugar foy a primeira enträ da defua pouoaçam. O qual apellido ficou a todolos feus herdeiros, & algúsfe chamam da Camara fomente: & peró todos trazem por armas fe fam âs que deram a Ioam Gonçaluez, hum ecudo verde & húa torre de menagem de prata cuberta, & dous lobos de fila córpc. gados nella, & na ponta do curucheo da torre húa cruz douro. O Infante depois á etes capitães vieram ao reino cõ a noua deta ilha, er confentiméto delRey dö Ioam 盘 padre á repartio em duas capitanias: a Ioani Gonçaluez deu a ő chamamos do Funchal onde eftâ a cidade nomeada defte lugar com as demarcações que a ella pertencem, de que ora feus herdeiros fam capitács de juro, & herdade fegundofe contem em fuas doações. E a Triftão Vaz deu a outra onde etá apouoaçam de Machico,cujos fuceiores á teueram té o anno de quinhétos & corenta,onde fe quebroufeu ligítimo herdeiro fegundo tinham perfua doaçam:da qual elRey dom Ioam o terceiro nofo Senhor nefte me{mo tempo fez doação della de juro

      João

      • Falam de Sá ou Sas, tenho primos a Sá por Albuquerque, e uma prima julgava que fosse de origem Judaica. Mas não, foram da Inquisição mataram muitos Judeus e vieram da sua origem de Tour em França e casaram com uma das grandes famílias de Espanha da Inquisição. Existe muito nome que se judeus, e foram da Inquisição, por exemplo Espirito Santo Salgado, pertencia a uma ordem religiosa da casa do Infantado que faziam a colecta dos impostos da Igreja e nunca foram apelidos, nem título de nobreza possuem. Só na republica para inventarem coisas.

        le nom de Saas’. Chouson (ou Choson) est actuellement Saint-Nicolas, dans la grande vallée de Viége. La paroisse de Chouson est très ancienne, taudis que celle de Saas est d’érection bien plus récente. Ce dernier nom se rend en latin par Sausa.
        Nous pourrions encore avoir erré en admettant que le sire Aymon, oncle de Girold, fils du sire Pierre de la Tour, apparaissant dans une charte datée de l’année 1232, était Aymon (II) de la Tour, oncle paternel du sire Girold précité. Le terme avunculus, par lequel il est désigné, signifie le plus souvent oncle maternel, néanmoins cette règle n’est pas sans exceptions. Le sire Aymon dont il est ici question, pourrait donc avoir été l’oncle maternel de Girold de la Tour, toutefois on ignore à quelle famille il aurait alors appartenus. Nous ne nous étions pas trompé en présumant que Pierre (IV) de la Tour, donzel, sire de Châtillon, avait été déjà vidomne de Conthey. Cette qualification lui est donnée. Pag. 261, 297 et 305 (pag. 75, 121 et 129 de notre tirage spécial).. 2 Voy, la pièce justificative de notre Mémoire qui porte le N° 71, et l’Observation dont elle est suivie.

        SAAS
        î. Sa Ou SA A ( Emmanuel ), jésuite , né à Condé en Portugal, prit l’habit de St. Ignace en i545. Après âvoir enseigné à Coïmbre èt à Rome , il se consacra à la chaire , et prêcha avec succès dans les principales villes d’Italie. Pie V l’employa à une nouvelle édition de la Bible. Il mourut le %o décembre i5g6 â Arone au diocèse de Milan. Nous avons de lui , I. Scholia in îv Evangelia , Anvers , i5g6 ; Ljon , 1610 ; Cologne , 1620, II. Wotationes in totam sacram Scripturam , Anvers , i5g8 ; Cologne , I65i. III. Aphorismi confessariorum, Barcelone , 1609; Paris, 1609; Lyon, 1612; Anvers, i6i5; Rouen , 1617; Douai, 1627. Ses Notes sur la Bible sont courtes et littérales. On assure qu’il fut 4° ans à composer son livre des Aphorisme s des Confesseurs, quoique ce ne soit qu’un petit volume in-12. Cependant le maître du sacré palais en fit retrancher ou corriger plus de §0 endroits , où lès principes et les décisions ne s’accordoient pas avec l’Écriture et avec les règles des mœurs établies dans, les écrits moraux des Pères de l’Eglise, ou dans les décisions des Conciles.

        José Felix Antonius Franciscus Azevedo Coutinho y Bernal – 1777 –
        A Près avoir vû séparément & en détail toutes les branches de la Famille de Coloma, il convient de les ramasser ensemble, & d’en donner une Généalogie … Isabel de Saa , fille d’Antonio Jufarte de Melo y Castro, & de Guiomar de Saa.

        Falam também de Ribeiro de origem Judaica, pois temos que provar que ambas as famílias assassinaram dezenas de milhares de judeus na Península Ibérica. E aqui coloquei o menos grave, para não se assustarem.

        Joaó Duarte Ribeiro, Doutor em Cânones, Collégial de S. Pedro. Cónego na Doutoral de Lamego, Deputado, e Promotor na Inquisição de Lisboa, donde veyo para esta de Coimbra com os mesmos cargos j depois foy nella Inquisidor, de que tomou o juramento em 11. de Março de 169 3. Foy também Inquisidor em Lisboa, fubioao Concelho geral. Foy Commissario geral da Bulla da Cruzada, e eleito Bispo de Portalegre, de que se escusou depois de haver aceito.

        Jorge Gonçalves Ribeiro, Licenciado em Cânones, aos 14. de Agosto de 1560.

        Joaõ Duarte Ribeiro , Inquisidor de Coimbra, mudado para esta Inquisição de Lisboa, em 5. de Abril de 1700. Foy Deputado, e Promotor em Lisboa, depois em Coimbra, Cónego Doutoral na Sede Lamego, depois em Évora, havia sido Collégial de S. Pedro, foy eleito Bispo de Portalegre, que depois de aceitar largou, e foy Commiísario geral da Bulla da Cruzada

        Antonio Ribeiro de Abreu, Mestre escola de Barcellos, Deputado, e Promotor da Inquisiçaó de Lisboa, donde veyo para Inquisidor de Coimbra, e tomou o juramento em 7-de Janeiro de 1718. He Doutor em Cânones, natural da Villa de Castro de Ayre, Bispado de Lamego.

        O Doutor Luis Ribeiro de Leiva, Collégial de S. Paulo, Conego Doutoral de Coimbra, Lente de Decreto, depois de Vespera, e depois de Prima, em 19. de Novembro de 1611. Foy Desembargador da Casa da Supplicaçaó, edos Aggravos.

    • Eu sou descendente em lina dos Lobato. Mexia, Ribeiros, Paredes da Costa, Leitão Dias, Lobo, Ramalho, Álvares Correia. Alguns constam na lista, outros não.

  2. Por ser o judaismo a primeira religião monoteísta,e dela vir o cristianismo e islamismo, respectivamente, todos destas religiões tem algo judaico em suas identidades. Alguns adeptos delas só os nomes ou apelidos.

  3. Como se tudo fosse assim tâo simples! Eu, por exemplo, casei com uma açoriana com antepassados vindos da Bretanha! Um dos meus irmâos casou com uma quebequense que me pareceu ter uma costela índia do Canadá por parte da mâe e francesa por parte do pai! Outro irmâo casou com uma polaca de quem teve 3 filhos, um casado com uma inglesa, outro com uma polaca e outro sacerdote. Outro meu irmâo casou com uma senhora vinda da raia de Trás-os-Montes e com sangue certamente judeu. Agora, como é? A que povo ou raça pertence cada um de nós?! Portugueses? Índios? Polacos? Franceses? Ingleses? Celtas?, Fenícios, Romanos, Árabes???? Somos pura e simplesmente SERES HUMANOSe ponto final. O resto sâo tretas. E Isto faz-me recordar o que uma vez, na minha aula, disse um aluno judeu, muito seguro de si: « O Povo de Israel é o mais antigo do mundo!» Ao que lhe respondi, taco a taco: «E entâo os outros, onde é que estavam?» Ficou boquiaberto e… meteu no seco!

  4. É uma honra ter antepassados judeus, afinal eram os nossos mais cultos, quando foram expulsos e foram para os países baixos viu-se o que fizeram, ou seja, com menos gente fizeram um império (pobre D. João III que até o pai, D. Manuel o queria substituir no trono pelo 2º filho D. Luis mas não teve tempo de vida)

    • PP

      Vou lhe contar uma história verdadeira relativo aos Judeus e Cristãos, que a Igreja Católica não tinha mão, já ouviu falar dos Templarios, que foram expulsos da Europa e de Portugal, foram para uma terra de infieis, o Jacob judeu e os seus 70 cavaleiros da ordem militar e foi o primeiro Rei pertencente à ordem de São João filho primogénito de D. Dinis.

      A vida é muito engraçada, os Judeus de Belmonte e de outras localidades, além de sairem de Portugal rumo a Amesterdão, também foram para Fez, e Marrocos.

      O Buhazon I, II, III, IV, V eram parentes a Portugal e à Bohémia com a Austria e a filha de Buhazon V, a Joanna casou com Infante João que era o Joao V, o Maximiliano I da austria e Espanha era familiar do Rei de Fez e Marrocos. Não sabia disto, pois não ?

  5. Os judeus hassídicos adotaram os sobrenomes (“apelidos”) portugueses mais comuns na época, para escapar da perseguição. Mas isso NÃO significa que tais sobrenomes tenham origem judaica (muito pelo contrário, judeus são minoria dentre tais sobrenomes).
    Dizer que “talvez tenha origem judaica e não saiba” é puro sensacionalismo. Judeus hassídicos são ortodoxos que mantém rigorosas tradições familiares (inclusive evitam casar-se com não-judeus). Por isso não existe isso de “talvez tenha origem judaica e não sabe”. Ou você tem certeza que é, ou não é.

    • Certíssimo Antonio Gonçalves. Essa teoria de nomes de árvores, animais etc serem de pretensa origem judaica é a maior das tolices. Quando queriam passar despercebidos da Inquisição, os judeus portugueses escolhiam nomes comuns, iguais aos de toda a gente para assim não serem detectados, apelidos que já existiam há séculos. Faz todo o sentido, não? Gostava de saber quem inventou essa parvoíce dos judeus portugueses terem nomes de árvores, etc quando todos esses nomes já existiam há muito. E judeus também sempre houve em Portugal, não foram apenas os que vieram posteriormente para escaparem a perseguições noutros países.

      • os saloios , inventaram isso ate porque os judeus chegaram a portugal com os moiros e os nossos ancestrais sao sumerios da mesopotania
        por isso muito distantes de esses da casa de david ou abraao

      • Noutro dia ouvi um especialista dizendo que os sobrenomes não eram comuns até a idade média. Naquela época as pessoas tinham um nome e eram identificados pela atividade da familia. Por exemplo: João da oliveira, ou seja, João da plantação de oliveiras. Isto se dava em toda a Europa. Depois que os sobrenomes foram adotados e fixados, as mulheres não recebiam os do pai e sim, qualquer um. O Pai era João Oliveira e a filha, Maria Ramos…

        • Os oliveira não são ramo nenhum, nem foram judeus, espanta me tanta gente a querer fugir das responsabilidades de querem ser todos judeus. Os Oliveira foram uma família pior que os Ribeiro.

          Mas eu vou desmascarando a mentira, tenho um livro da Inquisição dos nomes de muitos que estão aqui como judeus a fugirem ao que fizeram de muito mau ao povo Judeu.

          Colecçam dos documentos estatutos e memorias da Academia …
          6 O Licenciado Luis Alvares de Oliveira , Desembargador da Relação Ecclesiastica de Lisboa , tomou juramento de Inquisidor em 1 8. de Mayo de 1567. Academia Real da História Portuguesa, ‎Manoel Telles da Silva Alegrete (Marqués de), ‎Nuno da Silva Teles – 1723

          O Licenciado Luis Alvares de Oliveira, Desembargador da Relação Ecclesiastica de Lisboa, tomou juramento de Inquisidor em 18. de Mayo de 1567.

          TODOS OS DEPUTADOS, QUE NESTA SANTA INQUISIÇ AM DE ÉVORA TEM HAVIDO ATE’ O PRESENTE, Com o annOy e dia, em que tomarão poffe.

          Licenciado Antonio Toscano, cm 2 5. de Janeiro de 1563.
          O Doutor Joaó Pereira, 2 5. de Jagciro de 156 3.
          O Licenciado Luis Alvares de Oliveira, 25. de Janeiro de 1563.
          O Licenciado Jeronymo de Sousa ,21. de Abril dci57i.
          O Doutor Antonio Telles , 2£. de Fevereiro dc 1572.’
          O Licenciado Marcos Teixeira, 2^. de Novembro de 1572.
          O Licenciado Antonio deMendoça, 2. de Mayo de 1573.
          O Doutor Antonio de Castro , 8. de Fevereiro de 1575
          O Doutor D.Francisco de Lima, 20. de Setembro de 1575.
          O Licenciado Diogo Nunes Figueira, 13. de Dezembro de 1578.
          O Licenciado Ruy Pires da Veiga, 2 o. de Março de 15 8 5

          Fr. Manoel da Veiga Mestre na sagrada Theologia, da Ordem dos Pregadores, foy Inquisidor em Evora, depois em Lisboa, donde veyo para eíta Inquisição de Coimbra, de que tomou o juramento em 26. de Fevereiro de 1575. Morreu no Convento de Aveiro.

          I o Luis Gonçalves de Ribafria, Doutor cm Cânones, Mestre escola na Se de Braga, tomou o juramento de Inquisidor em 22.de Outubro de 1583.

          II Bartholomeu da Fonseca, Doutor em Cânones, Collégial de S. Paulo, Cónego na Doutoral de Coimbra. Foy Inquisidor, e Visitador da Inquisição de Goa com a mercê de Deputado da Mesa da Consciência, e depois foy Inquisidor de Lisboa, donde veyo para esta Inquisição de Coimbra, e tomou o juramento em 26. de Fevereiro de 1587. Depois foy do Concelho geral, donde voltou a esta Inquisição de Coimbra a assistir ao despacho de hum Auto , que se celebrou em Fevereiro de 1588.

          O Licenciado Antonio Dias Cardoso, Cónego na Sé de Braga, foy Deputado na Inquisiçaó de Lisboa, donde veyo para Inquisidor desta Inquisição, e tomou o juramento em 20. de Março de 1580. Depois p#foy na de Lisboa , e finalmente do Concelho geral.

          O Licenciado Ruy Pires da Veiga; Cónego na Se de Evora, em cuja Inquisição foy Deputado, veyo para esta Inquisição de Coimbra, e tomou o juramento em 17. de Abrilde 15 8#. Tornqu para Evora por Inquisidor, subi o ao Concelho geral, e depois foy Biípode Elvas. Havia sido Vigário geral do Arcebispado de Evora, sendo Arcebispo o Cardeal Infante D. Henrique.

          O Licenciado Jeronymo Teixeira Cabral, Cónego na Doutoral de Lamego, Inquisidor de Evora, donde veyo para esta Inquisição de Coimbra, de que tomou o juramento

          Pedro Borges Tavares, Arcediago na Sé do Algarve 7. de Mayo de 1664. Tinha vindo da Inquisição dc Coimbra.

          Joaó da Costa Pimenta, Doutor, Deaõ na Sé dc Portalegre. Foy Desembargador da Relação de Évora, Prior de Santiago da mesma Cidade , Promotor Reputado, e Inquisidor da mesma cm 20. de Outubro de 1665. Depois foy do Concelho geral, e Inquisidor da Corte. Dwíta forte se emendará o erro da impressão do Catalogo dos Deputados do Concelho geral numero 64.

          João

  6. Alguêm me explique como é que um nome de família que começou por ser uma alcunha de um senhor de outra família (e que os seus descendentes assumiram como nome de família) se encontra na lista, mas o nome original da família (antes da alcunha) não? Pois é… é que essa família não tem qualquer origem ou passado judaico… não que haja mal algum em o ter, mas essa garantidamente não o tem, o que me faz pensar a veracidade de tudo o resto dessa lista…

    • Na pagina 12 a 16, encontra de onde vem a casa de Escalante,

      Catalogue des livres de la bibliothèque de feu Don Simon de
      3579 Ytinerario de Navegacion de los mares, y tierras occidentales ; por Juan de Escalante, y Mendoza, in-fol. vel. Ms. sur papier très-précieux de 626 pages, …

      João

      Carlos Antonio de La Serna Santander – 1792

  7. Como explicam que nessa lista estão a maioria dos sobrenomes portugueses e os judeus em Portugal nunca foram mais de 15% da população?

  8. bom, sou de etnia cigana, e o nosso povo sempre adotou que comparando costumes, tradições, religião, e.t.c. adotamos a ideia que somos a meia tribo perdida de Israel que a bíblia tanto relata… mas o apelido monteiro foi adotado em Portugal, eu tenho família, e tinha antepassados em Espanha que não são monteiro… portanto sou a favor de Antonio Gonçalves, ou eu percebi mal, que não é o apelido que denota se é judeu ou não.

    • Os Ciganos, são gente com tradições como na monarquia e agrada me pessoalmente que haja portugueses que mantenham uma estrutura fidedigna das tradições da Monarquia Tradicional.

      Não sou da etnia cigana, sou pela Monarquia e um dia se isto mudar, terei o meu lugar, sou alguém que respeito valores e tradições. Prezo pelo respeito do povo, por todas as etnias existentes. É preciso mostrar a verdade, os Monteiro pertenciam à monarquia portuguesa, não eram judeus, não. Vieram de Espanha e antes vieram dos Persas.

      Corografia portuguesa, e descripçam topografica do famoso ..
      … defua Cafa. Teve Couto, que inda fe conferva no Civel com Juiz ordinario, eleição annual do povo, dous Vereadores, Procurador, Meirinho., & Monteiro; vem …
      António Carvalho da Costa – 1706 – ‎Portugal, pagina 134

      Martim Afonfo Monteiro foy filho de Affonfo Monteiro, & neto de Nuno Martins Monteiro, bifnero de Martim Paes Monteiro, terceiro neto de Payo Monteiro, quarto neto de Egas Monteiro, quintoneto de Ruy Monteiro, que foy natural de Penaguiaõ, &alêm dos bens, que pofuíono dito Concelho, teve o Padroado de Santa Ovaya de Andufe no Reynado delRey Dom Affonfo Henriques: teve o dito Martim Affonfo Monteiro defua mulhera Fernaõ Martins Monteiro, que viveo algum # na Cidade do Porto, & nella foy Vereadorno anno de 1454 & Juiz ordinario no de 147o foy criado da Cafa de Bragança, feguindo as partes do Senhor Duque Dom Affonfo nas alteraçoens delRey Dom Affonfoo &# com feu tio o Infante Dom Pedro, & depois cótinuou a me{ma fidelidade com os Senhores Duques, Dom Fernando o Primeiro, & Dom Fernando o Segundo, & os apofentou em Cedofeita, quando pafá-
      raõ pela Cidade do Porto: teve defua mulher a Diogo Fernandes Monteiro, que fendo natural do dito Concelho de Penaguiaõ, pafou à Provincia do Alentejo, & ao ferviço da Serenifima Cafa de Bragança no tempo, em que a emulaçaõ, o odio, & a inveja prevalecêraõ contra
      a dita Cafa, & fizeraõ aufentar o Senhor Duque Dom Jaymes: cafou na Cidade
      de Evora com Ines de Pontes, filha de Salvador Antunes,& de Ifabel de Pontes,
      da qual teve a Gonçalo Fernandes Monteiro , o qual teve a Diogo Fernandes
      Monteiro, que foy Sargento mór no Terço de Dom Manoel de Caftellobranco
      na entrada dos Inglezes fem geraçaõ, & a Martim Fernandes Monteiro,que depois defer Capitaõ de hum dos Navios defta Coroa, que foraóàs Ilhas,feretirou por caufa de hum crime para o Couto de Palma, termo da Villa de Monforte : cafou na era de 1624 na Villa
      do Crato com Ifabel Fernandes, filha de Gil Annes de Abreu , criado do Infante Dom Luis, &o primeiro Provedor da Mifericordia da dita Villa do Crato, & defua mulher Maria Fernandes, da qual teve a Pedro Fernandes Monteiro, que viveo na Villa de Monforte, & cafou cõ Brites Lopes Falcato, filha de Affonfo Lopes o Beteiros, natural da Villa de Veiros, & defua mulher Guiomar Rodrigues Falcato, da qual teve a Martim Fernandes Monteiro, que foy Efcudeiro da Cafa da Senhora Dona Catherina Duqueza de Bragança, & Juiz dos Orfaõs da díta Villa de Monforte: cafou com Ifabel Vaz da Guerra, natural dame{ma Villa,filha de Afonfo
      Alvarez Manteigas, & de Anna Fernandes Pichim, naturaes da me{ma Villa

      Antigamente não existiam apelidos, eram nomes de casas, casas é muito diferente de apelido o termo apelido era usado como forma de apelidar algo. Antes de existir casas eram lugares, e esses lugares pertenciam aquela família e não tinha apelido como hoje julgam ter, e não tem nada disso.

      NA OFFICINA DE SIMÃO THADDEO FERREIRA. ANNO DE M. DCC. LXXXIX
      Fidalgo, e famoso Cavalleiro Ruy de Mello -, Senhor da casa de Mello , o qual em vida do mui alto , mui excellente, e mui poderojo Principe EIRei D. Aff

      Al(i) Conde D. Pedro tit. 22. (k ) Brito 2. part. lib. 7. cap. 18. Lib. antig. = fol. 3o. Tamayo Cafa de Miranda. (l) Moreyr. Teatro de sfta Cafa. (m) Conde D. Pedro tit. 22.

      Cafa do Infantado, feita pelo Senhor Rei Dom Joaõ o IV., Meu Trefavô, por Carta de onze de Agoto de mil feiscentos fincoenta e quatro, ampliada pelo Senhor Rei Dom Pedro, Meu Bifavô, em Tetamento…

      ANTONIO MANOEL DE SOUSA CASTRO MENEZES PEREIRA DE ARAÚJO, natural da Freguezia de S. Salvador, do termo de Valença do Minho, filho de Agostinho de Sousa Castro e Menezes, Fidalgo da Casa, e neto de João Manoel de Sousa de Castro Menezes Pereira e Araujo. Fidalgo Cavalleiro, por Alvará de 19 de Agosto de Livro 24 das Mercês da Rainha D. Maria. í, folha-s3&2.

      declara qual es la obra oro proibida, o licita, manda que en ele o dia ninguno alga fuera de fu lugar, y no explica fiete lugar fe entiende por la cafa, por el aliento,ò por la ciudad

      Era eta fenhora da cafa de Barbofa, de cuja grandeza fe tem dito em algũs lugares do tomo antecedête

      Dos Pereiras ja fe tocou em outros lugares, o que Na Era de 1221, que he anno de 1193. em o Martim Martinz com feus filhos ven- fotz. de ao Abbade de Loruão Dom Afonfo húa herdade no lugar de Saas,

      João

    • Marco Monteiro, a sua família tem brasão, as armas de Espanha

      5. XIV. Cisrd.: dos Appellia’as. insignias mais ordinarias de todas as armas de Espanha

      Monteiros , cornetas de monataria

      João

    • E qual é o seu ADN de cromossoma y e qual o sobrenome que os Reis possuíam e traga me em latim, se faz favor.

      Eu tenho em latim, já vou no meu 13 avô paterno em latim
      Não se esqueça que a linhagem de sangue lusitana terminou com D. Sebastião e D. António do Crato.

      João

  9. Olá.

    Tenho uma relação de varios nomes com respectivas descedencias que a minha avó conseguiu com padres de Braga e outros mas parou em determinada altura por falta de capacidade para se deslocar a vários outros locais onde diziam que teria que ir. Será que há alguma entidade ou pessoa que possa ajudar a completar essa pesquisa. Obrigado

    • O José Marques, deseja saber exactamente o quê ?

      Dias ou Diaz era de Espanha da zona de Leão, de onde veio Vimara e esta casa Vimara esteve em Braga e Coimbra, o nome da casa depois passou a Vimarae ou a Vimario ou Vimarana

      Os Dias tiveram casamentos a França e a Portugal, Galiza, foram judeus e deixaram de ser, mas não foram convertidos, não. Os Reis Portugueses, Franceses, Belgas e Espanhóis tiveram sangue Judeu, pela casa de David, com a casa de Fontaines, Trencavel de Faugeres de Lunas, Montpellier de Sabanac, primos a Philippe Augustus Rex e tenho em latim.

      Os Marques não tenho informação.

      João

  10. Marco Monteiro, a sua família tem brasão, as armas de Espanha

    5. XIV. Cisrd.: dos Appellia’as. insignias mais ordinarias de todas as armas de Espanha

    Monteiros , cornetas de monataria

    João

  11. Se eu for descendente de judeus que tiveram de se sujeitar ás imposições da sociedade da altura talvez por serem menos abastados e não tiveram meios para fugirem, porque raio é que os descendentes dos que tiveram dinheiro e influencia para saírem de Portugal querem que eu lhes peça desculpa e os compense da injustiça de que afinal os meus antepassados foram as principais vítimas?

  12. Sr. Paulo Sequeira, no passado a sua família era bispo da Inquisição e se fosse novo cristão ou velho cristão, nunca chegaria a trabalhar na Inquisição, portanto as suas origens não são Judaicas, não há registos anteriores a 1721, relativo a esta família, tiveram sempre ao serviço da Igreja Católica na India e Goa. O Sr. Paulo, não tem que pedir desculpa do passado, mas não é judeu de origem, não.

    Collecciao dos Documentos, Estatutos, e Memorias da Academia
    … e de D . Maria da Sylva segunda mulher , Inquisidor da Inquisiçaõ de Lisboa … Siqueira , e de D . Isabel Pereira de Vasconcellos , sendo Prior môr de Avis …
    1721

    VIII. . · D. Fr. Lopo de Siqueira Pereira , filho de Ascenso de . Siqueira , e de D. Isabel Pereira de Vasconcellos , sendo Prior môr de Avis, foy nomeado Bispo de Portalegre, e confirmado pelo Papa Paulo V. por Bulla de 22. de Abril de 1619. governou aquelle Bispado até o anno de 1632. em que foy promovido ao Bispado da Guarda, aonde faleceo a 6. de Agosto de 1636.

    Eu gostaria muito, que todos os Judeus de Amesterdão, Portugueses e Espanhóis dos tempos que foram expulsos daqui de Portugal, que voltem e peçam a Nacionalidade de volta.

    Sou a favor pela entrada dos Judeus em Portugal, mais depressa que das antigas colónias portuguesas.

    João

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here