Home Gastronomia 10 deliciosas comidas típicas de Minas Gerais

10 deliciosas comidas típicas de Minas Gerais

Os pratos de comida mineira estão repletos de sabor, tradições e história. Descubra 10 deliciosas comidas típicas da culinária de Minas Gerais.

0
comidas típicas de Minas Gerais
Vaca atolada

A culinária de Minas Gerais talvez seja a que concentra a maior diversidade de pratos no Brasil, pois em cada região do estado há uma comida típica diferente, com ingredientes encontrados com fartura no meio rural. Quase todos os pratos contém legumes e frutos.

É interessante que a culinária mineira traz elementos que apontam para a diversidade local iniciada, ainda, com o primeiro adentramento dos exploradores de ouro. Seguem 10 pratos típicos da culinária de Minas Gerais:

1. Pão de queijo

Pão de queijo
Pão de queijo

Apesar de ser denominado como “pão”, o pão de queijo consiste basicamente em um tipo de biscoito de polvilho azedo ou doce acrescido de ovos, sal, óleo vegetal e queijo, de consistência macia e elástica, existindo pequenas variações.

Há várias receitas diferentes, onde os ingredientes e o tipo do queijo variam muito – bem como o resultado final. Algumas usam polvilho doce, outras o azedo, ou mesmo ambos. Mas o que dá a sua principal característica é o fato de ser feito à base de polvilho de mandioca e algum tipo de queijo.

2. Frango com quiabo

Frango com quiabo
Frango com quiabo

O prato, em geral, refogado na banha de porco, chegou à mesa dos mineiros por influência dos índios. É uma comida típica mineira, feita por um ensopado de frango caipira com quiabo. Faz sucesso nos restaurantes de todo o estado. Este prato é de origem africana. Aliás a influência da comida africana é notória em toda a região mineira.

3. Canjiquinha

Canjiquinha
Canjiquinha

Canjiquinha, também conhecida por quirera de milho ou pela égua, é uma comida típica do estado de Minas Gerais que se constitui de milho triturado grosseiramente até se esfarelar (a ponto de não passar por uma peneira) sendo cozido com carne de porco (geralmente costelinha) e outros temperos caseiros.

Há ainda variações (bem menos comuns) feitas com carne bovina, frango ou linguiça. Normalmente é servida em prato fundo, acompanhada de couve picada fina, refogada ou com pimenta.

4. Tutu de feijão

Tutu de feijão
Tutu de feijão

O feijão é cozido, refogado e engrossado com farinha de mandioca pode ser encontrado em diferentes regiões do Brasil. Em Minas Gerais, onde a receita é uma das principais atrações da cozinha, costuma-se usar o feijão-preto, amassado em forma de purê antes de receber a farinha de mandioca. O resultado é um pirão mole, companheiro para o arroz, a couve, o torresmo e a carne de porco frita.

5. Feijão tropeiro

Feijão tropeiro
Feijão tropeiro

O feijão tropeiro é uma comida típica de Minas Gerais. É composto de feijão misturado à farinha de mandioca, torresmo, linguiça, ovos, alho, cebola e outros temperos.

Desde o período colonial, o transporte das mais diversas mercadorias era feito por tropas a cavalo ou em lombos de burros. Os homens que guiavam esses animais eram chamados de tropeiros. A alimentação dos tropeiros era constituída basicamente por toucinho, feijão, farinha, pimenta-do-reino, café, fubá e coité (um molho de vinagre com fruto cáustico espremido).

6. Frango ao molho pardo

Frango ao molho pardo
Frango ao molho pardo

Este, que é um dos mais famosos pratos mineiros, originou-se no Norte de Portugal. O frango ao molho pardo é um guisado que utiliza sangue do próprio animal ao vinagre, que é cozido juntamente com a carne.

O prato mineiro é servido tanto no padrão acompanhante arroz, como angu e couve refogado. Este prato é conhecido no Nordeste como galinha à cabidela, ou simplesmente cabidela.

7. Pururuca

Pururuca
Pururuca

É uma receita típica mineira de petisco. O termo pururuca é de origem tupi, que significa porco. Para o preparo da comida, a pele do porco é desidratada e preparada, resultando uma pele dura e frita em óleo, muito crocante.

8. Bambá de couve

Bambá de couve
Bambá de couve

O “bambá-de-couve” cuja receita teve origem em Ouro Preto, além da linguiça, requer costelinha, toucinho magro (defumado ou não), tudo previamente bem frito, podendo-se ou não adicionar o ovo ao mingau. E a couve tem de ser rasgada, não picada (um fato interessante!)

De origem nos negros escravizados, inicialmente era conhecido como “mingau-de-couve”. Apenas posteriormente o prato se popularizou como “bambá-de-couve”.

9. Ora-pro-nobis

Ora-pro-nobis
Ora-pro-nobis

É uma hortaliça muito utilizada na culinária mineira. Seu nome vem do latim e quer dizer “orai por nós”. Um dos pratos mais conhecidos é o frango com oro-pro-nobis, que é um cozido de frango caipira com a verdura.

10. Vaca atolada

Vaca atolada
Vaca atolada

É um prato comum, e é encontrado em algumas regiões no país. No entanto, a vaca atolada mineira é um prato típico delicioso, repleto de temperos característicos.

Sua origem também remonta ao período colonial e acredita-se que era preparado cozinhando costela e gordura, parte não aproveitadas do boi, com mandioca, alimento relativamente comum.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here