Início Viagens Os 15 melhores locais para visitar no Montenegro

Os 15 melhores locais para visitar no Montenegro

Um pequeno país nos Balcãs, desconhecido da maioria, mas com imenso por descobrir. Visitar Montenegro é entrar num mundo encantado, aqui bem perto.

3
montenegro
Sveti Stefan

O Montenegro é um pequeno país nos Balcãs que resultou da divisão da antiga Jugoslávia. Ao longo da sua história, esteve sob o domínio de vários reinos ou impérios, desde Veneza, aos impérios austro-húngaro e otomano. Com a criação da Jugoslávia e o domínio da ideologia comunista, sofreu ainda influências da Rússia.

Outrora desconhecido da grande maioria dos turistas, o Montenegro começa agora a despontar e a despertar cada vez mais a atenção dos agentes especializados e dos média internacionais.

Com um clima ameno durante quase todo o ano, encravado entre o mar Adriático e as Montanhas que o separam da Albânia, Montenegro afirma-se como um destino turístico de qualidade.

O turismo, aliás, começou a ganhar alguma notoriedade quando, alguns turistas que visitavam a vizinha Croácia faziam algumas incursões de algumas horas ou dias para visitar o Montenegro. Mas paulatinamente, este pequeno país dos Balcãs começa a destacar-se e a afirmar-se como opção principal e não apenas como destino fugaz.

Viajar pelo Montenegro é descobrir Kotor e a sua belíssima baía. Viajar pelo Montenegro é descobrir pequenas aldeias ou vilas bem cuidadas, com vestígios otomanos e ortodoxos.

Um pequeno país, mas que tem tudo, desde praias límpidas a montanhas verdejantes, desde pequenas cidades medievais e deslumbrantes parques naturais. Descubra os 15 melhores locais para visitar no Montenegro.

1. Kotor

montenegro
Kotor

Kotor foi habitada desde a Roma Antiga, época na qual era designada como Ascrívio (em latim: Ascrivium) e fazia parte da província da Dalmácia. Com o nome de Cátaro, a cidade e a região circundante fez parte, entre 1420 e 1797, da República de Veneza, período que influenciou de forma ainda hoje visível a arquitectura da cidade.

A sua estrutura urbana, típica das cidades marítimas da costa oriental do Adriático, é circundada por uma imponente cintura de muralhas, permanece bem conservada, tendo merecido ser incluída na lista do Património da Humanidade da UNESCO.

Kotor é uma cidade repleta de tradição e história, com vistas panorâmicas impressionantes. A cidade antiga foi construída entre os séculos XII e XIV e está repleta de arquitectura medieval e monumentos históricos. Com uma extensão de mais de quatro quilómetros, as muralhas da cidade que protegem Kotor há séculos terminam na fortaleza de Santo Ivan.

2. Sveti Stefan

Sveti Stefan

É praticamente impossível falar sobre Montenegro sem mencionar a ilha de Sveti Stefan,  a ilha é toda murada e data do século XV, está ligada ao continente por estreito istmo, localizada a cerca de 6 km a sudeste de Budva, na costa do Adriático.

Antiga aldeia de pescadores, foi construída para servir como uma Fortaleza e defender contra os turcos. Posteriormente foi adquirida pelo governo jugoslavo e se transformou, durante o regime de Tito, em um resort de luxo.

No entanto, na década de 1990, com o desmembramento da Jugoslávia, o resort entrou em declínio. Em 2009, o grupo Aman Resorts, reinaugurou este magnífico hotel, com o cuidado de preservar as casas medievais com sua estrutura externa intacta, com instalações interiores modernas.

3. Podgorica

Catedral de Podgorica
Catedral de Podgorica

É a mais jovem capital da Europa e já foi considerada como a capital mais aborrecida do Velho Continente. Mas será mesmo assim? Depende do ponto de vista… Podgorica não possui grandes monumentos ou ruínas antigas, tal como outros locais do Montenegro. Qual a vantagem, então, de visitar Podgorica? A vantagem é, sobretudo, o fácil acesso a inúmeros locais em seu redor.

A partir de Podgorica pode visitar facilmente o lago Skadar e as ruínas das antigas cidades de  Doclea, Stara Varos, e Vezirov. Em Podgorica pode ainda ver vários templos das mais diversas religiões dos povos que dominaram Montenegro ao longo dos séculos, desde Mesquitas do Império Otomano a templos cristãos ou ortodoxos.

4. Herceg Novi

Herceg Novi

Na entrada da baía, uma das mais bonitas do mundo, ao pé dos penhascos íngremes da montanha Orjen, encontra-se a cidade de Herceg Novi. As Bocas de Kotor ou Baía de Kotor (Bokotorski zalivBoka Kotorska – da palavra italiana bocca, “boca”, “abertura”) é adornada pela costa sinuosa cerca de 106 km de comprimento.

É um dos poucos destinos do mundo no qual em diferentes épocas do ano pode-se ver a costa ensolarada e os picos de neve que mergulham no mar Adriático. O charme especial desta cidade maravilhosa são as ilhas espalhadas aleatoriamente na baía.

Herceg Novi é também uma cidade de sol por causa do grande número de horas em exposição solar, que podem ser até 200 dias durante o ano. A cidade das escadarias, com várias flores que corresponde a uma fonte inesgotável de inspiração para artistas que, com a sua obra, deixaram vestígios do seu tempo. 

O antigo centro da cidade adornado com a Cidade Velha (Stari Grad), rica em fortalezas centenárias, é reconhecida pelas ruas de pedra e pelas escadas.

As fortalezas como Sahat-Kula (Torre do Relógio), Kanli kula, Španjola, Forte mare, e Citadela, construídas no período entre o século XV e XVII, formam parte do património cultural como um corajoso patrão que preserva cuidadosamente a beleza desta cidade, testemunhando em silêncio a passagem do tempo.

5. Perast

Perast

Perast é uma antiga cidade na Baía de Kotor em Montenegro. Está situada a poucos quilómetros a noroeste de Kotor e é conhecida pela sua proximidade com as ilhotas de São Jorge (Sveti Đorđe) e Nossa Senhora das Rochas (Gospa od Škrpjela).

Os sítios arqueológicos Spila e Tamnica, acima de Perast, apresentam, desde os tempos neolíticos, os vestígios duma vida antiga e duna ligação com o mar. Velhos cronistas de Perast mencionam que os habitantes porto-eslavos de Perast haviam protegido a entrada da Baía.

6. Kolašin

Kolašin

Kolašin é pequena cidade do norte de Montenegro. Foi fundada pelos turcos no século XVII. Ao lado dele correm os rios Tara e Morača. É rodeado pelas montanhas Sinjajevina, Kapa moračka, Maganik, Bjelasica, Vučja, Ključ.

Kolašin está a 954 m acima do nível do mar e oferece excelentes férias tanto no inverno quanto no verão. Por causa da sua altitude e clima favorável, Kolašin considera-se como estância termal. Uma das três florestas primárias preservadas da Europa fica no Parque Nacional “Biogradska gora”, que faz parte da cidade de Kolašin.

O Biogradsko jezero (o Lago Biograd) também fica nesse Parque Nacional. O comprimento do lago é 1100 metros, sua largura é 410 metros, com profundidade média de 4,5 metros.

Tudo isso faz com que seja adequado para passeios de barco e gozo do ar fresco da montanha e de uma vista fantástica sobre as montanhas que o rodeiam.

Outro lugar muito importante para cidade de Kolašin mas também para história de Montenegro é Manastir Morača (Mosteiro de Morača), construído em 1252. O interior do mosteiro é decorado com afrescos de grande valor artístico.

O mosteiro mantém cópias de manuscritos antigos e livros impressos, e de ícones. O lugar especial ocupa a cruz no altar do século XVI, que segundo a tradição foi feita durante 12 anos em madeira de nogueira.

7. Budva

Budva

A pouco mais de 30 minutos de Kotor – 23 quilómetros – está a charmosa cidade murada de Budva, em Montenegro. Ela é considerada a “capital do turismo montenegrino” por ter belas praias e a noite mais badalada do país. A rua principal é repleta de cafés, restaurantes e clubes.

A cidade é mais antiga do que parece, pois há vestígios arqueológicos e testemunhos escritos datando o século V antes de Cristo. Grécia, Roma e Veneza também fizeram parte da história de Budva, sendo que os venezianos dominaram a cidade durante 300 anos seguidos.

Nos séculos seguintes, a cidade foi dominada pela Áustria, França, Rússia, fez parte do domínio austro-húngaro e, por último, para fechar o grande leque de povos que dominaram a estonteante Budva, ela foi integrada ao reino da Jugoslávia.

8. Bocas de Cátaro

Montenegro

As bocas de Cátaro, no Montenegro, consistem em uma espécie de estuário ramificado, que se prolongam pela terra. As Bocas consistem em várias baías, conectadas entre eles por canais naturais. A originalidade da costa está na sua vegetação exuberante, tipicamente mediterrânea, que parece mergulhar no mar.

A cidade velha de Kotor foi destruída por um terremoto em 1979, mas ainda há alguns edifícios de interesse, como a catedral de São Trifão. O tesouro deste templo é uma colecção completa de relíquias, incluindo os braços, pernas e cabeça deste santo.

Herceg Novi é outra das cidades desta baía. É um núcleo antigo muito pitoresco, construído na forma de anfiteatro nas encostas de colinas arborizadas. Possui praias arenosas e de cascalho.

A cidade tem uma muralha do século XV, além de uma fortaleza construída pelos otomanos em 1539. O famoso mosteiro ortodoxo de Savina fica a apenas 2 km de distância. Na sua pequena igreja da século XI, pode admirar-se vários frescos originais.

9. Ada Bojana

Ada Bojana

No encontro entre o rio Bojana e o mar Adriático, a 15 km de Ulcinj, existe uma ilha paradisíaca chamada Ada Bojana (Ilha de Bojana). É famosa em todo o mundo por ser um resort de nudismo e um santuário de natureza intocada.

Embora localizada na costa do Mediterrâneo, a ilha possui um clima subtropical, com um ecossistema único e um pôr do sol que te deixa sem fôlego.

Longe do barulho da rua e azáfama da cidade, rodeado pela pura beleza balcânica e adornada com plantas mediterrânicas, Ada é um lugar em que o visitante geralmente se apaixona à primeira vista.

10. Lago Skadar

Lago Skadar

O lago está localizado no vale Zeta-Skadar e está rodeado por montanhas e a 7 km do mar Adriático. Dois terços do lago Skadar estão no Montenegro e o resto está na Albânia. 

O Lago Skadar é o maior lago da Península dos Balcãs, um dos últimos espaços de água doce, o maior parque nacional de Montenegro e o mais famoso pela sua diversidade de flora e fauna.

Na região do Lago Skadar existem 20 mosteiros, igrejas, aldeias, fortalezas e monumentos sagrados. Este lago é testemunho da história montenegrina desde o século XI até aos nossos dias.

Ao redor do lago existem 18 importantes monumentos históricos. O Parque Nacional do Lago Skadar foi criado em 1968 para manter e proteger os maravilhosos arredores do Lago e a sua costa.

11. Lago Piva

Lago Piva
Lago Piva

O lago Piva fica no sudoeste de Montenegro, perto da fronteira com a Bósnia e Herzegovina. Como várias outras áreas do Montenegro, incluindo o Parque Nacional de Durmitor, Piva é caracterizada pela sua beleza natural extrema e intocada.

A paisagem perto de Piva é marcada por densos bosques de árvores e planaltos de calcário cortados por desfiladeiros formados pelos rios Tara, Piva, Komarnica e Susica, formando um sistema de rios e vales profundos como em nenhum outro local do mundo.

O rio Piva, que dá origem ao nome da região, nasce na nascente de Sinjac, na montanha de Golija. Perto deste local encontra-se o impressionante Mosteiro de Piva, que marca o início do rio com o mesmo nome. 

O mosteiro de Piva foi iniciado em 1573 e o trabalho continuou até 1586. O mosteiro de Piva possui um conunto extremamente rico de obras artísticas e outros itens e durante séculos foi o centro espiritual e cultural mais importante desta região.

12. Parque Nacional Biogradska Gora

Parque Nacional Biogradska Gora

Embora seja o mais pequeno dos quatro parques nacionais no Montenegro, o Parque Nacional Biogradska Gora contém uma elevada diversidade de flora e fauna. Existem 26 habitats diferentes de plantas com 220 plantas diferentes.

150 tipos de aves e 10 tipos de mamíferos vivem neste parque e, em sua floresta, existem 86 tipos de árvores. Nas águas do Parque existem três tipos de trutas e 350 tipos de insectos.

Os elementos básicos do parque são a sua floresta intocada com árvores com mais de quinhentos anos, montanhas e lagos glaciares. 

Quando a região de Kolasin foi libertada do domínio turco em 1878, os habitantes de Moraca e Rovca apresentaram parte da floresta ao rei Nikola Petrovic. Esta floresta era conhecida como “Branik Kralja Nikole”. Biogradska Gora foi proclamado Parque Nacional em 1952.

13. Parque Nacional Durmitor

Parque Nacional Durmitor

Parque Nacional de Durmitor é o maior parque nacional de Montenegro. Inclui o maciço montanhoso de Durmitor, os desfiladeiros dos rios Tara, Draga e Sušica e a maior parte do vale de Komarnica, a partir dos numerosos picos das montanhas.

Quarenta de oito eles com mais de 2.000 metros acima do nível do mar, o pico mais alto é Bobotov Kuk, com 2.525 metros de altura. Além disso, o maciço de Durmitor oferece condições ideais para caminhadas e hikings. D

urante a visita nos picos de Durmitor, as pessoas têm a oportunidade de ver a Ledena Pecina (a caverna de gelo), onde a natureza criou e formou belos ornamentos de gelo, estalactites e estalagmites.

O prazer de respirar o ar puro, apreciando a natureza intacta e a água fria da montanha, não pode ser descrita em palavras – deve ser experimentada.

14. Mosteiro de Ostrog

Mosteiro de Ostrog

O Mosteiro de Ostrog é um mosteiro ortodoxo sérvio situado contra a parede rochosa vertical sobre o penhasco de Ostroska Greda, em Montenegro, que domina a planície Bjelopavlici. É dedicado a São Basílio de Ostrog (Sveti Vasilije Ostroški). Foi fundado por Basílio de Ostrog, metropolitano de Herzegovina no século XVII, o mosteiro é o mais popular lugar de peregrinação em Montenegro.

O corpo do santo, que morreu em 1671 e foi canonizado logo depois, está localizado num reliquiário colocado na igreja subterrânea dedicada à “Apresentação no Templo da Mãe de Deus”.

A imagem actual do mosteiro é o resultado da reconstrução entre os anos de 1923-1926, depois de um incêndio que destruiu a maioria do complexo.

Os frescos na Igreja da Apresentação foram pintados no fim do século XVII; outra, dedicada à Santa Cruz, foram feitas um pouco mais tarde pelo comandante Radul, que conseguiu integrá-los perfeitamente com as paredes ásperas da caverna. Em volta da igreja estão localizadas as celas dos monges.

15. Parque Nacional Prokletije

Parque Nacional Prokletije

O parque nacional Prokletije, ou como alguns gostam de chamá-lo, “Os Alpes do Montenegro”, é o quinto e o parque nacional mais jovem do Montenegro, estabelecido em 2009. O parque recebeu o nome da montanha homónima que faz parte do parque.

O nome de Prokletije é bastante interessante, uma vez que realmente significa “amaldiçoado” e provavelmente simboliza a inacessibilidade e os picos íngremes que representam um verdadeiro desafio para os montanhistas.

Além da montanha, o parque compreende duas áreas protegidas: Volusica e Lake Hrid. No norte, o parque é limitado pelo Vale de Gusinj-Plav, mas na parte sul do parque é o verdadeiro deleite para os visitantes – picos das montanhas, dos quais o mais alto é Zla Kolata (2534 m). E se escalar um deles verá as marcas que dividem Montenegro e Albânia.

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here