Início Viagens Os 12 melhores locais para visitar em Bruges (Bélgica)

Os 12 melhores locais para visitar em Bruges (Bélgica)

No coração da Flandres, na Bélgica, há uma cidade medieval que encanta cada vez mais turistas. Descubra os melhores locais para visitar em Bruges.

22973
2
Bruges
Bruges

Bruges está cada vez mais na moda. É considerada como uma das cidades medievais mais bem preservadas da Europa e atrai cada vez mais turistas. Capital da Flandres Ocidental, na região da Flandres, Bruges rivaliza com Bruxelas, a capital da Bélgica, em termos de protagonismo. Se Bruxelas é conhecida por ser um destino turístico que mistura história, arte e modernismo, Bruges cativa pelo seu carácter medieval e histórico. De facto, passear pro Bruges é como viajar no tempo.

São inúmeros os monumentos que evocam o passado glorioso da cidade, mas o que deslumbra mesmo é a sua arquitectura muito bem preservada que, juntamente com um sistema de canais do Rio Dijver, conferem à cidade um carisma muito próprio.

Embora muitos a apelidem de Veneza do Norte (também São Petersburgo, na Rússia, é conhecida por Veneza do Norte), a verdade é que Bruges tem carácter suficiente para merecer, por si própria, uma personalidade distinta e única. Se planeia visitar Bruges, aceite as nossas sugestões de locais para visitar nesta bela cidade Belga. Bruges pode ser visitada em apenas um dia mas, se quiser realmente conhecer e desfrutar da cidade, aconselhamos pelo menos um roteiro de 3 dias. Descubra os 12 melhores locais para visitar em Bruges, na Bélgica.

 

1. Grote Markt (Grand Place)

O coração histórico de Bruges é composto por prédios comerciais e pela Corte da Província. Reinando sobre a praça, encontra-se a imponente torre Belfort. Desde 958, a Grote Markt é o centro da vida em Bruges. A praça, que já foi repleta de comerciantes e compradores, hoje é um centro de turismo. Reserve algum tempo para conhecer os restaurantes, cafés, lojas de presentes, passeios com guias turísticos e a arquitectura encantadora dessa parte animada da cidade.

Grote Markt
Grote Markt

Embora tenha apenas 1 hectare, há muito para se ver na Grote Markt. Primeiro, suba até o topo da majestosa torre Belfort e admire as maravilhosas vistas. Com os pés no chão, tire fotos da arquitectura pitoresca da Markt, que parece retirada de um conto de fadas. O prédio da Corte da Província, construído em 1887 em estilo neogótico, é particularmente impressionante. O conjunto de prédios comerciais com telhados triangulares dá um toque adicional de charme e cor. Pare e veja a estátua no centro da praça. Ela é uma homenagem a Jan Breydel e Pieter de Coninck, líderes do Bruges Matins, um massacre violento contra os franceses no início do século 14.

 

2. Canais do Rio Dijver

A água é a grande responsável pelo charme de Bruges. O Rio Dijver banha a cidade e faz um verdadeiro rendilhado de canais no seu tecido urbano. No Século 13, esta malha permitiu que florescesse o vai e vem das frotas comerciais, motor da prosperidade (o nome Bruges deriva de Bryggia, que significa porto no idioma flamengo arcaico).

Rio Dijver

A pequena vila, originada de fortificações romanas, acabaria convertendo-se num vibrante centro comercial, estimulada pela exuberante produção têxtil local. O dinheiro dos comerciantes, naturalmente, também atraiu artesãos, pintores e construtores, que deram à cidade as feições encantadoras que vemos hoje em dia. Se as águas deixaram de trazer a prosperidade a partir do Século 15, elas hoje proporcionam o roteiro mais famoso da cidade, que é o passeio pelos canais, seja a bordo de um barquinho, seja pelas suas margens adoráveis, feitas de sossego e lindas fachadas.

 

3. Burg

A praça de Burg juntamente com a Markt fazem parte da riqueza histórica e arquitectónica de Bruges. A primeira ainda que mais pequena concentra alguns dos edificios mais relevantes da cidade como o Stadhuis (Câmara Municipal) ou a Basílica do Sangue Sagrado. Saímos da Markt e entrámos na Burg onde o Stadhuis com a sua trabalhada fachada reclama de imediato a nossa atenção. A construção é do século XIV e reflecte o grande momento em que a cidade estava no seu apogeu no comércio internacional.

Burg
Burg

Outro dos edifícios mais marcantes da praça está ao lado do Stadhuis. O Oude Griffie é um edifício do Renascimento construído entre 1534 e 1537, restaurado recentemente e que funciona como museu. Antigamente funcionaria como um registo civil. Junto ao mesmo está uma passagem a que chamam de Burro Cego (Blinde Ezelstraat) e que leva ao Mercado do Peixe.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here