Início Viagens 5 fantásticas cascatas para descobrir no Algarve

5 fantásticas cascatas para descobrir no Algarve

Quem disse que no Algarve só existem praias? No interior algarvio existem quedas de água deslumbrantes. 5 fantásticas cascatas do Algarve.

20925
3
algarve
Cascata do Pego do Inferno

Quem pensa que o Algarve tem apenas praias para oferecer, pode estar tremendamente enganado. Além das praias, existem algumas cascatas no Algarve de uma beleza singular e singela. Várias delas podem ser encontradas na Serra de Monchique, mas não só. Também em Loulé ou Tavira existem cascatas dignas de uma visita se está pelo Algarve. Em algumas delas pode mesmo desfrutar da possibilidade de uns banhos de água e, por momentos, esquecer que está a uma curta distância de algumas das melhores praias de Portugal. Descubra 6 fantásticas cascatas no Algarve.

 

1. Cascata do Barbelote (Monchique)

A Cascata do Barbelote é uma das mais bonitas quedas de água do concelho de Monchique. Bem perto do ponto mais alto do Algarve (a Fóia) é um local que merece uma visita.

Cascata do Barbelote
Cascata do Barbelote

Actualmente já existe um acesso para automóvel a partir da estrada de Vale de Largo-Barbelote e para os mais curiosos um pequeno acesso pedonal. Após 250 metros a pé no meio da natureza, revela-se a queda de água onde o branco da espuma se impõe contra o fundo cinza da rocha ladeado por aquele verde único de Monchique.

 

2. Cascata de Alte (Loulé)

A Queda do Vigário (ou cascata de Alte) é uma queda de água da ribeira de Alte, que nasce na Quinta do Freixo, junta-se com a ribeira de Algibre perto de Paderne, formando a ribeira de Quarteira. A Queda do Vigário despenha-se a pique a 24 metros de altura caindo num grande lago que se assemelha a um alguidar, num local de grande beleza natural.

Cascata de Alte
Cascata de Alte

Há quem afirme que esta é uma queda de água artificial, construída no século XVII por Duarte de Melo Ribadeneyra para conduzir as águas da ribeira para o Tanque Grande e daí regar o pomar do Morgado. O espaço sofreu remodelações recentes, tornando-o ainda mais aprazível e propicio a momentos de lazer. O acesso a este bonito espaço faz-se, após o estacionamento, junto ao cemitério, numa descida de cerca de 300 metros.

 

3. Cascata do Pego do Inferno (Tavira)

O lindíssimo Pego do Inferno situa-se na freguesia de Santo Estêvão, a cerca de 7km de Tavira, e constitui uma das mais bonitas paisagens Algarvias, embora que distinta da imagem turística do Algarve da costa dourada. O Pego do Inferno é uma das quedas de água da ribeira da Asseca, um dos mais importantes cursos de água da região de Tavira.

Cascata do Pego do Inferno
Cascata do Pego do Inferno

A queda de água forma uma lagoa redonda, de um verde mediterrânico, rodeada de uma refrescante área arborizada. O acesso ao Pego do Inferno, após o estacionamento, faz-se durante cerca de 100 metros até se aceder a uma escadaria de madeira, começando aí o percurso propriamente dito, levando a descida até ao Pego cerca de 300 a 400 metros.

 

4. Cascata do Penedo do Buraco (Monchique)

A Cascata do Penedo do Buraco está situada perto de uma estrada alcatroada e tem assim condições favoráveis para ser visitada.

Cascata do Penedo do Buraco
Cascata do Penedo do Buraco

Do Centro Museológico da Fóia segue para Este pela estrada asfaltada e desvia depois para a esquerda, descendo pelo caminho antigo para a Fóia, em direção à cascata do Penedo do Buraco.

 

5. Cascata do Chilrão (Monchique)

A cascata do Chilrão fica perto da estrada que liga Marmelete ao Chilrão, sendo possível parar para observar a queda de água.

Cascata do Chilrão
Cascata do Chilrão

Siga pela estrada e toma o caminho à direita passando pelo Barranco do Preto e Cimalhadas. Alcança a estrada, junto à Cruz da Fóia e toma um caminho de terra-batida à direita, descendo em direcção à cascata do Chilrão.

3 COMENTÁRIOS

  1. Pego do inferno, estive lá o ano passado, e cascata nem vela, a água está coberta de algas, e há lixo por todo o lado.

  2. Como ainda fazem referências a uma cascata que deixou de existir depois do incendio , Aquilo é uma vergonha, esta transformada numa lixeira. É ver a frustacao estampada na cara das pessoas que lá passam. Já ê altura de fazerem alguma coisa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here