Início Viagens 15 fantásticos locais para visitar no distrito de Castelo Branco

15 fantásticos locais para visitar no distrito de Castelo Branco

Localizado no interior centro de Portugal, tem muito para desvendar e descobrir. Estes são os melhores sítios para visitar no distrito de Castelo Branco.

10611
1
locais para visitar no interior de Portugal
Monsanto

O que visitar no distrito de Castelo Branco? Localizado no interior centro de Portugal, o distrito de Castelo Branco é fortemente influenciado por várias formações montanhosas, como a Serra da Estrela, a Serra da Gardunha e a Serra da Malcata. Por isso mesmo, trata-se de uma região repleta de pontos de interesse típicos de destinos montanhosos onde não faltam belíssimas aldeias históricas como Castelo Novo ou Monsanto, por exemplo.

O facto de estar longe do mar não constitui um problema para se refrescar nos dias quentes de Verão: são várias as praias fluviais e até algumas lagoas e cascatas onde pode ir a banhos. Uma das melhores formas de explorar o distrito de Castelo Branco é realizando alguns dos seus muitos percursos pedestres que atravessam locais emblemáticos da região. Estes são os melhores locais para visitar no distrito de Castelo Branco.

 

1. Castelo Branco

Na próxima vez que pensar em passeio, pense em Castelo Branco. A Capital da Beira Baixa é, ainda, um segredo guardado. Mas por pouco tempo. São cada vez mais os portugueses e os estrangeiros que descobrem – e se surpreendem – com esta cidade localizada entre as serranias e a planura, que convida a uma descoberta tranquila.

Jardim do Paço Episcopal – Castelo Branco
Jardim do Paço Episcopal – Castelo Branco

Com um odor característico, que varia entre o aroma quente das estevas, os cítricos da flor de laranjeira e o cheiro adocicado da tília, Castelo Branco tem um apreciável património de interesse histórico, cultural e paisagístico que, associado à requalificação do espaço público da cidade, à oferta de equipamentos culturais, desportivos e de lazer, tornaram o Concelho num lugar de forte atracção turística. Além disso, nos arredores de Castelo Branco há também muitos locais para visitar para qualquer tipo de turista. Pode optar por partir em busca de fabulosas aldeias históricas como Monsanto ou Idanha-a-Nova ou pode, caso prefira turismo de Natureza, visitar o Parque Natural do Tejo Internacional ou o Parque Natural da Serra de São Mamede, ambos muito perto da cidade.

 

2. Belmonte

No interior centro de Portugal, bem perto da Serra da Estrela, fica Belmonte, um local repleto de história e de uma importância crucial para Portugal. Catalogada como Aldeia Histórica de Portugal (apesar de não ser uma aldeia), Belmonte conta com uma importante presença judaica. A comunidade de judeus sempre teve um papel muito relevante nestas paragens mas o seu número aumentou quando, no século XV, os Reis espanhóis os expulsaram da vizinha Espanha. Muitos deles procuraram refúgio nos locais fronteiriços de Portugal e Belmonte foi um destino inevitável para a perseguição a que foram sujeitos. A memória judaica está presente em Belmonte nas suas ruas, nos seus costumes e também nos seus museus e monumentos.

Belmonte
Belmonte

Além disso, Belmonte foi também o local onde nasceu e viveu Pedro Álvares Cabral, o descobridor do Brasil. A memória de Cabral e da sua família está também muito presente nesta pequena localidade e são muitos os locais onde pode reviver e conhecer um pouco mais sobre esta importante figura da História de Portugal e do Brasil. Perto de Belmonte tem ainda a possibilidade de visitar inúmeras aldeias históricas, como Sortelha e Monsanto, por exemplo, além de outros locais que são autênticas pérolas por descobrir pelos turistas: Almeida, Trancoso, Marialva, Linhares da Beira, Penha Garcia… A lista de atracções turísticas e pontos de interesse é extensa.

 

3. Covilhã

A Covilhã é uma cidade especial… apesar de estar localizada no interior de Portugal, bem junto à Serra da Estrela, o seu povo soube aproveitar os poucos recursos disponíveis e fez da Covilhã um centro industrial, especialmente na indústria têxtil. A vitalidade desta indústria desvaneceu com o tempo e o progresso. No entanto, a Covilhã continua a desempenhar um papel crucial na região.

Covilhã
Covilhã

Visitar a Covilhã é desfrutar de tudo o que está associado à Serra da Estrela: a sua natureza, os seus monumentos geológicos, as suas aldeias e a sua gastronomia. Mas não só: na própria cidade da Covilhã abundam museus e outros pontos de interesse, além de interessantes roteiros que o levam a descobrir as ruas e as histórias da cidade. Destacam-se os roteiros das judiarias e os roteiros da lã.

 

4. Idanha-a-Velha

A sucessão de ocupações de diferentes povos legaram a Idanha-a-Velha um valioso património histórico. Quem visita a modesta aldeia actual e observa o seu ritmo pacífico terá dificuldade em imaginar que se encontra na antiquíssima e florescente Civitas Igaeditanorum romana que se situava na grande estrada peninsular que ligava Emerita (Mérida), a Braccara (Braga); na Egitânia, sede de bispado da época visigótica (s. VI-VII), que cunhou moeda de ouro para quase todos os reis visigodos, de Recaredo a Rodrigo; na Idânia muçulmana (s. VIII-XII) quando atingiu uma grande dimensão e era uma cidade rica, quase tão rica quanto Lisboa.

país mais romântico da europa
Idanha a Velha

Depois foi o tempo das lutas entre cristãos e muçulmanos no primeiro século da nacionalidade portuguesa, quando D. Afonso Henriques a doou à Ordem dos Templários para seu repovoamento. D. Sancho I, seu filho, deu-lhe o primeiro foral em 1229, reconhecendo-lhe ainda a importância estratégica.

 

5. Monsanto

A aldeia de Monsanto oferece das paisagens humanas mais interessantes que se podem encontrar em Portugal. O aglomerado vai-se desenvolvendo sobre a encosta do cabeço aproveitando pedregulhos de granito para as paredes das habitações e em alguns casos um único bloco de pedra forma o telhado, razão por que aqui se diz que as casas são “de uma só telha”.

Monsanto
Monsanto

Alguns palacetes brasonados, portais manuelinos, a casa onde viveu e exerceu clínica o médico e escritor Fernando Namora, que aqui se inspirou para o seu romance “Retalhos da Vida de um Médico”, acrescentam interesse ao passeio pelas ruelas íngremes. De entre o casario destaca-se a Torre de Lucano (séc. XIV) encimada por um galo de prata, troféu atribuído a Monsanto num concurso realizado em 1938 onde foi considerada a aldeia mais portuguesa de Portugal, pela autenticidade da sua cultura.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here