Início Viagens 12 fantásticos locais para visitar perto de Coimbra

12 fantásticos locais para visitar perto de Coimbra

Praias, jardins, aldeias e monumentos... há muito para descobrir e para visitar nos arredores de Coimbra, a apenas 1 ou 2 horas de carro.

20776
6
coimbra
Águeda - Pedro Nascimento

A cidade de Coimbra possui, por si só, inúmeros locais para visitar que o podem fazer perder vários dias a desfrutar desta bela cidade no centro de Portugal. No entanto, há muito mais para descobrir nos arredores de Coimbra. Seja para turistas que visitam a cidade ou seja para os próprios habitantes, perto de Coimbra, a menos de 1 ou 2 horas de carro, existem muitos locais dignos de uma visita, seja de apenas um dia ou até mais. Os principais pontos de interesse e atracções turísticas dos arredores de Coimbra são muito variados e podem ir desde as fabulosas praias da Figueira da Foz até às aldeias de xisto da Serra da Lousã, passado ainda por monumentos como o castelo de Montemor-o-Velho ou fantásticos parques verdes como a Mata do Buçaco. Estes são os melhores locais para visitar nos arredores de Coimbra.

 

1. Aveiro

A cidade de Aveiro é capital de Distrito, situa-se na região centro, tem cerca de 60 mil habitantes, é também sede de município, com uma área de 199 quilómetros quadrados e 73 626 habitantes, distribuídos por 14 freguesias. A elevação de Aveiro a cidade, verifica-se em 1759, no reinado de D. José I. Aveiro, devido à situação geográfica, junto à Ria de Aveiro, com exploração das salinas, a pesca e o comércio marítimo, fixou a população nesta zona e já existia antes da formação da nacionalidade, vindo a ser elevada a vila, no século XIII, mas o primeiro foral atribuído à vila, data de 1515, no reinado de D. Manuel.

aveiro
Aveiro

As condições privilegiadas desta população foram interrompidas no final do séc. XVI, quando se fechou o canal que liga a ria ao mar, impedindo a utilização do porto e provocando a estagnação das águas. Situação, que durou praticamente dois séculos e afastou uma grande parte da população para outras zonas, uma vez que, desde as condições ambientais, com riscos para a saúde, à economia da região, foram muito afectadas. No início do século XIX, obras, orientadas pelo Engenheiro francês, Reinaldo Oudinot e pelo engenheiro português, Luís Gomes de Carvalho, resolvem, em dois meses, o problema. Uma característica de Aveiro, era o barco Moliceiro, uma embarcação destinada à recolha e transporte do moliço, que cresce no leito da Ria de Aveiro, actualmente estes barcos fazendo visitas guiadas para turistas.

 

2. Figueira da Foz

A Figueira da Foz, assim chamada por se situar na foz do Rio Mondego, é uma das principais estâncias de veraneio da região centro. Cosmopolita e cheia de vida, ganhou importância desde finais do séc. XIX em que “ir a banhos à Figueira” era um hábito entre a aristocracia do Centro de Portugal. A Figueira da Foz possui uma vasta oferta hoteleira, um casino fundado em 1900 e uma excelente praia que possui um enorme areal e oferece as condições ideais para a prática de desportos naúticos, tendo aqui lugar provas dos campeonatos de vela e de motonáutica.

Figueira da Foz
Figueira da Foz

Nas redondezas, vale a pena subir a Serra da Boa Viagem e apreciar o panorama a partir do Miradouro da Vela, podendo apreciar a cidade e as Salinas do Mondego, e em dias de boa visibilidade pode-se vislumbrar a orla marítima até às Ilhas Berlengas. Mas Figueira da Foz sempre foi, e continua a ser, conhecida e famosa pelas suas praias de elevada qualidade, muito adequadas para férias em família.

 

3. Montemor-o-Velho

Seja de carro, a pé, de bicicleta ou a cavalo, Montemor-o-Velho convida à contemplação, à atenção ao detalhe das ruas dos centros históricos. Do alto dos miradouros de Reveles ou de Montemor-o-Velho desfrute de uma paisagem ímpar, que vai mudando tranquilamente de cores ao longo das estações, e apaixone-se pelo Baixo Mondego. O imponente Castelo, a maior fortificação do Mondego e uma das mais belas do País, marca a paisagem e a vivência de Montemor-o-Velho.

castelo mais antigo de Portugal
Castelo de Montemor-o-Velho

Ali respira-se história e quase podemos voltar aos tempos das lutas de reconquista do território, dos sacrifícios dos heróis nacionais e dos amores proibidos de D. Pedro e Inês de Castro. Descubra ruas medievais extramuros onde a fidalguia de casas oitocentistas ou a ingenuidade popular dos recantos continuam a surpreender. De destacar ainda a riqueza arquitetónica das casas senhoriais, das Igrejas e da arte sacra um pouco por todo o concelho, principalmente nos centros históricos de Tentúgal, Pereira e Montemor.

 

4. Águeda

Águeda, promovida a cidade desde 1985, insere-se no Distrito de Aveiro, região Centro e sub-região do Baixo Vouga, contabiliza nos dias de hoje sensivelmente 14 504 habitantes residentes. É do nome Ágata, atribuído ao rio aqui situado, que a origem do nome Águeda vem. No que concerne a origem histórica, é na Estação Arqueológica do Cabeço do Vouga que se podem encontrar vestígios de presença Romana, o que faz alguns prever que a via romana que ligava Aeminium (Coimbra) a Cale (Gaia) passasse por Águeda. Já os árabes são mencionados num documento que data de 1050, sendo estes associados a nomes de vilas situadas na área actual do concelho de Águeda, a qual deve a sua fundação aos celtas, Túrdulos e Gregos remontando ao ano de 370 Ac. Águeda era ponto de apoio dos caminhos de Santiago.

Águeda
Águeda

Na sua albergaria ter-se-á recolhido em 1325 a Rainha Santa Isabel, quando se dirigia em peregrinação para Santiago de Compostela. No dia 8 de Julho de 1985, a vila de Águeda é elevada à categoria de cidade. Foi no entanto 150 antes, que começou a ter uma vida politica bastante activa, aquando da altura em ascendeu a concelho, muito devido à sua capital importância politico-militar da resistência à 2ª invasão francesa, devido à capacidade de socorrer, no seu hospital militar, os feridos provenientes das batalhas. As festas e romarias religiosas são presença assídua nesta por serem considerados momentos de reconciliação e reencontro entre as pessoas.

6 COMENTÁRIOS

  1. Faltou Batalha, Leiria, Porto de Mós tudo perto de Coimbra.

    A região de Coimbra vai de Aveiro até Leiria. É uma das melhores, senão a melhor, cidades portuguesas.

  2. Bom artigo.
    Coimbra é uma das melhores cidades para se morar e trabalhar em Portugal.
    Esqueçeram de duas cidades turisticas com mosteiro e castelo a uma ou duas horas também na região de Coimbra que são Batalha e Leiria.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here