Início História 10 pequenos países europeus que já não existem (1 deles ficava em...

10 pequenos países europeus que já não existem (1 deles ficava em Portugal)

A Europa foi pródiga em mudanças nas suas fronteiras e deu origem a pequenos e desconhecidos países que já não existem. Um deles ficava em Portugal.

28855
0
Livónia
Livónia

 

Ao longo dos séculos, tem havido diferentes entidades nacionais na Europa: estados, países, micro-estados, federações, impérios… A maioria deles perdeu-se na história de uma forma ou de outra, aparece em livros da escola ou nas enciclopédias e são bastante conhecidos, como a Prússia ou o Império Austro-Húngaro, por exemplo. Mas há outros que, por causa do curto período de tempo que duraram, porque a sua extensão era mínima, ou porque eram apenas peões no jogo das grandes potências, foram esquecidos e nunca mais ouviu falar neles, tornando-se numa espécie de lenda. Alguma vez ouviu falar da Curlândia ou da Livónia? São apenas alguns exemplos.

Um desses micro países esquecidos tinha um pequeno território encravado entre Portugal e Espanha e durou 800 anos.

Houve muitos países efémeros deste género, não apenas na Europa mas espalhados um pouco por todo o mundo. Nesta lista, vamos falar apenas de 10, aqueles que achamos mais interessantes. Quantos deles você conhece?

 

1. Curlândia

Curlândia
Curlândia

Existiu como ducado independente desde 1561 e correspondeu ao oeste da actual Letónia. É o estado mais pequeno da Europa que manteve colónias na América e na África. Em 1642, estabeleceu a colónia de Nova Curlândia na ilha caribenha de Tobago, que abandonou em 1689. Ao mesmo tempo, também possuía a Ilha de San Andres, no estuário do rio Gâmbia, na África. A Curlândia desapareceu em 1795, depois de mais de dois séculos de existência, tornando-se uma província russa.

 

2. Estado Livre de Trieste

Estado Livre de Trieste
Estado Livre de Trieste

Trieste ainda é um território que possui um importante movimento de independência. A cidade e o seu território foram, por iniciativa própria, colocados sob a protecção do Império Austríaco em 1382, sendo o seu porto principal. Após a Primeira Guerra Mundial foi anexado pela Itália devido a um acordo alcançado pelo Reino Unido, França e Rússia.

Durante o período de entreguerras, realizou-se uma intensa italianização nas populações de origem alemã e eslava, que formavam um terço do total (os outros dois terços eram italianos). Mas após a guerra, o tratado de paz assinado em Paris em 1947 e assinado pela Itália e Jugoslávia, criou o Território Livre de Trieste sob a protecção das Nações Unidas.

Em 1954 um novo acordo internacional estabeleceu a divisão de Trieste entre a Itália e a Jugoslávia. Entre esse ano e 1961, cerca de 10% da população (mais de 20.000 indivíduos) emigraram para a Austrália.

 

3. Livónia

Livónia
Livónia

Foi o território controlado pela Ordem dos Irmãos da Espada (a partir de 1237 chamados de Ordem dos Cavaleiros Teutónicos da Livónia) na costa leste do Mar Báltico. Quando em 1558 a Rússia invadiu a área, a ordem dos Cavaleiros foi dissolvida e a Livónia foi dividida entre a Lituânia, a Polónia e a Suécia. Em 1721, todo o território estava sob controle russo.

Assim, permaneceu até depois da Primeira Guerra Mundial, quando o seu território foi novamente dividido em dois estados independentes: a Letónia e a Estónia. O livónio ainda é falado em algumas partes da Letónia.

 

4. Moresnet

Moresnet
Moresnet

Era um território neutro administrado como uma espécie de condomínio, inicialmente pela Holanda e pela Prússia e, quando a Bélgica conseguiu a sua independência em 1830, tornou-se belga-prussiana.

Estava localizado no leste da Bélgica, na fronteira com a Alemanha, e a sua origem reside na distribuição da Europa feita no Congresso de Viena em 1815. Países Baixos e Prússia não podiam concordar sobre onde desenhar a fronteira por causa da importantes minas de Moresnet. No final, eles dividiram a zona em três partes, uma para cada país e uma zona independente e neutra administrada por ambos.

O Tratado de Versalhes, após a Primeira Guerra Mundial, integrou toda a Moresnet na Bélgica, que foi formalmente anexada em 10 de Janeiro de 1920.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here