Início Cultura Sabia que… Lisboa não é a capital oficial de Portugal?

Sabia que… Lisboa não é a capital oficial de Portugal?

Embora possa parecer estranho... é verdade! Lisboa não é a capital oficial de Portugal!

193561
23
Coimbra
Coimbra

 

Embora possa parecer estranho… é verdade! Ao contrário da grande maioria das capitais mundiais, não há um único documento oficial que declare que Lisboa é a capital de Portugal. E como é que isto aconteceu? Em 1255, o Rei D. Afonso III resolveu mudar toda a sua corte da antiga capital, Coimbra, para Lisboa, que entretanto se tinha tornado a maior e a mais importante cidade do país. Lisboa ganhou impulso para o seu crescimento sobretudo devido às boas condições do seu estuário para acolher navios de mercadorias, atraindo assim cada vez mais população e ganhando um estatuto e uma importância estratégica superiores a Coimbra.

Foto: Nélson Cavaleiro
Foto: Nélson Cavaleiro

Assim sendo, Lisboa tornou-se apenas Capital de facto pela simples razão de se ter tornado a moradia permanente do Rei e da sua corte. Nunca foi emitido qualquer documento que oficializasse Lisboa como capital do país.

A Coimbra vieram expressamente nascer os restantes Reis da I Dinastia (como tinham nascido quase todos os outros anteriores). E Coimbra ficou sendo desde sempre, até aos dias de hoje, a capital oficial de Portugal! Uma grande parte da população de Coimbra e do País desconhece isto, e a que o sabe di-lo a medo, quase como uma curiosidade!

Coimbra
Coimbra – Alfredo Mateus

Mas a minha maior surpresa consiste no facto dos agentes políticos e culturais responsáveis pela vida da cidade, não fazerem deste estatuto “tremendo” de importância e significado, que a todos nos dignifica e ultrapassa, uma bandeira, uma mais valia indiscutível, um hino aos pergaminhos desta nobre cidade, que se não existisse e não tivesse desempenhado o papel que desempenhou no momento certo, não existiria Portugal nem nós portugueses! Ignorância, distracção ou incapacidade?

 

Artigo anteriorO reino encantado de Monsaraz
Próximo artigoA curiosa origem do apelido mais comum em Portugal e no Brasil

23 COMENTÁRIOS

  1. Coimbra mora cá nos arredores o eterno candidato a Rei D. Duarte está cá enterrado o 1º Rei de Portugal D. Afonso Henriques cidade do centro de Portugal.

    • Com todo o respeito pelas tradições coimbrãs, pelo seu fado, pela Calçada de acesso à Sé Velha, por Almedina, por Santa Clara-A-Velha, pela belíssima história de Pedro e Inês, pelas tascas da ruela do Sargento-Mor que frequentei quando tentava escorregar na dita Calçada ao som da cabra e, porventura, do cabrão, entendo que este discurso hegemónico não é a melhor maneira de seduzir quem quer que seja para a “Questão Coimbrã”. Coimbra tem mais encantos, na hora em que o discurso não é regionalista, mas sim integrador. Vir com socio-factos rebuscados no gongorismo historiográfico não traz mais-valias à cidade que, goste-se ou não, perdeu, nos idos de 90, protagonismo em favor de Aveiro. E isto tem nomes.l

    • LISBOA É O PRÓPRIO DOCUMENTO ESCRITO NA HISTÓRIA EM COMO É CAPITAL OFICIAL MAS EXISTEM SIM DOCUMENTOS MUITOS COM PROVANDO EVIDENCIANDO E COMPROVANDO LISBOA COMO CAPITAL NÃO UM SÓ MAS VÁRIOS . TENS DE SABER A CONSTITUIÇÃO NACIONAL TODA OU PARTES DELA E AS ANTERIORES TODAS PARA ENTENDERES ISSO CITO ISSO ACIMA E A TRADIÇÃO E HÁBITO , USOS E COSTUMES , E USO CAPEÃO SÃO AS 5, 7 . 9 E ATÉ 10 OU 11 RAZÕES PARA LISBOA SER CAPITAL OFICIAL DE PORTUGAL . EXISTEM BILHÕES DE RAZÕES K TORNAM LISBOA CAPITAL OFICIAL DE PORTUGAL

      • Não brinquem! Para que servem os documentos históricos? Como foi fundado o “Estudo Geral” (Hoje Universidade?). Foi por um documento histórico, existe, se bem que só descoberto, o inicial, em 1912. Da transferência da Capital para Lisboa… Zero!

  2. Bem, como, oficialmente, não há nada escrito que refira que Lisboa é a capital do reino, pois que o passe a ser por “usocapião”, por direito e posse prolongada. Caso não se chegue a uma base de consenso, sugere-se uma auscultação ao nosso “zé-povinho”, que tudo sabe, pode e manda, a partir do dia 25 de Abril de 1974. Mas cuidado com os ditos “Capitães de Abril”, que são muito capazes de entender que Lisboa é deles, pelos serviços prestados às ex-províncias ultramarinas, cujos espólios das carnificinas deverão estar guardados nas suas cabeças de mentes abstratas.

  3. Já Ulisses ,o grego , muito antes dos primeiros tugas se encantou por lisboa e sua beleza , as colinas , o rio e a bela luz natural que ela tem.e se há factores que determinem as escolhas dos homens a primeira é a beleza , tá dito…

    • Essa da “moradia do Rei” é que me custa a engolir. E vai continuar-me atravessada na garganta até à minha última morada. Sendo que o Rei habitava palácios, como soía, para que precisaria ele de uma simples moradia? E depois, mesmo que tivesse fixado morada permanente em Lisboa, será que o Rei não teria outros domínios (à laia de segunda habitação ou repouso de férias, coutada ou suserana propriedade) algures por Santa Clara, ou na tão conhecida – actualmente – Quinta das Lágrimas (passe a publicidade)? Valha-me Deus e a Rainha Santa!!! Isto não é uma lição de História… “São rosas, meus Senhores!” ( com espinhos, à brava).

  4. Vai para Israel ó Madureira! A capital deve ser Fafe para que a justiça seja feita aos energumenos que vivem numa capital corrupta e onde desaguam mercenários de Norte a Sul na busca de “Puxar a brasa á sua sardinha”. D.Afonso Henriques e muitos outros cavaleiros heroicos libertou Lisboa dos Mouros mas, deixou infelizmente muitas raizes daninhas que nos dias de hoje ainda florescem á sombra da bananeira …!

    • Há tipos que na realidade deveriam aprender algo mais antes de comentar. Querem parecer engraçados e ou entra mosca ou sai asneira, ehehehe (na Madeira há bananeiras e bananas e de excelente qualidade)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here