Início Viagens Os 15 melhores locais para visitar em Toledo

Os 15 melhores locais para visitar em Toledo

Foi capital de Espanha e é Património Mundial da UNESCO. Nas suas ruas e praças respira-se história e cultura. Descubra os melhores locais para visitar em Toledo.

4127
0

11. Sinagoga do Trânsito

Sinagoga do Trânsito

Toledo tem o edifício judaico mais significativo de Espanha, construído na década de 1350 por Samuel Levi, que foi tesoureiro de Pedro de Castilla. A família do fundador tinha longos laços com os Reis castelhanos, remontando a séculos, mas isso não o protegeu da execução por Pedro de Castilla em 1360. A sinagoga foi, mais tarde, convertida numa igreja, mas muito do carácter original sobreviveu. É mais uma peça deslumbrante da arquitectura mudéjar: há caligrafia em árabe e hebraico, telhas geométricas e paredes de estuque altamente ornamentadas. No interior, o museu Sefardi diz-lhe tudo sobre a história judaica de Espanha, que vai do século V a.C. até à expulsão no século XIV.

 

12. Praça de Zocodover

Praça de Zocodover
Praça de Zocodover

A Praça de Zocodover é um lugar de encontro para o povo de Toledo. Encontra-se cheio de cafés e agitação. Nos tempos mouros, era um grande mercado de cavalos, onde mulas, póneis e éguas e garanhões eram negociados. Mais tarde, foi o local para um mercado geral que teve lugar todas as terças-feiras até meados do século XX, altura em se mudou para o Paseo Merchán. A Praça de Zocodover é onde o auto-de-fé foi decretado pela Inquisição nos séculos XV e XVI. Hoje em dia ficará satisfeito por saber que as cerimónias públicas são bem mais divertidas, com danças, concertos e concursos de fantasias a ocorrer aqui durante as festas de Toledo.

 

13. Mesquita de Cristo de la Luz

Mesquita de Cristo de la Luz

Mesquita construída em 999 durante o Califado. Apesar da sua idade, parece a mesma de outrora. Tal faz com que seja uma das mais vitais peças de herança moura de Espanha. Dois séculos depois da sua construção tornou-se uma igreja e, posteriormente, uma mesquita. Na fachada do edifício poderá distinguir a inscrição kufic que foi redescoberta no século XIX. Isso dir-lhe-á quem encomendou e construiu o edifício, e em que ano. Uma vez no interior, olhe para o abóbada, que é apenas uma das muitas semelhanças com a famosa mesquita de Córdoba, construída 30 anos antes.

 

14. Santa María la Blanca

Santa María la Blanca
Santa María la Blanca

É a sinagoga intacta mais antiga da Europa, remontando ao final do século XII. Não houve uma comunidade judaica em Espanha desde a expulsão do século XV. Assim, no século XIV, este edifício de estilo mudéjar tornou-se uma igreja. Era, então, um mosteiro antes de ser abandonado e, depois, usado como armazém por uma empresa que fazia estoques (espadas taurinas). Leve alguns minutos para ver o que está sob os arcos em ferradura, bem como os belos mosaicos geométricos que se deslocam pelas arcadas.

 

15. Alcázar de Toledo

Alcázar de Toledo
Alcázar de Toledo

Este palácio volumoso fica no ponto mais alto de Toledo, numa colina de 550 metros ao lado do Tejo. Houve aqui uma fortaleza durante, pelo menos, 2000 anos, mas agora está um edifício renascentista de meados do século XVI. Era onde as rainhas viúvas se aposentavam. Uma peculiaridade do edifício: as quatro fachadas são ligeiramente diferentes, reflectindo o estilo a favor durante diferentes períodos do Renascimento à medida que o palácio estava a ser construído. No interior fica um museu do exército com armas, facas, espadas, medalhas, bandeiras e uniformes a partir dos anos 1800 em diante.

Autor: Jorge Sá

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here