Início Viagens Os 12 melhores locais para visitar no Funchal

Os 12 melhores locais para visitar no Funchal

O que ver no Funchal? Situada na Pérola do Atlântico, Madeira, há muito para descobrir nesta bela cidade. Os melhores locais para visitar no Funchal.

8848
1
Funchal
Funchal

 

O nome Funchal significa “Hinojo” e ,diz-se, dever-se à abundância de plantas “hinojo” que Zarco, o descobridor da ilha, encontrou quando chegou, em 1420. O próprio Zarco escolheu este lugar para fundar a capital da ilha pelo excelente porto natural que a baía formava, onde, hoje em dia, atracam todo o tipo de barcos, desde cargueiros até grandes cruzeiros de luxo. Em qualquer altura do ano, o Funchal com o seu clima ameno, é o destino ideal para umas mini-férias. São muitos os locais a visitar nesta cidade com mais de 500 anos de existência e, alguns, são mesmo a não perder… Visitar o Funchal é uma experiência única!

Funchal

A melhor forma de visitar o centro histórico da cidade do Funchal é fazê-lo pé. O passeio tem início na Sé, de estrutura gótica erguida no século XVI. Ao entrar, devemos olhar para cima para admirar o precioso tecto de alfarge, em madeira de cedro trabalhada ao gosto mudéjar. A visitar também a Igreja do Colégio, com a fachada sóbria a esconder um exuberante interior rico em talha dourada, retábulos e painéis de azulejaria do século XVII.

Funchal
Funchal

Do lado oposto do Largo do Município, no antigo Paço Episcopal, está o Museu de Arte Sacra, de cuja colecção se destaca o núcleo de arte flamenga dos séculos XV-XVI, testemunho dos contactos comerciais com a Flandres, para onde era vendida a cana-de-açúcar cultivada na ilha. Para provar esse e outros sabores locais, no Mercado dos Lavradores, teremos muito com que ocupar os sentidos: das frutas exóticas às delícias tradicionais como o bolo de mel, sem esquecer as lojas de artesanato, as vendedoras de flores trajadas a rigor e as animadas bancas de peixe.

Seguimos pela cidade velha, até ao Forte de São Tiago, onde está instalado o Museu de Arte Contemporânea. Podemos conhecer os produtos mais apreciados da região nos Museus do Bordado e do Vinho. É aqui que ficamos a saber tudo sobre as lindíssimas peças de bordado delicado, e sobre o vinho licoroso que ganhou fama nos séculos XVII e XVIII, sendo muito apreciado nas cortes europeias. Descubra os melhores locais para visitar no Funchal!

 

1. Mercado dos Lavradores

O Mercado dos Lavradores oferece uma selecção variada de produtos da ilha e resulta num lugar excelente para comprar frutas, flores e recordações da Madeira. Este famoso mercado foi construído em meado dos anos 30 para que os pescadores e agricultores pudessem vender os seus produtos directamente ao público. Hoje em dia, a maioria dos “stands” pertence a comerciantes, ainda que, de forma a não perder o espírito original, mantiveram-se as sextas-feiras, em que os agricultores das zonas mais afastadas da Madeira se encontram no Funchal.

Mercado dos Lavradores
Mercado dos Lavradores

As vendedoras de flores, vestidas com os trajes típicos da ilha, encontram-se especialmente na zona de entrada dos mercados. Oferecem, nas suas bancas, uma grande variedade de flores e bulbos recém colhidos. As bancas de pesca também merecem uma visita, não só pela diversidade de peixe fresco que oferecem, como também para ver o delicioso e raro peixe espada preto, que vive a grandes profundidades. Vale a pena visitar este mercado devido à sua movimentação de pessoas e pela sua cor, mesmo que não tenha intenção de adquirir qualquer produto.

 

2. Museu do Vinho da Madeira

Após se afastar dos grandes grupos de pessoas da rua principal da cidade do Funchal e se aventurar nos pátios tranquilos das Adegas de São Francisco o conceito de tempo passa a ter outro significado. Aqui pode provar vinhos engarrafados de 1860, enquanto os vinhos envelhecem no andar de cima em barris de madeira do Brasil, fechada à pressão, e carvalho americano. Este antigo edifício de madeira, com os seus balcões de trepadeiras, começou por ser o Convento de São Francisco, e foi convertido em adega no ano 1834.

Museu do Vinho da Madeira
Museu do Vinho da Madeira

Naquele tempo, os vinhos da Madeira eram enviados até ao Equador, com a crença de que a ondulação do mar melhorava o sabor. O processo de produção sofreu uma transformação enorme ao se descobrir que o sabor do vinho da Madeira não se devia à ondulação, mas sim ao calor suave. Hoje em dia o vinho “coze-se” em grandes quantidades com o calor do Sol e com a ajuda de água quente canalizada. Tudo isto poderá ser observado ao passar pelos pátios, onde poderá contemplar as velhas estruturas de madeira e os antigos livros, que falam da arte subtil da mistura dos caldos. Nas salas caldeadas pode sentir o aroma delicioso a madeira velha e vinho, que servirão de justificação ao deleite da sala de degustação, onde termina a visita.

 

3. Jardim Botânico da Madeira

O Jardim Botânico da Madeira encontra-se localizado em terras que dominam o vale da ribeira de João Gomes, na cidade do Funchal. Este jardim foi criado no antigo recinto da Quinta do Bom Sucesso e actualmente apresenta exemplares únicos da flora da Madeira e do mundo inteiro. No seu interior encontra-se instalada uma casa branca elegante, com a cobertura das janelas completamente verde, que contém um pequeno museu, que expõe colecções de botânica, geologia e zoologia, em móveis antigos de madeira, estando grande parte da madeira vulcanizada, atribuindo-lhe mais resistência e duração.

Jardim Botânico da Madeira
Jardim Botânico da Madeira

Na parte alta do jardim encontrará um miradouro onde poderá contemplar as vistas maravilhosas sobre o porto do Funchal. O Jardim Botânico está ligado à localidade das Babosas (Monte) por um teleférico, que realiza um percurso turístico muito atractivo que dura 9 minutos. A estação principal está situada dentro do próprio Jardim Botânico, a outra encontra-se no Monte, junto ao Largo das Babosas. Este teleférico oferece um percurso panorâmico com vistas privilegiadas sobre a baía do Funchal e sobre o Vale da Ribeira de João Gomes, entre outras.

 

4. Zona Velha do Funchal

A Zona Velha do Funchal é um local icónico se deseja desfrutar de um bom ambiente, comida a um preço razoável e o autêntico fado português. Este lugar, que antigamente era o subúrbio da cidade, é agora uma zona de ruas coloridas, com lojas de artesanato em casa de habitação, onde antes viviam famílias inteiras. O seu paredão foi reutilizado para dar lugar a uma estação de teleféricos de Madeira. No extremo Este da zona velha poderá contemplar a Fortaleza de São Tiago e, de baixo das suas muralhas, encontrará a Praia da Barreirinha, uma praia de pedras pequena onde se protegem os lugar para se tomar banho e comer sardinhas grelhadas dos comerciantes ambulantes.

Zona Velha do Funchal
Zona Velha do Funchal

Esta praia continua a ser popular apesar da construção do centro aquático por detrás da fortaleza. À frente do parque, ergue-se a Igreja do Socorro, também conhecida como Igreja de Santa Maior, reconstruída em várias ocasiões desde o século XVI. No coração da zona velha encontra-se a Capela do Corpo Santo (século XVI), que hoje em dia continua a ser uma capela simples de pescadores. À volta dela encontrará muitos cafés e restaurantes com terraços que proporcionam uma vida nocturna animada.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here