Início Viagens Os 12 melhores locais para visitar em Vila Real e arredores

Os 12 melhores locais para visitar em Vila Real e arredores

Localizada entre o Alvão, o Marão e o Douro, é a entrada no Reino Maravilhoso de Trás-os-Montes. Estes são os melhores locais para visitar em Vila Real.

11761
0
Vila Real
Vila Real

Chamam-lhe a princesa do Corgo e é uma das mais interessantes cidades para visitar em Trás-os-Montes, o Reino Maravilhoso de Miguel Torga. A cidade de Vila Real esta localizada entre o Alvão, o Marão e o Douro e por isso mesmo é um óptimo local para servir de base a quem pretende visitar estas regiões. É a sul de Vila Real que começam as vinhas do Douro e a sua paisagem sublime, sempre em socalcos ao longo do rio, onde durante séculos os habitantes aprenderam a moldar o terreno para cultivar um dos vinhos mais apreciados em Portugal e no mundo.

Existem vários locais a não perder numa visita a Vila Real, mas importa destacar o magnífico Palácio de Mateus, obra de Nicolau Nasoni, o Jardim Botânico da UTAD (um dos mais bonitos de Portugal), algumas pequenas aldeias vinhateiras nos seus arredores e miradouros para contemplar a paisagem do Douro, como São Leonardo da Galafura. Estes são os melhores locais para visitar em Vila Real.

 

1. Palácio de Mateus

O Palácio de Mateus, conhecido pelas garrafas de Mateus Rosé, é uma mansão barroca do século XVIII, considerada como uma das mansões mais elegantes da Europa e atribui-se ao arquitecto italiano Nicolau Nasoni. A fachada do palácio é um conjunto harmonioso no qual se destaca a dupla escadaria com balaustrada que conduz à porta principal, sobre a qual aparece os escudo familiar flanqueado por duas estátuas alegóricas. Como contraponto a esta elevação, todas as esquinas do edifício encontram-se adornadas por altos pináculos apoiados sobre as cornijas.

Palácio de Mateus

No interior pode visitar-se a tranquila biblioteca, que guarda livros editados no século XVI; a estância das Quatro Estações, que contém mobiliário do século XVIII, valiosos móveis de madeira, porcelanas chinesas e quadros alegóricos que simbolizam as estações do ano; e um pequeno museu onde se encontra exposta uma valiosa edição de “Os Lusíadas”, obra-prima de Luís de Camões, da qual só se realizaram 200 exemplares e se ofereceram a distintas personalidades europeias da época.

 

2. Serra do Marão

A região da Serra do Marão abrange um extenso território e de paisagens diversificadas situado entre as fronteiras com a região do Minho, do Douro e de Trás-os-Montes. A Serra do Marão, colosso de xisto com 1419 m de altitude, é o acidente orográfico central e mais importante. É uma região que proporciona o lazer e o conhecimento dos valores paisagísticos, humanos e ambientais.

Serra do Marão
Serra do Marão

A Serra de Marão é um maciço em granito e xisto limitado a Este pelo Corgo, a Oeste pelo Tâmega e a Sul pelo Douro. Os movimentos tectónicos que provocaram o seu surgimento deram lugar a grandes diferencias de altitude entre os seus cumes, e a forte acção erosiva deu lugar a um paisagem desolada. Na estrada entre Vila Real e Amarante, das primeiras encostas, o milho, os pinheiros e os castanheiros substituem aos vinhedos, pomares e olivais.

 

3. Pinhão

Bonita vila da região Norte do País, o Pinhão situa-se na margem direita do Rio Douro, sendo considerada o coração do Alto Douro Vinhateiro, onde se localizam as muitas quintas que produzem o vinho do Porto, inserida numa das áreas classificadas pela UNESCO como património cultural da Humanidade. Pinhão deve o seu topónimo ao rio com o mesmo nome, afluente do rio Douro, cuja bonita foz se encontra nesta localidade.

Pinhão
Pinhão

A paisagem envolvente é de uma beleza única, rodeada de uma natureza luxuriante com o Rio Douro como companheiro e casas senhoriais, quintas e solares que atestam a riqueza que o vinho do Porto tem concedido à região, estando a vila construída em desníveis que a parecem encaminhar para o encantador rio. Um dos principais conjuntos patrimoniais da vila é a bonita Estação de Caminhos de Ferro, construída no século XIX, com painéis de azulejos de grande beleza retratando cenas quotidianas de Pinhão, bem como a produção do Vinho do Porto, desde a vindima, passando pelo pisar das uvas até ao transporte de rabelo até aos armazéns do Porto.

 

4. Sé de Vila Real

A Sé de Vila Real foi uma igreja de um convento de monjes dominicanos (Igreja de São Domingos) construído no século XV. Foi construída em finais do gótico e dela destacam-se os capitéis de influência que adorna, as colunas dos espaço interior. Na sua fachada podem ver-se imagens de S. Domingos, e S. Francisco de Assis.

Sé de Vila Real
Sé de Vila Real

Em 1837 sofreu um grande incêndio que dizimou a maior parte do património que detinha no seu interior. A torre foi acrescentada no séc. XVIII, e os vitrais foram colocados durante as últimas obras de intervenção (2001-2005).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here