Início Viagens Os 12 melhores locais para visitar em Palma de Maiorca

Os 12 melhores locais para visitar em Palma de Maiorca

É a capital das Ilhas Baleares e um dos melhores destinos no Mediterrâneo. Estes são os melhores locais para visitar em Palma de Maiorca, Espanha.

1201
0
Palma de Maiorca
Palma de Maiorca

A belíssima cidade de Palma de Maiorca é a capital das Ilhas Baleares, em Espanha. Fica localizada na maior ilha do arquipélago, a Ilha Maiorca. Antes de pertencer a Espanha, passou pelas mãos dos romanos, dos bizantinos e dos mouros, o que explica a quantidade de monumentos de várias eras espalhadas pela cidade e pelo resto da Ilha Maiorca. Além disso, Palma de Maiorca sofreu ainda influências da Catalunha (aliás, fez parte do reino catalão durante muitos anos) e isso nota-se sobretudo no seu idioma e nos nomes das suas ruas. Um dos grandes motivos para visitar este local são as praias de Palma de Maiorca. Muita gente desloca-se à Ilha Maiorca, no Mediterrâneo, durante o Verão com o intuito de gozar de uns dias de sol e praia. No entanto, há muito mais para descobrir. Estes são os melhores locais para visitar em Palma de Maiorca, Espanha.

 

1. Catedral de Palma de Maiorca

A magnífica catedral de Palma de Maiorca está localizada no centro da cidade, data do século XIV e é conhecida como La Seu e é o edifício mais emblemático da capital de Maiorca. Não há desculpas para não visitá-la. É impossível não ver este imponente edifício de arenito dourado: é uma das maiores estruturas góticas da Europa. Está situado no Parc de la Mar e oferece uma vista magnífica para aqueles que chegam por mar. A catedral de Palma fica no local da mesquita que ficava em frente ao Palácio Real de La Almudaina durante a ocupação muçulmana de Maiorca.

Catedral de Palma de Maiorca
Catedral de Palma de Maiorca

A história de La Seu começou, quando o rei Jaume I viajou para a ilha: lutando contra um mar agitado, a sua frota de navios e homens enfrentava grande perigo e o jovem rei jurou que se tivesse sucesso na sua jornada pelo mar e na tentativa de expulsar os mouros da Ilha de Maiorca, ele construiria uma enorme catedral. Se você entrar na Catedral, poderá entender por que muitos a chamam de “Catedral da Luz”. Em La Seu há um total de 61 janelas, das quais a rosácea central é a mais espectacular, pois aproveita o sol matinal inundando o prédio com claros raios de luz. Os pilares estreitos que suportam o telhado são alguns dos pilares de suporte de carga mais finos do mundo e o facto de que o lugar permanece de pé é devido aos contrafortes externos ornamentados – embora a parede ocidental da catedral tenha sofrido danos graves durante um terremoto em 1851.

 

2. Palácio Real da Almudaina

O Palácio Real de La Almudaina está localizado em frente à imponente catedral de “La Seu” de Palma de Maioria. A sua posição elevada, com vista para a Baía de Palma, permitiu a sua importância estratégica ao longo dos tempos. Actualmente, é uma das principais atracções da capital. Se você ficar em Palma, o palácio está a uma curta distância a pé ou de transporte público a partir de qualquer local onde esteja hospedado. Há também uma extensa área de estacionamento em frente à catedral ao longo da Passeio Marítimo.

Palácio Real da Almudaina
Palácio Real da Almudaina

A palavra “Almudaina” vem do árabe e significa “força”. No entanto, muito antes da chegada das tropas muçulmanas no século X, ela já havia sido usada pelos romanos. Quando os cristãos chegaram à posse da ilha no século XIII, as feições mouriscas foram demolidas em grande parte. Sob o reinado de Jaime II, o palácio adoptou o estilo gótico levantino. Os visitantes podem passear pelas suas inúmeras salas, absorvendo a sua história. Tem três grandes salas adjacentes, onde você pode ver os arcos góticos de pedra descontínua no centro. Estes quartos, decorados com peças de época e tapeçarias, podem ter formado uma grande sala com uma altura equivalente ao dobro da actual.

 

3. Castelo de Bellver

O Castelo de Bellver recebeu este nome da forma catalã de dizer “belas vistas” e, com a sua localização imponente no topo de uma colina a oeste de Palma e cercado por uma floresta de pinheiros perfumados, a escolha do seu nome não poderia ter sido outro. A vista panorâmica de 360 ​​graus do castelo inclui a Baía de Palma e a Tramuntana, a cordilheira de 90 km de Maiorca. Um dos pontos de interesse em Palma, o único castelo na Espanha com uma forma circular, foi construído no século 14 como um forte e é uma obra-prima da arquitectura gótico-catalã.

Castelo de Bellver
Castelo de Bellver

Durante a sua longa história, foi brevemente usado como residência de Verão para a realeza e, durante quase seis séculos, foi usado como prisão (até 1915). Aqueles que cumpriram pena em Bellver, incluindo o rei Jaume IV, não puderam apreciar as opiniões que cativam tantas pessoas que visitam Maiorca hoje em dia. O Castelo de Bellver está preservado em perfeitas condições e tem uma torre de defesa tripla e uma torre independente conhecida como Torre del Homenaje – anexada ao castelo principal por uma pequena ponte. O pátio central – Pátio das Armas – tem dois níveis: o nível inferior é composto de arcos românico-catalães e era usado por criados e soldados; enquanto a família real fez uso do segundo nível com o seu estilo gótico arqueado.

 

4. Centro Histórico de Palma de Maiorca

Uma visita ao pitoresco centro histórico de Palma é sempre altamente recomendável. Também chamada de cidade velha, é onde a maioria das atracções turísticas podem ser visitadas, como a majestosa catedral de “La Seu”, o Palácio Real de Almudaina e o Museu de Arte Contemporânea de Es Baluard. Se você for com tempo suficiente, deixe o mapa de lado, pois é um prazer simplesmente passear pelas ruas medievais e descobrir para onde elas estão indo.

Centro Histórico de Palma de Maiorca
Centro Histórico de Palma de Maiorca

Abundam as Igrejas góticas, as praças espectaculares e os pátios interiores com séculos de antiguidade. Os amantes de tesouros antigos vão gostar de esbarrar nas muitas livrarias antigas, lojas de móveis antigos e até mesmo lojas de antiguidades. A “milha de ouro” também faz parte deste centro histórico e satisfaz os gostos modernos pois inclui a elegante avenida de Passeig del Born, que se conecta com a Avenida de Jaime III, e reúne algumas das lojas mais conhecidas e luxuosas do mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here