Início História Morabitino: a primeira moeda portuguesa

Morabitino: a primeira moeda portuguesa

Foi a primeira moeda portuguesa e chamava-se morabitino. Foi utilizada durante séculos. Descubra a sua origem e a sua história.

8779
0
Morabitino
Morabitino

O Morabitino é considerada a primeira moeda de ouro cunhada pela coroa portuguesa. A sua cunhagem iniciou-se com D. Sancho I (1185-1211) e terminou no reinado de D. Sancho II (1223-1248).

A palavra Morabitino tem o significado de “dos Almorávidas”. Indica que tem o estilo e a presumível métrica dos dinares que então corriam, imitados por governantes muçulmanos e também cristãos, na sequência do verdadeiro Dinar ou Morabitino da dinastia Almorávida, que terminou em 1147.

No Morabitino de D. Sancho I figura, no anverso, o rei a cavalo e de espada na mão e no reverso, a simbologia do reino das quinas. As primeiras cunhagens terão sido feitas logo após a subida do monarca ao trono de Portugal, em 1185.

Terá sido batido em grande quantidade pois chegaram vários exemplares até aos dias de hoje. A moeda serviu de modelo a diversas moedas feudais europeias que, principalmente em França, se cunharam nos séculos XIII e XIV com o tipo de “cavaleiro armado”.

O reinado de D. Sancho I terminou em 1211 mas os Morabitinos foram ainda cunhados por mais monarcas: o de D. Afonso II e o D. Sancho II. Segundo numismatas “nos últimos cento e cinquenta anos têm sido usados, nos catálogos elaborados, os pesos, os módulos e as legendas para uma hipotética diferenciação dos Morabitinos de D. Sancho I, que de facto existe.

Mas quando se avança no número de espécies observadas, começam a aparecer moedas de cunhos iguais com diferentes pesos e módulos, e torna-se evidente que os dois primeiros elementos não servem. Já não é hipótese, mas sim certeza, o verificarmos ter sido a totalidade dos Morabitinos de D.Sancho I emitida apenas com as legendas SANCIVS REX PORTVGALIS e SANCIVS EX RTVGALIS”.

Mais artigos

Mais recentes

Língua Portuguesa: se não quer dar erros de português, evite estes...

A Língua Portuguesa pode ser muito traiçoeira. É uma expressão muito comum e... muito verdadeira. No nosso quotidiano usamos palavras e expressões que consideramos...
[td_block_social_counter custom_title=”REDES SOCIAIS” header_color=”#000000″ facebook=”vortexmag” twitter=”@VortexMag” googleplus=”+VortexmagNet1″ open_in_new_window=”y”]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here