Início Cultura As 50 palavras mais bonitas da Língua Portuguesa

As 50 palavras mais bonitas da Língua Portuguesa

As palavras bonitas são aquelas que são ditas com sentimento às pessoas de quem gostamos. Ou são aquelas que exprimem sentimentos positivos? As mais belas palavras da Língua Portuguesa.

114710
4
palavras bonitas
Livro

 

As palavras podem ser bonitas? Depende… se forem ditas por um poeta ou por alguém que amamos, podem tocar o nosso coração de uma forma única e especial. A Língua Portuguesa possui inúmeras palavras que mereceriam constar desta lista e com certeza que cada pessoa possuirá as suas próprias escolhas. Mas se tivermos em conta o significado que cada uma destas palavras nos transmite, então estas são as mais belas de todas. Descubra as palavras mais bonitas da Língua Portuguesa.

 

1. Adeus

Expressão usada para despedida (ex.: adeus e até à próxima). Expressão usada para exprimir um sentimento em relação a algo ou alguém que desapareceu, que faz parte do passado ou que não vai acontecer.

 

2. Adorável

Algo que merece ser adorado, que encanta; encantador; muito estimável.

 

3. Alumbramento

Experiências que passamos e que parecem não ser “deste mundo”. Momentos singulares, impregnados de algo maravilhoso que, de repente, nos toca e encanta. Uma espécie de encantamento faz-nos sentir “estrangeiros” e, ao mesmo tempo, plenamente nós mesmos, totalmente protegidos em algo familiar. Nestes instantes, desembaraçados dos poderes quotidianos, experimentamos uma impressão de extraordinária liberdade.

 

4. Amizade

Afeição por uma pessoa; estima, simpatia, camaradagem, companheirismo, cumplicidade, entendimento, compreensão, dedicação, bondade.

 

5. Amor

Sentimento que induz a aproximar, a proteger ou a conservar a pessoa pela qual se sente afeição ou atracção; grande afeição ou afinidade forte por outra pessoa.

 

6. Caminhos

Vias de comunicação que levam a um destino. Também utilizado para falar das várias possibilidades no nosso destino e que a vida nos coloca à frente.

 

7. Chuva

Água que resulta da condensação das nuvens. Andar à chuva é um sentimento único e revigorante e óptimo para quem está apaixonado, seja por alguém ou pela própria vida.

 

8. Coragem

Acto que exige uma enorme força interior na hora de tomar decisões ou de expressar sentimentos por alguém.

 

9. Cuidar

Quem ama cuida. Cuidar é uma das formas mais nobres de amar. Pode cuidar-se da pessoa amada, seja ela a esposa, um filho ou a mãe.

 

10. Cumplicidade

Sintonia entre 2 pessoas que se entendem e se amam. Acto que quase implica adivinhar o pensamento do outro e que possibilita viver em sintonia com alguém de quem se gosta.

 

11. Efémero

Algo que dura pouco tempo. Pode ser agradável ou desagradável, mas normalmente deixa uma sensação de bem estar. Um amor efémero pode deixar uma recordação para toda a vida.

 

12. Equilíbrio

O equilíbrio é essencial para uma vida calma e plena. Ter equilíbrio pode significar saber dar a devida importância à razão e à emoção.

 

13. Encanto

Acção de encantar, de enfeitiçar por meio de supostas operações mágicas. Coisa maravilhosa, de sedução irresistível: a festa foi um encanto.

 

14. Enternecer

Tornar-se terno ou amoroso. Acto que implica seduzir alguém e cativar alguém através do carinho. Somos responsáveis pelas pessoas que cativamos.

 

15. Epifania

É uma súbita sensação de entendimento ou compreensão da essência de algo. Também pode ser um termo usado para a realização de um sonho com difícil realização. O termo é usado nos sentidos filosófico e literal para indicar que alguém “encontrou finalmente a última peça do quebra-cabeças e agora consegue ver a imagem completa”.

 

16. Esperança

É uma crença emocional na possibilidade de resultados positivos relacionados com eventos e circunstâncias da vida pessoal. A esperança requer uma certa perseverança — i.e., acreditar que algo é possível mesmo quando há indicações do contrário. O sentido de crença deste sentimento o aproxima muito dos significados atribuídos à fé.

 

17. Felicidade

Sensação plena de alegria que pode ser efémera ou duradoura, mas que mesmo assim causa bem estar e pode deixar uma memória agradável para toda a vida. Ou pode deixar um sentimento de saudade e melancolia pelo tempo em que éramos felizes e não sabíamos.

 

18. Gentileza

Acto de ser amável com alguém, seja alguém próximo ou alguém que desconhecemos. Ser gentil com um conhecido é amar alguém, ser gentil com um desconhecido é amar a humanidade.

 

19. Honestidade

Acto de ser verdadeiro, com os outros e consigo mesmo. Ser honesto significa ser humano, significa saber ocupar o seu lugar na comunidade em que está inserido.

 

20. Honra

Acto que implica seguir valores e princípios de vida apesar das dificuldades. Manter a palavra dada e esperar que os outros também o façam.

 

21. Imprescindível

Algo ou alguém que é essencial para uma pessoa ou para uma comunidade. Um sentimento também pode ser imprescindível, especialmente se for um sentimento nobre.

 

22. Inexorável

Alguém que não cede, implacável, inflexível, rigoroso. Não ceder a tentações é ser inexorável. Não ceder a facilitismos, não ceder a chantagens.

 

23. Infinito

Algo que não acaba ou não tem fim. Um amor pode ser infinito, especialmente se for um amor de uma mãe pelos seus filhos. O espaço é também infinito, tanto que é difícil sequer imaginar a sua dimensão.

 

24. Liberdade

É a autonomia e a espontaneidade de um sujeito racional; elemento qualificador e constituidor da condição no comportamento dos humanos.

 

25. Mãe

Aquela que ama incondicionalmente, que dá a vida ao seu filho e que é capaz de morrer por ele. A mãe é alguém que nos transforma de simples carne em gente, a mãe é quem nos humaniza.

 

26. Marés

Variação poética do nível das águas do mar que sobrem e descem por causa da lua. É como se os dois, o mar e a lua, dançassem e balançassem na esperança de um dia se poderem encontrar algures.

 

27. Melancolia

É um estado emocional semelhante ao processo de luto, mas não há a perda que o caracteriza. A melancolia pode ocorrer sem haver uma causa definida.

 

28. Memória

Acto de recordar. Pode recordar-se algo bom ou algo mau mas, para bem da sua saúde mental e emocional, convém recordar apenas as coisas boas da vida e o tempo que passou com as pessoas que ama.

 

29. Metáfora

Figura de retórica em que a significação habitual de uma palavra é substituída por outra, só aplicável por comparação subentendida.

 

30. Nação

Lugar no planeta que consideramos ser a nossa casa, onde estão as pessoas que amamos e que estão juntas porque acreditam em coisas em comum e possuem uma história que os identifica.

 

31. Nascimento

Acto de passagem de algo que não existe para a vida terrena. Ou caso acredite em algo superior, acto de dar um corpo a uma alma.

 

32. Palavras

Algo que usamos para exprimir o que sentimos, embora possam também ser usadas para expressar ódio. As palavras podem ser efémeras mas deixar uma memória permanente, boa ou má.

 

33. Pátria

Algo a que pertencemos, conjuntamente com outras pessoas com as quais partilhamos uma história, cultura e sentimentos em comum. Algo pelo qual estamos dispostos a morrer.

 

34. Paz

Sentimento de segurança, seja no mundo ou seja dentro de nós próprios. A paz interior é algo que apenas se alcança quando estamos bem connosco próprios e com as pessoas que amamos.

 

35. Perfeitamente

E é amar-te, assim, perdidamente… É seres alma, e sangue, e vida em mim e dizê-lo cantando a toda a gente!

 

36. Primavera

Estação do ano em que nascem as flores e em que a Natureza nos volta a sorrir depois do frio do Inverno. Na Primavera tudo renasce e nós podemos renascer também.

 

37. Reciprocidade

Algo de dar a alguém aquilo que essa pessoa também nos dá. O amor e a amizade só funcionam se forem recíprocos. Já o ódio pode ser algo sentido apenas por uma única pessoa.

 

38. Recomeçar

Acto de voltar e tentar fazer algo que anteriormente se tinha falhado. Implica não desistir, implica ter fé em si próprio, nas pessoas ou em Deus.

 

39. Renascer

Voltar a nascer. Pode voltar a nascer depois de um trauma, depois de um acidente ou depois de ter uma epifania, a súbita constatação de uma verdade universal.

 

40. Resiliência

Capacidade de resistir contra as adversidades e as dificuldades e lutar por aquilo que se ama ou por aquilo em que se acredita. Acto de acreditar nos seus ideias, em si próprio e na capacidade de poder ser melhor.

 

41. Respeito

Sentimento essencial para se ter uma vida harmoniosa em sociedade. Respeitar os mais velhos e os outros é respeitar-se a si próprio.

 

42. Risos

Acto de sorrir de forma intensa e descontrolada. Haverá algo melhor do que assistir aos risos de uma criança a brincar na lama ou da pessoa que amamos a rir das nossas piadas?

 

43. Saudade

Diz a lenda que o termo foi cunhado na época dos Descobrimentos portugueses e do Brasil colónia, quando esteve muito presente para definir a solidão dos portugueses numa terra estranha, longe de entes queridos. Define, pois, a melancolia causada pela lembrança; a mágoa que se sente pela ausência ou desaparecimento de pessoas, coisas, estados ou acções.

 

44. Sentir

Coisa que acontece quando o coração começa a bater mais rápido e quando o nosso cérebro abandona parcialmente a razão e começa a divagar por pensamentos que nos proporcionam emoções.

 

45. Silêncio

Contrário de barulho. Situação em que duas pessoas que se amam podem estar sem se sentirem constrangidas ou pouco confortáveis. O silêncio de um olhar e o esboço de um sorriso podem ser enormes provas de amor.

 

46. Singularidades

Coisas únicas, que acontecem apenas de vez em quando e que nos fazem perceber o quão é especial a nossa vida e as pessoas que nos rodeiam.

 

47. Sublime

Excepcional. Um sentimento elevado ao limite, uma sensação plena de felicidade ou de constatação. O primeiro beijo entre 2 pessoas destinadas a viverem juntas para sempre é um momento sublime.

 

48. Ternura

Quem eu era? Quem sou e quem pareço? Se alguém hoje me espera, com certeza que mereço. Mereço ainda, amor, a tua presença, para enfrentar a vida com a ternura dos 40.

 

49. Tertúlia

Acto de conviver com os amigos enquanto se fala de assuntos banais ou mais eruditos. Falar de poesia pode ser uma boa tertúlia mas falar de futebol enquanto se bebe uma cerveja e se comem uns amendoins também pode ser.

 

50. Vida

Estar vivo é o contrário de estar morto, disse um dia uma grande filósofa. Mas a vida é muito mais do que isso. Viver é dar à nossa alma histórias para contar quando chegar a hora de passar para outro corpo.

 

4 COMENTÁRIOS

  1. Alumbramento – palavra que é a primeira vez que vejo nos meus 70 anos de vida – deveria talvez ser substituída por deslumbramento, mais bonita e conhecida.

    • A explicação estará, possivelmente, na NACIONALIDADE de quem elaborou “a Lista”. Se tiver sido um português… esteve (ou está) há muito bo Brasil. Se tiver sido um Brasileiro, é perfeitamente natural. Repare que, estes últimos, acrescentaram também ao nosso vocabulário, “ALAMBRADO”, “ENTORNO”, “ADUANA”, “SEGURIDADE” ….. que foram buscar ao castelhano vieram substituir as nossas naturais “ARAMADO” “EM VOLTA DE”, “ALFÂNDEGA”, “”SEGURANÇA” etc. etc. etc. (Daqui por mais “uns diazitos” propõem -e conseguem aprovação- para as juntar “oficialmente” ao nosso lexico- através de NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO, com a alegação de que “são a maioria”….

  2. Mãe vejo. Pai não. PORQUÊ se até “TERTÚLIA” aqui está como das mais BONITAS palavras do vocabulário português ?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here