Início Sociedade 21 actividades criativas (e educativas) para fazer com as crianças em casa

21 actividades criativas (e educativas) para fazer com as crianças em casa

Em tempo de quarentena é preciso encontrar coisas para fazer em casa com crianças. Conheça algumas sugestões para manter os miúdos ocupados.

0
coisas para fazer em casa com crianças
Arte

Iniciamos um período excepcional de isolamento nas nossas casas como medida de contenção para lidar com o coronavírus. Precisamos de muita calma e criatividade para gerir todo o tempo da melhor forma possível, sobretudo com os mais pequenos. Sugerimos-lhe assim alguns conselhos práticos, e propomos-lhe 21 ideias criativas e educativas para fazer com as crianças em casa.

Estes dias serão um grande desafio para a vida familiar, mas também podem ser uma grande oportunidade. Aproveitemos a oportunidade para co-responsabilizar as crianças, promovendo a sua participação na organização de horários e de rotinas familiares. É importante mantê-las o máximo possível, embora se precise ser flexível e ter muita paciência e empatia.

Uma estratégia participativa e útil pode ser a criação de um calendário com desenhos e horários para estabelecer quanto tempo vamos gastar nas tarefas domésticas, nas tarefas escolares, nos jogos, no trabalho (no caso de adultos que podem teletrabalhar), a dormir, nos ecrãs, etc. Neste artigo, encontrará dicas gerais para se organizar.

Além disso, acreditamos que é essencial estimular o jogo livre o maior tempo possível, pois é a partir disso que as crianças crescem e se desenvolvem de maneira mais natural e saudável.

Uma boa maneira de estimular o jogo livre é ter os espaços de jogo preparados, talvez por diferentes tipos de atividades, e colocar uma música de fundo relaxante para ajudar a fluência do jogo e a concentração das crianças.

Além destas premissas gerais, aqui pode encontrar 21 ideias criativas de atividades, jogos e experiências para tornar estes dias mais divertidos, com muitas oportunidades para aprender, crescer e conviver com bom humor:

1. Fazer trabalhos manuais

Os momentos para criar podem ser muito enriquecedores para as crianças desenvolverem a sua criatividade, a moticidade fina, a paciência e a tranquilidade. Os trabalhos manuais têm muitos benefícios. Dependendo da idade das crianças, algumas técnicas serão mais adequadas que outras.

É importante que sejam momentos de manualidades pouco direcionadas, apelando à liberdade criativa e de expressão das crianças e permitindo que elas experimentem materiais sem medo. E, como mães e pais, tentar não nos restringir muito por causa do medo de que elas fiquem sujas… teremos que nos limpar quando a atividade terminar 😉.

Podem ser propostas estratégias diferentes: (1) ou preparamos um armário, gaveta ou caixa com todos os materiais necessários para vários ofícios e que as crianças explorem todas as possibilidades, (2) ou começamos com um material inicial e todos os dias fornecemos um material novo na caixa. Desta forma, estamos distribuindo as possibilidades criativas.

Podemos usar materiais ou técnicas como: mandalas, pinturas de dedos, têmperas, aquarelas, giz, argila para modelar, cera moldável, barro, origami, decopach, purpurina, adesivos e washi tape, pulseiras com fios para bordar, lã, materiais reciclados, bonecos com meias, pintar pedras, fazer móveis com madeiras … imaginação e criatividade ao poder!

2. Álbuns de fotos

Podemos entreter as crianças mais velhas com a preparação daqueles álbuns de fotos que desejamos fazer há muito tempo e nunca encontramos tempo … podem selecionar as imagens, imprimi-las, colá-las num caderno, fazer comentários … ou então em formato digital.

Assim eles também treinam as suas habilidades digitais. Com os mais pequenos podemos preparar jogos de memória caseiros com fotos de familiares ou de amigos mais próximos.

3. Ler histórias, livros e banda desenhada

Limpamos o pó na biblioteca e incentivamos a leitura de histórias ilustradas, banda desenhada ou livros. Se os que temos em casa, já os lemos muitas vezes, podemos tentar fazer uma troca com amigos ou vizinhos, sempre evitando multidões, de acordo com as recomendações de saúde. Também podemos procurar o livro em formato digital ou comprar um online.

Também podemos procurar audiolivros em formato mp3, no Spotfy ou noutras plataformas de audiolivros online. Ouvir histórias sem ver as imagens ajuda a desenvolver a imaginação e a riqueza interior das crianças.

4. Muita música

Aproveitamos estes dias caseiros para que as crianças desfrutem da música. Ouvimos música de todos os tipos, cantamos juntos, tocamos instrumentos improvisados, criamos espaço na sala para dançar.

As crianças adoram compartilhar momentos de dança e expressão corporal com os adultos, e devemos ter em mente que ao longo do dia teremos que ir alternando entre momentos de atividades mais ativas e fisicamente intensas com momentos mais calmos. Dança e música são uma boa oportunidade.

Já jogou ao jogo das músicas encadeadas? Pode começar a praticar em família, irão ver como é divertido!

5. Compartilhamos hobbies ou passatempos

Se gosta de costura, crochê, bricolage, modelagem, puzzles gigantes ou tem outros hobbies que podem ser feitos em ambientes fechados, talvez seja hora de compartilhá-los com os seus filhos, e eles podem começar a praticar por eles mesmos.

Tenha em conta a idade deles e avalie se são atividades adaptadas que eles podem realizar com alguma autonomia e segurança. Talvez possa aprender a costurar um porta sanduiches. No Pinterest ou no YouTube, encontrará muitos tutoriais.

6. Um pouco de videojogos ou ecrãs…

Durante o dia, haverá momentos para tudo … Temos que estabelecer alguns horários para os ecrãs, dependendo da idade (incluindo videojogos, telemóveis, tablets, desenhos animados, televisão).

No caso de crianças mais jovens que ainda não conseguem ler a hora num relógio, recomendamos o uso de uma ampulheta para tornar mais visual e claro o passar do tempo. Devemos ter em conta as recomendações de especialistas, como a regra 3-6-9-12 de Serge Tisseron.

A OMS fez recomendações sobre o uso de ecrãs na infância, referindo que crianças menores de 2 a 3 anos de idade não devem usar os ecrãs ou ver TV, e que a partir dos 2 anos de idade, no máximo, uma hora por dia. Mas, além do tempo de exibição, teremos que controlar a qualidade do que eles veem ou brincam: que não haja conteúdo violento, sexista ou racista e que é apropriado para a sua idade.

7. Jogos de tabuleiro

Os jogos de tabuleiro são muito interessantes para aprofundar várias habilidades e capacidades. Recomenda-se especialmente jogos de tabuleiro cooperativos, porque eles propõem um desafio coletivo e favorecem o jogo sem violência ou competitividade.

Os jogos de tabuleiro em geral e, principalmente, os jogos cooperativos são uma ótima ferramenta educacional para promover o trabalho em equipa e habilidades como a concentração, a estratégia, etc.

8. Cozinhar em família

Cozinhar em família é muito divertido e enriquecedor. Estimula a aprendizagem e a coexistência. Se pudermos, aproveitemos estes dias para fazer todos o tipo de receitas com as crianças: saladas, bolachas, bolos, etc. E dos 8 aos 10 anos, eles podem começar a cozinhar sozinhos receitas simples e seguras.

A partir da culinária e das receitas, as crianças podem treinar a criatividade e muitas habilidades e capacidades, como a leitura, a escrita, a matemática, os volumes, os pesos, as habilidades motoras finas, … podemos treinar técnicas de culinária caseiras, fazendo iogurtes, amassar o pão ou fazer brotos de sementes para saladas.

9. Jogos de movimento ou grupo

Estes jogos são adequados para famílias numerosas ou para adultos e crianças brincarem juntos. Todos os dias devemos estimular jogos de movimento, mesmo que sejam dentro de casa. Sugermos-lhe alguns destes jogos:

  • As “escondidinhas”;
  • O “quarto escuro”;
  • Esconder objetos ou brinquedos pela a casa e brincar ao “quente ou frio”;
  • Corrida de minhoca, de cabeça para baixo, no corredor;
  • O jogo das cadeiras cooperativas;
  • O twister.

10. Fazer cabanas dentro de casa

Quem nunca sonhou com uma cabana na sala de estar quando eram pequenos? As crianças adoram as cabanas! Podemos ajudar a construí-la e depois deixá-los brincar com calma e deixar a sua imaginação correr solta, ou se forem bastante autónomos, preparamos o material e eles mesmos podem construí-la.

Podemos usar sofás, cadeiras, mesas, cobertores, camas, lençóis, caixas de papelão … as possibilidades são infinitas e o jogo e a diversão também!

11. Propor um desafio todos os dias

Podemos propor um desafio diário e até colocá-lo como um calendário de surpresas em que todas as manhãs descobrimos o desafio. Alguns dos desafios podem ser (dependendo da idade):

  • Realizar uma das atividades mencionadas anteriormente.
  • Preparar um presente caseiro para os avós ou outros parentes.
  • Fazer uma torre muito alta com todas as peças de construção que temos em casa até chegarmos ao telhado.
  • Fazer uma fila no chão feita de meias encadeadas. Quantos metros irá ter?!
  • Escrever uma carta ou fazer um desenho para um amigo da escola (e enviar-lhe por correio!).
  • Inventar uma música com uma letra divertida que fale sobre a nossa família.
  • Ordenar os brinquedos e escolher os que não usamos para dar ou vender em segunda mão.
  • Contar quantos objetos azuis existem em toda a casa.

12. Fazer yoga, meditação e relaxamento

A prática de Yoga traz muitos benefícios para as crianças: melhora a concentração, a aprendizagem, a atenção, o autoconhecimento, o controle da respiração, o relaxamento, o equilíbrio, etc.

Durante estes dias, pode estabelecer momentos em que as crianças podem praticar Yoga ou meditação. Um tapete e um guia útil são suficientes. Conhece o jogo Eduioga? Uma boa combinação de Yoga e jogo de cartas.

13. Comunicar com os amigos

Devemos ter presente que, para os nossos filhos, as amizades são muito importantes. O fato da escola estar fechada e as atividades coletivas serem limitadas por alguns dias podem fazer com que as crianças se sintam mais sozinhas ou inseguras e que suas interações sociais sejam enfraquecidas.

Podemos aproveitar os contatos do WhatsApp com outras famílias para trocar vídeos, áudios e imagens das atividades que realizamos. Certamente podemos compartilhar ideias e promover laços de amizade. A partir dos 10 anos, podemos praticar videoconferências através de diferentes plataformas para promover habilidades digitais e de comunicação.

14. Tarefas domésticas

Estes dias em casa também podem ser uma boa oportunidade para consolidar hábitos ou envolver as crianças em aspectos da vida quotidiana e das tarefas domésticas. Além de cozinhar, existem muitas outras tarefas que podem fazer com que se sintam muito úteis e responsáveis.

Podemos estabelecer critérios de quem fica responsável por cada tarefa. Dependendo da idade, eles podem ser responsáveis por: pôr e arrumar a mesa, colocar a máquina de lavar louça, lavar a louça manualmente, colocar a roupa a lavar na máquina, pendurar roupas, varrer, esfregar, limpar as janelas, limpar o pó, guardar roupas nos armários …

15. O baú dos disfarces

Podemos organizar uma caixa, baú ou armário com fantasias de todos os tipos e tamanhos para que possam experimentar. Podemos adicionar roupas e acessórios de adultos – as crianças adoram que a suas roupas fiquem grandes! Chapéus, bonés, lenços, cintos, colares, sapatos, tecidos de diferentes tamanhos e cores … vale tudo! Imaginação ao poder!

Se colocarmos o baú perto de um espelho e também juntarmos pinturas para o rosto, será ainda mais divertido!

16. Circuitos de berlindes

Os circuitos de berlindes ou bolas estimulam o desenvolvimento da criatividade e da imaginação, além de favorecer a concentração, a paciência, a organização espacial e o desenvolvimento do pensamento matemático e físico. Além disso, eles ajudam a treinar habilidades motoras finas e coordenação olho-mão.

Atualmente, existem muitas marcas comerciais de brinquedos que possuem circuitos de bola. Recomendamos aqueles que são feitos de madeira ou materiais reciclados.

Mas melhor ainda, anime-se e ajude os seus filhos a criar circuitos de berlindes caseiros e verá que se vai divertir bastante!

17. Outras criações com material reciclado

Podemos usar todos os tipos de materiais reciclados; caixas de papelão de todos os tamanhos, jornais, tetrabricks limpos, garrafas, tampas plásticas, etc, para construir objetos, brinquedos ou invenções.

Por exemplo: fazer um barco, um castelo, uma fazenda, uma cabana, uma torre, uma máscara, um carro, um foguete, bolas de malabarismo,… Usemos a nossa imaginação e a partir de materiais reciclados e um pouco de tinta e cola podemos criar de tudo um pouco!

18. Experiências científicas

As crianças podem fazer invenções científicas em casa, sob a supervisão de adultos. A partir de experiências mais ou menos simples, adaptadas à idade das crianças, elas podem descobrir e praticar princípios básicos de química, física, biologia, geologia, matemática …

Já tentou fazer um vulcão com vinagre e refrigerante? Ou então experimentar o som criando um telefone com copos de iogurte, ou plantar legumes em algodão húmido para germinar…

19. Jogos na banheira

Até aos 8-9 anos de idade, brincar e experimentar na banheira pode ser muito estimulante e divertido. No caso de crianças pequenas, devemos ser extremamente vigilantes ao tomar banho.

Mas hoje em dia podemos apelar à nossa criatividade e inventar banhos originais com bolas de sabão, ou água tingida de cores com corante alimentar, ou com música de fundo, ou com bonecos e barcos para fazer um jogo simbólico … Mas atenção, vigie o consumo de água e não encha demasiado a banheira ou com muita frequência.

20. Fazer teatro

Nalgum canto da casa, podemos montar um palco improvisado, pendurar uma cortina e incentivar as crianças a fazerem peças de teatro e desenvolverem as suas habilidades no palco.

Também podemos montar um teatro de marionetes, fazer fantoches de dedo e fazer com que inventem histórias. Os meninos e meninas maiores podem preparar um bom guião, material de decoração, roupas, maquilhagem, música, etc.

Outra opção é fazer teatro com sombras chinesas. Primeiro, teremos que recortar as formas nas cartolinas, preparar o lençol e seguir adiante com a criatividade para inventar uma boa peça de teatro.

21. Praticar a escrita criativa

Hoje em dia, há muito o que escrever … as histórias que vão surgindo e que podemos imaginar como resultado da situação excepcional que estamos a enfrentar. Podemos tirar proveito disso para despertar a nossa criatividade e começar a escrever. Teremos que ter em conta a idade das crianças e combinar desenho com escrita. Escrever ou inventar histórias é uma boa maneira de canalizar emoções; estresse, angústia … e também despertar humor e espírito crítico.

O que podemos escrever?

  • Um diário de cada dia do isolamento: podemos colar fotos ou fazer desenhos de tudo o que estamos a fazer e (dependendo da idade) das notícias do dia do seguimento da pandemia.
  • Cartas para as pessoas que amamos, especialmente os avós que estão sozinhos em casa ou confinados em residências.
  • Histórias de ficção que podemos inventar. Com crianças menores de 6 anos, podemos criar álbuns ilustrados sem letra ou com poucas letras.
  • Cómics.
  • O jogo da história encadeada: uma pessoa escreve uma frase, dobra o papel e deixa apenas uma ou duas palavras à vista, a partir das quais a outra pessoa deve continuar a história. Então a segunda pessoa volta a dobrar e deixa apenas uma palavra à vista, e assim por diante. Será uma história alucinante!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here