Início Viagens 12 fantásticos locais para visitar em Edimburgo

12 fantásticos locais para visitar em Edimburgo

Uma cidade medieval repleta de ruas bem preservadas, castelos, palácios e museus. Estes são os melhores locais para visitar em Edimburgo.

662
0
Edimburgo
Edimburgo

Conhecida como a “Atenas do Norte” por causa da sua arquitectura clássica, a cidade de Edimburgo, capital da Escócia, esconde inúmeras surpresas para quem a visita. Algumas das principais atracções turísticas de Edimburgo incluem o seu famoso castelo e a sua universidade, assim como o palácio onde a Rainha costuma passar uns dias durante o Verão. Mas quem procura ainda mais pode contemplar a Royal Mile, uma das mais clássicas ruas de Edimburgo ou a Dean Village, um pequeno recanto secreto muito perto da cidade mas com todo o charme de uma pequena aldeia. Qualquer época do ano é boa para visitar Edimburgo: há sempre muito para ver e para fazer na capital da Escócia. O seu encanto medieval, as suas ruas bem preservadas e os seus muitos museus vão fazê-lo viajar no tempo até aos tempos medievais. Estes são os melhores locais para visitar em Edimburgo.

 

1. Castelo de Edimburgo

O Castelo de Edimburgo é um dos pontos símbolos da Escócia e o ponto turístico mais importante da capital do país. Ele foi construído sobre a Castle Rock, uma rocha de origem vulcânica no alto da cidade, e por isso pode ser observado de diversos lugares de Edimburgo. Há indícios de que já em 1093 havia um castelo na Castle Rock, mas foi no reinado de David I (1142-53), que este castelo se tornou numa fortaleza real com função de proteger a cidade e o rei. Desde então o castelo mudou bastante, ganhou novas funções e novas construções foram feitas. Hoje em dia o castelo é ideal para passear e conhecer mais a fundo a história da Escócia. Uma visita pela fortaleza revela um passeio riquíssimo em cultura. Na sua área interna há diversos edifícios e salas diferentes que permitem conhecer um pouco das transformações ocorridas ao longo dos séculos e detalhes da história escocesa. Entre os destaques do lugar está a colecção de jóias.

Castelo de Edimburgo
Castelo de Edimburgo

O Castelo de Edimburgo tem atracções muito interessantes e, como são muitos lugares diferentes para visitar dentro do local, sugerimos ter pelo menos 3 ou 4 horas livres. Algumas atracções: National War Museum, The Regimental Museum, St Margeret’s Chapel, The Royal Palace, The Great Hall, The Scottish National War Memorial e Military Prision – tudo isso sem falar da vista panorâmica do castelo, da arquitectura e da área externa, onde há muitos canhões. Sugerimos ir ao lugar com calma, pedir um mapa na bilheteira e seguir conhecendo cada um dos pontos turísticos; para quem gosta de história, todos eles são muito interessantes.

 

2. Palácio Holyroodhouse

Palace of Holyroodhouse, também conhecido como Holyrood Palace é o palácio oficial da monarquia britânica na Escócia desde o século XVI. O palácio fica localizado na Royal Mile, na ponta oposta ao Castelo de Edimburgo. Todos os anos no início do Verão (entre final de Junho e começo de Julho), a rainha Elizabeth costuma ficar no palácio, que é a sua residência principal no país. As origens do Palácio Holyroodhouse residem na fundação de uma abadia agostiniana em 1128 pelo rei David I. No entanto, esta primeira igreja tornou-se muito pequena para comportar o número de fiéis. Entre os anos de 1195 e 1230, foram adicionados extensos edifícios monásticos, incluindo claustros, uma casa capitular, um refeitório e quartos. No século XVI, o rei James IV decidiu converter o local num palácio. O seu sucessor, James V, fez diversas ampliações e melhorias no palácio. As obras tiveram início em 1528 numa enorme torre rectangular, arredondada nos cantos, para fornecer novos quartos reais no canto noroeste do Palácio.

Palácio Holyroodhouse
Palácio Holyroodhouse

Durante o reinado de James VI foram realizadas extensas reparações ao Palácio, e os jardins foram ampliados e melhorados. O Palácio e a Abadia foram renovados ainda mais em 1633 para a coroação escocesa do filho de James, Charles I. Em 1650, houve um incêndio na área leste do Palácio durante a chegada de Oliver Cromwell e seus soldados. Depois disso, as partes ao leste do Palácio foram efectivamente abandonadas. As partes restantes foram usadas como quartéis e um bloco de dois andares foi adicionado à área oeste em 1659. Em 1966, a monarquia foi restaurada e Holyroodhouse voltou a ser um palácio real sob comando de Charles II. O rei solicitou diversas reformas, melhorias e construções. Em 1679, o Palácio tinha sido reconstruído, em grande parte na sua forma actual.

 

3. Dean Village

Dean Village é uma agradável aldeia situada nas margens do rio Water of Leith. Foi fundada no século XII pelos frades da Abadia de Holyrood. Dean Village (“dene” em escocês significa “vale profundo”) foi um lugar próspero durante mais de 800 anos. Na região, havia onze fábricas que trabalhavam com os moinhos de água situados no rio Leith. O comércio de Dean Village sofreu uma notável redução até chegar ao ponto de se tornar um lugar pobre e decadente na década de 1960.

Dean Village
Dean Village

Dez anos depois, ao se dar conta de que era um lugar agradável muito perto da cidade, a zona começou a ser recuperada e se tornou uma das regiões residenciais mais desejadas. É muito agradável dar um tranquilo passeio por Dean Village, situado a poucos metros do centro da cidade. Uma pequena ponte sobre o rio e as belas casas de pedra que se conservam desde o século XVII formam uma paisagem encantadora, além de estar cheia de lugares turísticos nos arredores, como Water of Leith, Galeria Nacional Escocesa de Arte Moderna ou o Cemitério de Dean.

 

4. Museu de Edimburgo

O Museu de Edimburgo está localizado em um cenário de luxo, uma enorme mansão do século XVI conhecida como Huntly House. A casa também é conhecida como “A Casa Falante” (The Speaking House) pelas inscrições em latim que apresenta em sua fachada. O enorme edifício do museu abriga diferentes objectos relacionados com a história de Edimburgo, como alguns objectos de cristal, cerâmica e prata, além de alguns objectos extraordinários, como os mapas originais da cidade nova ou uma maquete da cidade velha que data da época de Maria Stuart (Maria I da Escócia).

Museu de Edimburgo
Museu de Edimburgo

Existe uma pequena exposição dedicada ao famoso cachorro Greyfriars Bobby, que se tornou herói nacional depois de ficar ao lado do túmulo do seu dono durante mais de uma década. A Huntly House está cheia de ambientes carregados de informações relevantes sobre a evolução da cidade ao longo dos séculos, mas, além das exposições, o edifício também merece ser visto por sua beleza antiga. O museu está em frente ao curioso People’s Story Museum e do Cemitério de Canongate, onde descansam os restos de Adam Smith.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here