Início Cultura As 8 maiores (ou melhores) batalhas da história de Portugal

As 8 maiores (ou melhores) batalhas da história de Portugal

A nossa História militar é rica em batalhas e guerras, e felizmente tendo em conta a escassa população Portuguesa e a constante falta de recursos naturais e monetários, lá conseguimos derrotar exércitos inimigos muitas vezes mais numerosos e equipados que o nosso. Este post apenas foca as vitórias Portuguesas conseguidas em Portugal.

17863
1
Nuno Álvares Pereira na Batalha de Aljubarrota

Quais foram as maiores batalhas travadas em Portugal? Poucos países se podem gabar de ter uma história repleta de batalhas onde exércitos com poucos soldados venceram grandes batalhas. Ao longo de vários séculos, Portugal travou diversas batalhas na tentativa de conquistar ou solidificar o seu território, a grande maioria das quais contra os mouros, contra os castelhanos e contra os franceses. Além disso, Portugal travou ainda diversas batalhas navais durante a época dos Descobrimentos com o intuito de consolidar o seu império. Em quase todas essas batalhas, os portugueses estiveram em inferioridade numérica mas saíram vencedores, muito à custa do seu engenho e da suas superiores técnicas militares. Estas foram as maiores batalhas travadas pelos portugueses.

 

1. S. Mamede (1128)

mamede
D. Afonso Henriques defronta o exército de D. Teresa (a sua própria mãe), esta batalha é importante pois permitiu expulsar do Condado Portucalense a influencia Leonesa e aumentar o prestigio de Afonso Henriques;

 

2. Ourique (1139)

batalhaourique (1)
D. Afonso Henriques começa a conquistar território a Sul e em 1139 defronta um exército Mouro muito superior, composto por 5 reinos aliados. Felizmente esta aliança tinha problemas internos e o nosso primeiro Rei tomou partido disso;

 

3. Atoleiros (1384)

atoleiros
Esta é pessoalmente a melhor batalha, pois os Portugueses contavam com apenas 1 600 homens (liderados por D. Nuno Álvares Pereira) e os Castelhanos com cerca de 6 000. A táctica usada pelos Portugueses foi tão eficaz que Castela sofreu pesadas baixas enquanto que do lado Português não se registou uma única morte… nem um único ferido!

 

4. Aljubarrota (1385)

Batalha_de_Aljubarrota_02
É talvez a batalha mais importante da História Portuguesa, Os Portugueses contavam com 6 500 homens mais 600 aliados Ingleses. Os Castelhanos (aliados aos Aragoneses, Italianos e Franceses) contavam com 31 000 homens (mesmo para os padrões da altura era um grande exército). Mais uma vez foi comprovada a eficácia das tácticas de D. Nuno Álvares Pereira: baixas Portuguesas – 1 000, baixas Castelhanas – 10 000.

 

5. Linhas de Elvas (1659)

linhaselvas
Portugal luta para ser reconhecida a sua independência após 60 anos de domínio Espanhol. Os Portugueses contavam com cerca de 10 900 homens, enquanto que Espanha enviou cerca de 19 000 soldados. As armadilhas criadas no campo de batalha e as tácticas utilizadas resultaram em 13 700 baixas Espanholas e apenas 200 Portuguesas;

 

6. Ameixial (1663)

ameixial
O exército Espanhol estava moralizado pois tinha vindo a conseguir algumas vitórias em escaramuças com os Portugueses, e decidiu passar a uma grande ofensiva com cerca de 22 000 homens, mas sofriam de falta de abastecimentos e este facto acabou por ditar a vitória dos Portugueses que juntaram um exército de 20 000 soldados, dos quais se perderam apenas 2 000 contra as 4 000 baixas Espanholas, além de terem sido feitos 3 500 prisioneiros;

 

7. Vimeiro (1808)

Vimeiro_Centro_Interpretacao_Batalha_LG_DSC_0088
Esta batalha marca o fim da 1ª Invasão Francesa, o exército de Napoleão contava com 13 500 soldados mas não foram suficientes para vencer os 18 778 da aliança Luso Britânica, apesar de esta ser uma batalha com números favoráveis a Portugal (o que lhe retira algum brilho) é de realçar que apenas se perderam 135 homens contra os 1 400 Franceses;

 

8. Buçaco (1810)

batalha-buçaco
Aqui já estamos na 3ª Invasão Francesa, os Franceses lançam um grande ataque de 65 000 homens liderados pelo melhor general de Napoleão, Massena, contra 50 000 homens da aliança Luso-Britânica. Apesar de nenhum dos lados ter tido baixas extremamente pesadas, tendo em conta o numero de soldados envolvidos (1 250 aliados contra 4 500 Franceses), esta batalha marca o inicio do fim das Invasões.

1 COMENTÁRIO

  1. Deixemo-nos de miserabilismos e da pequenez inculcada pelos nossos incompetentes e ineptos governantes de modo a, lembrados do passado, voltarmos a ser GRANDES… como sempre fomos…
    VIVA PORTUGAL.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here