Início Viagens Uma casa portuguesa, com certeza…

Uma casa portuguesa, com certeza…

Não há um modelo único que possa caracterizar a casa tradicional portuguesa. São muitos os formatos e materiais utilizados, com tradições pelo país fora, que o tijolo e o cimento vão fazendo desaparecer.

0

As condições climáticas determinam o estilo arquitectónico, mais soalheiras no litoral e abrigada nas zonas húmidas e frias, com terraços do tipo árabe no Algarve ou com o telhado em agulha para não reter a neve como sucede na Dinamarca.

Foto: Joana Dias
Foto: Joana Dias

Em função da orientação predominante dos ventos, a forma e altura das chaminés. Ou ainda, para desfrutar da paisagem, as varandas alpendradas no piso superior mais a norte ou as casas térreas, indiferentes à monotonia dos campos mais a sul.

Foto: Sandra Dias
Foto: Sandra Dias

A casa era originariamente construída com os materiais existentes no local pois os meios de comunicação e transporte não permitiam ainda que fosse de outra forma. Assim sendo, encontramos a lousa nos telhados das aldeias transmontanas e o colmo nos antigos casebres do Minho, as casas de xisto na serra da Lousã ou as palafitas nas aldeias avieiras.

Foto: António Sousa
Foto: António Sousa

A sua concretização exigia o emprego de natural engenho na colocação dos materiais, na concepção das estruturas, o conhecimento da resistência e durabilidade dos materiais e da forma de aproveitamento para o fim em vista.

Foto: Suzana Costa
Foto: Suzana Costa

Consoante as necessidades que determinam a dimensão e ordenamento dos espaços, a sua volumetria e funcionalidade, assim se teria de conceber pilares e traves que permitissem a sua construção. Sobretudo no Minho, a casa tradicional do lavrador possuía os estábulos do gado – ali designados por cortes – no piso térreo, constituindo simultaneamente um sistema de aquecimento centralizado de toda a habitação.

Foto: Rick Wilhelmsen
Foto: Rick Wilhelmsen

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here