Início Cultura Portunhol: o estranho português falado no Uruguai

Portunhol: o estranho português falado no Uruguai

A língua portuguesa viajou pelo mundo e quando chegou ao Uruguai... misturou-se com o Espanhol. O resultado é o fantástico Portunhol.

2247
0
Uruguai

A língua portuguesa viajou pelo mundo durante a época dos Descobrimentos e transformou-se num idioma global e oficial de vários países. No entanto, há também vários dialectos que descendem do português. Eles são comuns sobretudo na África e na Ásia, em várias pequenas comunidades, e alguns estão ameaçados de extinção. Mas existem dialectos de origem portuguesa também na América do Sul. Um desses dialectos é o portunhol falado na fronteira entre o Uruguai e o Brasil. Estima-se que seja um dos dialectos portugueses com mais falantes. Até há bem pouco tempo, era motivo de gozo e esteve ameaçado pelas autoridades, que o viam como um idioma impuro, incorrecto e utilizado por pessoas de classe baixa e com pouca educação. No entanto, nos últimos anos, tem vindo a ganhar notoriedade e vários defensores.

Uruguai
Uruguai

Da mesma forma que a Bélgica, o Uruguai estabeleceu-se como um estado amortizante entre duas nações importantes, Brasil e Argentina, na vizinhança da desembocadura do rio da Prata e no ponto da confluência dos rios Paraná e Uruguai. Logo após a independência uruguaia alcançada em 1828, o país contava com uma escassa população de 75.000 pessoas. Montevideu, a capital, era a única cidade. A população restante era dispersa entre a região noroeste de falantes de português e a região sul de falantes de espanhol.

Uruguai
Uruguai

Embora hoje em dia o Uruguai seja reconhecidamente um país falante de espanhol, um exame mais de perto revela resquícios do bilinguismo colonial que também contribuiu para a formação de uma identidade nacional. A formação da identidade nacional uruguaia ocorreu quase como um acidente da sua própria história, primeiramente como a ‘província perdida’ dos seus poderosos vizinhos e mais tarde no seu papel de estado-tampão.

Uruguai
Uruguai

No Uruguai a língua oficial foi determinada pela política do governo central de favorecer uma língua– o espanhol – sobre a língua competidora, o português. A rivalidade centenária entre a Espanha e Portugal foi transferida para o Novo Mundo. As fronteiras mal definidas e contestadas entre os impérios da Espanha e de Portugal já eram um objecto de disputa desde o acerto da ‘Divisão do Mundo’ entre os dois poderes ibéricos com o apoio do Papa, através do Tratado de Tordesilhas de 1494.

Uruguai
Uruguai

Enquanto que a introdução do espanhol nas escolas públicas ocorreu de uma forma lenta e gradual, o português continuou a ser falado no meio rural na fronteira norte com o Brasil. A importância local do português era considerável devido ao contrabando de gado e à importação de frutas tropicais e subtropicais do Brasil, que abastecia a região de uma forma bem mais eficaz do que Montevideu. À medida que as pessoas das zonas rurais foram migrando da parte norte para a cidade, os lusismos (palavras e expressões do português ou equivalentes das mesmas em espanhol) foram infiltrando-se na fala popular de Montevideu.

Uruguai
Uruguai

O recém completado ‘Atlas Linguístico do Uruguai’ confirma a existência de uma faixa de 25 km de largura ao norte do Uruguai onde uma boa parte da população é bilíngue ou fala um dialecto local formado pela mistura de espanhol e português designado como ‘portunhol’. Muitos linguistas insistem em diferenciar o dialecto ‘Portunhol’ da faixa norte do Uruguai com a mistura do português e espanhol também conhecida como ‘Portunhol’. Entretanto, tal distinção nem sempre é fácil de se perceber quanto mais de compreender. O facto de haver melhores oportunidades de educação formal no lado brasileiro somado à presença de diversas estações de televisão brasileira na região da fronteira têm contribuído para a tendência da população uruguaia não só de manter o dialecto ‘portunhol’ mas também de aprender um pouco do português brasileiro.

Uruguai
Uruguai

O uso do dialecto ‘portunhol’ no Uruguai é também vista como uma tentativa dos uruguaios de reforçar a sua identidade nacional. No caso particular dos jovens o ‘portunhol’ não só serve para diferenciá-los dos seus poderosos vizinhos argentinos mas também como uma forma de rebeldia contra a política governamental de ‘falar o espanhol correcto’. Diversos ministros da educação do Uruguai já declararam o ‘portunhol’ como sendo um dialecto ‘vulgar’ ou ‘de classe baixa’ e que a política do ministério é assegurar que tanto o espanhol quanto o português, sejam ensinados e bem falados conforme os respectivos padrões.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here