Início Viagens Portugal: 24 aldeias que deve visitar pelo menos 1 vez na vida

Portugal: 24 aldeias que deve visitar pelo menos 1 vez na vida

Não são uma, nem duas, nem dez... São 24 aldeias para visitar em Portugal pelo menos uma vez na vida. Locais fantásticos que não pode perder.

627437
10

7. Gimonde 

Situada no concelho de Bragança, Gimonde oferece a quem o visita o melhor e o mais genuíno da terra fria transmontana, sempre com o calor humano e a arte de bem receber dos seus habitantes.

Gimonde
Gimonde

As paisagens soberbas, a riqueza patrimonial e o pitoresco do quotidiano rural fazem de Gimonde o sítio ideal para uma escapadela de fim-de-semana ou férias, em total comunhão com a natureza.

 

8. Rio de Onor

Abrangendo uma área considerável, incluída no perímetro do Parque Natural de Montesinho, Rio de Onor partilha o nome com o rio que a atravessa, no sentido norte-sul, tornando-se posteriormente tributário do Sabor.

Rio de Onor
Rio de Onor

Rio de Onor subsiste ainda como aldeia comunitária. Este regime pressupõe uma partilha e entreajuda de todos os habitantes, nomeadamente nas seguintes formas: Partilha dos fornos comunitários; Partilha de terrenos agrícolas comunitários, onde todos devem trabalhar; Partilha de um rebanho, pastoreado nos terrenos comunitários.

 

9. Montesinho

Aldeia típica transmontana, situada nos contrafortes da Serra de Montesinho, em pleno Parque Natural de Montesinho e a cerca de 1030m de altitude. Esta aldeia típica transmontana tem sido progressivamente recuperada, para o seu aproveitamento turístico.

Montesinho
Montesinho

Montesinho é pobre em recursos agrícolas, mas rico em recursos agro-pecuários. O cabrito de Montesinho é um dos seus produtos mais afamados, criado nos montes circundantes ao vento e ao frio rigoroso do Inverno e nos calores ásperos do verão.

 

10. Linhares da Beira (Celorico da Beira)

Situada na vertente ocidental da Serra da Estrela, Linhares da Beira terá tido origem num castro lusitano. De facto, os Montes Hermínios (era este o nome lusitano da Serra da Estrela), com as suas pastagens, abundância de águas e o enquadramento protector da montanha era um dos locais habitados por esta tribo ibérica, de que muitos portugueses se consideram descendentes.

Linhares da Beira

O linho, que foi noutros tempos uma das culturas importantes da região, estará na origem do nome Linhares, literalmente campo de linho.

 

11. Cabeça (Seia)

Em plena serra da Estrela encontramos a aldeia de Cabeça, uma pitoresca aldeia onde predomina o casario em xisto, um local repleto de encantos e histórias que vale a pena desvendar.

Cabeça
Cabeça

Possui duas igrejas (São Romão e Paroquial) e duas capelas (Santo António e Nossa Senhora da Nazaré). Devido ao crescimento da população a antiga igreja paroquial, cujo o seu orago é São Romão, deixou de servir construindo-se então a actual Igreja Paroquial. A capela da N.S.ª da Nazaré data de 1900 e fica aproximadamente a 500m da povoação.

 

12. Vasco Esteves de Cima (Seia)

Situada na freguesia de Alvoco da Serra, Seia. Várias foram as suas designações para o distinguir do seu homónimo: Vasco Esteves do Cabo, de lá, d’ Alem e finalmente Vasco Esteves de Cima.

Vasco Esteves de Cima
Vasco Esteves de Cima

Vasco Esteves deve ter sido um rico proprietário que desbravou, valorizou e transformou a agricultura e pecuária desta zona, impondo-se pelo seu dinamismo, e espírito de iniciativa aos outros casais. Com um perfil de chefia reconhecido por todos. O topónimo será assim a expressão da admiração que lhe votaram os seus contemporâneos e descendentes.

10 COMENTÁRIOS

  1. Aldeia de Soajo conheci há já 4 anos tal como freguesia de Lindoso, são áreas maravilhosas pelas características que nos revelam e,
    com população carinhosa.

  2. Gostava de acrescentar Quintandona (lagares-penafiel) incorpora o projeto Aldeias de Portugal. Apesar de estar próxima de centros urbanos a sua arquitetura rural está preservada ou restaurada o que torna uma aldeia cheia de encantos! Principalmente aquando a festa do Caldo normalmente realizada n/a meados de Setembro 🙂

  3. Faltam todas as do Alentejo!
    A começar pela bela Bela Ouguela – Campo Maior

    Ó Bela Cidade de Ouguela,
    Dá Vistas à Lapagueira
    Mal empregada Cidade,
    Estar em Tamanha Ladeira

    Quando Vejo vir,
    Carros à meio ladeira
    Lembram-me as moças de Ouguela,
    Espanholas da Lapagueira!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here