Início Viagens Portugal: 12 locais paradisíacos que (quase) ninguém conhece

Portugal: 12 locais paradisíacos que (quase) ninguém conhece

São 12 locais paradisíacos de Portugal que (quase) ninguém conhece. E porque é muito mau não conhecer o nosso próprio país, descubra quais são.

356778
3
Gimonde (Bragança)

Longe das multidões, longe do turismo de massas, longe dos guias turísticos… Portugal tem ainda muitos recantos secretos por descobrir, desconhecidos da maioria dos turistas. São pequenos recantos que a maioria das pessoas ainda não descobriu e, talvez por isso mesmo, ainda conseguem manter a magia original e encantar quem os visita. Visitar estes lugares é, em alguns casos, regressar ao passado, regressar às origens do nosso povo. Em outros casos, é como entrar num mundo à parte, num local que parece saído de um conto de fadas. Do Minho ao Algarve, dos Açores à Madeira, descubra 12 locais paradisíacos que (quase) ninguém conhece.

 

1. Santa Susana (Alcácer do Sal)

Com arquitectura tipicamente alentejana, a aldeia de Santa Susana destaca-se pela presença de casinhas de rés-do-chão, todas caiadas de branco com barra azul e grandes chaminés. Localizada entre duas ribeiras, afluentes da margem direita da ribeira de Alcáçovas, está distanciada da sede do concelho por 15 km.

Santa Susana

Na sua envolvência tem ainda a barragem do Pego do Altar, obra hidro-agrícola, mandada edificar no Estado Novo que, além de regar os arrozais do concelho de Alcácer do Sal, constitui um espaço de lazer e descanso.

 

2. Piódão

A Aldeia de Piódão é considerada uma das mais bonitas do País, classificada como “Aldeia Histórica de Portugal“. Situada no Centro do País, pertencente ao concelho de Arganil, na encosta da bonita Serra do Açor. As suas típicas casas de xisto e lousa, com janelas em madeira de azul pintadas, descem graciosamente a encosta da serra, formando um anfiteatro nesta íngreme serra, sendo por muitos apelidada de “aldeia presépio”.

Piódão – Alfredo Mateus

Piódão é uma aldeia serrana, de feição rural, e acessos difíceis, um excelente exemplo de como o ser humano se adaptou ao longo dos séculos aos mais inóspitos locais. A natureza envolvente está quase que em estado puro, observando-se pela região diversas espécies de fauna e flora típicas do local.

 

3. Foz d’Égua

Bem no alto da serra do Açor, na estrada da Aldeia do Piodão e depois de passar a Aldeia de Chãs de Éguas podemos encontrar este belíssimo oásis natural. Um pequeno açude que foi sendo criado com a bifurcação das ribeiras de Chãs e do Piodão, e que resultou numa paisagem sem igual, como podemos ver pelas imagens.

Foz d’Égua – Rui Videira

Em Foz D’ Égua para além das casas rústicas, damos um destacamos sem dúvida esta piscina natural, local lindíssimo onde se encontram a bela ribeira do Piódão e a ribeira de Chãs d’Égua, que correm para o rio Alvôco. Local ideal para recuperar energias. Banhar-se no alto da serra, nestas águas limpas e claras faz-nos rejuvenescer…

 

4. Monsanto

Cravada na encosta de uma grande elevação escarpada, Monsanto ergue-se num repente altivo, com o seu casario de granito que, ao mesmo tempo, se destaca e confunde com os penedos. A aldeia, eleita em 1938 a mais portuguesa de Portugal, conserva intacto o característico traçado popular das aldeias beirãs. A ocupação humana do lugar regista-se desde os tempos do Paleolítico, sendo que no sopé do monte foram encontrados vestígios de um castro e de termas, provavelmente da época romana. A aldeia foi conquistada por Afonso Henriques, sendo doada pelo monarca aos Cavaleiros Templários, que aí ergueram o primitivo castelo. A coroa intentou fixar a população naquele lugar íngreme e de difícil acesso, e ao longo da Idade Média Monsanto foi um importante centro regional de comércio.

As 5 aldeias mais bonitas de Portugal
Monsanto

Nas épocas que se seguiram a aldeia foi perdendo a sua importância e, gradualmente, diminuiu também o aglomerado populacional, embora a sua utilização como inexpugnável posto de defesa da região se tenha mantido até ao século XIX. Porém Monsanto nunca perdeu a aura de aldeia medieval, sendo talvez esta a sua característica mais marcante. Perca-se por entre as suas ruelas íngremes, desenhadas por casas de pedra embutidas nas pedras e quintais verdejantes, e suba em direcção ao topo do monte. Entre pelas portas do castelo, apreciando a sua imponência, percorra as muralhas e detenha-se a apreciar a magnífica paisagem que o rodeia.

3 COMENTÁRIOS

  1. Lindo demais amo ver coisas dos meus antepassados. Gostaria de ver mas fotos de Means de cima e da cidade de carapetos.bjsss obrigado a tds que postam essas fotos maravilhosas.

  2. Portugal é Lindo. Há muita gente que faz as mais variadas criticas turísticas, sem conhecer. Procurem conhecer aquilo que temos merecedor de uma visita.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here