Início Viagens Os 6 monumentos mais bonitos do Alentejo

Os 6 monumentos mais bonitos do Alentejo

Na terra que prima pela beleza da simplicidade, estão alguns dos mais antigos e interessantes monumentos do país. Os 6 monumentos mais bonitos do Alentejo.

16275
0
Templo Romano de Évora
Templo Romano de Évora

 

Quem disse que o Alentejo era apenas uma planície ondulante? Nesta que é uma das mais belas regiões de Portugal ficam alguns dos mais bonitos, antigos e interessantes monumentos do país. No Alentejo existe uma grande variedade de construções históricas, fruto dos povos que por aqui passaram, desde os romanos aos mouros, sem esquecer os povos da pré-história que aqui habitaram, nomeadamente os Sefes ou os Cónios. Viajar pelo Alentejo é encontrar uma enorme variedade de paisagens e contactar com a gentileza das suas gentes, mas se o seu maior interesse é a história, venha daí conhecer os monumentos mais bonitos do Alentejo.

 

1. Capela dos Ossos (Évora)

Capela dos Ossos de Évora- Steve Wong
Capela dos Ossos de Évora- Steve Wong

Um dos símbolos de Évora, a Capela dos Ossos encontra-se no interior da Igreja de São Francisco e foi construída no século XVII. As paredes forradas com ossos e caveiras – estimadas em 5000 – pretendem transmitir a mensagem da transitoriedade da vida. No século XVI, havia 42 cemitérios monásticos na cidade. Ocupavam um espaço muito grande, e pensava-se em um modo de aproveitar essa área para outros fins.

 

2. Cromeleque dos Almendres

Cromeleque dos Almendres
Cromeleque dos Almendres

O Cromeleque dos Almendres, que se localiza na freguesia de Nossa Senhora de Guadalupe, no concelho de Évora, Distrito de Évora, em Portugal. Constitui-se num círculo de pedras pré-histórico (cromeleque) com 95 monólitos de pedra.

 

3. Paço Ducal de Vila Viçosa

Vila Viçosa
Vila Viçosa

O Paço Ducal de Vila Viçosa é um edifício monumental cuja construção se iniciou em 1501, por decisão do quarto Duque de Bragança, D. Jaime. As campanhas de engrandecimento e melhoramento sucederam-se ao longo dos séculos XVI e XVII, conferindo ao edifício a dimensão e as características actuais – a fachada com 110 metros de comprimento é única na arquitectura civil portuguesa e revela inspiração clássica.

 

4. Templo Romano de Évora

Templo Romano de Évora - Rui Cunha
Templo Romano de Évora – Rui Cunha

O denominado Templo de Diana, embora o seu nome correcto seja Templo Romano de Évora, é um santuário que não terá sido dedicado à deusa romana da caça mas, provavelmente, ao culto do imperador. Datado do século I ou II d. C., este templo romano de Évora é o maior exemplo da arte religiosa romana em Portugal, revelando grande equilíbrio e harmonia de linhas clássicas, próprias da arte greco-romana, apesar das destruições e depredações de que foi alvo ao longo de séculos.

 

5. Castelo de Évoramonte

Castelo de Évoramonte
Castelo de Évoramonte

O castelo de Évoramonte, contrastando com a leitura da aparente fragilidade da espessura das muralhas, devido à sua extensão, impõem-se cinco imensos bastiões de desenho italiano, de traçado cilíndrico, colocados em grande conformidade com as novas teorias de defesa com artilharia, que se desenvolviam no Europa do Sul, em especial no Norte da Itália.

 

6. Nossa Senhora de Aires (Viana do Alentejo)

Nossa Senhora de Aires
Nossa Senhora de Aires

O Santuário de Nossa Senhora de Aires, nos arredores de Viana do Alentejo destaca-se na paisagem, ao dominar uma formosa planície, constante de alegres e férteis terras cultivadas, e que pela sua salubridade e amenidade se lhe deu, em tempos remotíssimos, o nome de Era, que significa Ar (Pinho Leal, vol.X, 1873/1890), Artisticamente, deve ser considerado um dos conjuntos do barroco alentejano, do século XVIII, mais interessante e de maior visibilidade.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here