Início Viagens Os 15 locais mais bonitos do Minho

Os 15 locais mais bonitos do Minho

É uma das mais antigas e genuínas províncias de Portugal e dela fazem parte lugares de encantar. Conheça os 15 locais mais bonitos do Minho.

414790
7

13. Rouças

A Gavieira está totalmente inserida na área protegida do Parque Nacional da Peneda-Gerês. Os aglomerados populacionais compõem cinco Brandas. Os habitantes do lugar de Peneda e Beleiral dispõem da Branda da Bouça dos Homens (1000 a 1050 metros); o lugar da Gavieira as Brandas de Benzgalinhas (1000 a 1100) e São Bento do Cando (900 a 950), Rouças as brandas da Junqueira (1000 a 1050) e Grobelas (950 a 1000).

percursos pedestres no Gerês
Rouças – Gavieira

As Brandas ou Verandas constituem, com as Inverneiras, um curioso fenómeno de ocupação humana do espaço natural envolvente. Através do sistema das Brandas e das Inverneiras, duas áreas distintas dum território são ocupadas e exploradas em paralelo por uma mesma comunidade humana, a qual, em complementaridade, ocupa alternadamente e de acordo com o calendário de mudança das estações, ora uma área ora outra.

Rouças – Rui Videira

As Brandas e as Inverneiras pertencem à modalidade de lugares móveis ou de transumância, ligada à situação geográfica e às características climáticas. Tradicionalmente as Brandas eram áreas de pastagens onde se fixavam os pastores com os seus rebanhos durante o verão.

 

14. Estorãos

Estorãos é uma pequena aldeia minhota situada a cerca de seis quilómetros de Ponte de Lima onde corre a ribeira que lhe dá o nome. As águas vindas do alto da serra de Arga serpenteiam no meio de pinheiros, vinhas e campos estrumados criando pequenos lagos e represas onde trutas e lampreias se escondem de turistas e pescadores.

Estorãos – Rui Videira

A paisagem é magnífica. O recorte azulado e sombrio da serra contrasta com o verde dos campos e as cores outonais das vinhas e searas criando verdadeiros jardins que pedem muitos passeios e descobertas rústicas. De cada lado da ribeira várias casas de granito e outras mais modernas formam uma pequena aldeia ligada por uma velha ponte românica. Do lado direito da ponte, um moinho de pedra com a roda de madeira intacta parece uma sentinela nas águas calmas próprias dos dias em que não chove.

Estorãos – Ponte de Lima

O Moinho de Estorãos é uma velha construção de granito encostada à ponte sobre o rio Estorãos. A data da sua construção é desconhecida mas pensa-se ser dos finais do séc. XVIII. Em 1868 foi vendida pelo Conde de Bertiandos à família para moagem de cereais, serração de madeiras, actividades que cessaram em 1965 e 1940 respectivamente. Em 1983 foi reconstruída, mantendo o seu aspecto original, sendo no entanto o seu interior remodelado, a fim de se tornar uma vivenda agradável. Privilegiado pela natureza, situa-se junto ao rio e a uma ponte romana, motivo que tem merecido a atenção de fotógrafos, cineastas, pintores e outros artistas.

 

15. Castro Laboreiro

Castro Laboreiro pertence ao concelho de Melgaço e situa-se no Parque Nacional da Peneda-Gerês. Possui um dos mais ricos patrimónios pré-históricos do país que reúne gravuras e pinturas rupestres, 120 Dólmenes (datados de há 5000 anos) e Cistas (monumentos megalíticos funerários).

percursos pedestres no Gerês
Castro Laboreiro

Esta aldeia possui um património histórico e arquitectónico de grande riqueza, destacando-se um tipo próprio de construções castrejas existentes em Castro Laboreiro, o Castelo de Castro Laboreiro – classificado como monumento nacional, a Igreja Matriz de Castro Laboreiro, o Pelourinho de Castro Laboreiro, datado do século XVI, classificado como imóvel de interesse público; igrejas medievais, os fornos comunitários, os espigueiros e os moinhos.

Castro Laboreiro
Castro Laboreiro

Visite o Núcleo Museológico de Castro Laboreiro e fique a conhecer os hábitos, costumes e tradições das gentes da terra. É uma região de grande beleza, serpenteada pelo rio Laboreiro, que é atravessado por inúmeras pontes representativas das épocas romana ou medieval, das quais sobressaem a Ponte da Dorna, a Ponte da Capela, a Ponte Nova ou da Cava Velha e a Ponte Velha. Fique alojado numa das unidades de turismo de Castro Laboreiro, algumas delas casas típicas castrejas recuperadas que convidam a uma estadia relaxada em contacto com a natureza: não faltam recantos naturais para desvendar!

7 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns! A página é maravilhosa! Cada dia que leio e vejo as fotos que postam, fico mais apaixonada por esse país! Tudo é tão romântico, tão impecavelmente preservado… me encantam e me dão vontade de estar em cada linda aldeia destas que acabei de ver e ler sobre elas. Estive em Lisboa, mas infelizmente de passagem, pois era conexão para a Suiça; mesmo assim o que pude vislumbrar do avião me fez querer voltar para conhecer Portugal com calma e tempo. Com certeza uma oportunidade surgirá! Abraços

  2. pAIS MARAVILHOSO QUE NOS SURPREENDE E FASCINA COM SUAS PAISAGENS TÃO LINDAS E DIVERSAS !! NOS ENCHE A ALMA DE ORGULHO POR SABER QUE NOSSOS ANTEPASSADOS FIZERAM PARTE , DE SUA TÃO RICA E BRAVA HISTÓRIA !!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here