Início Sociedade Os 12 municípios mais ricos de Portugal

Os 12 municípios mais ricos de Portugal

São dados do INE e permitem concluir que, mesmo com surpresas, a riqueza está distribuídas de forma muito desigual. Os 12 municípios mais ricos de Portugal.

231776
4

6. São João da Madeira (índice 130.12)

São João da Madeira ocupa um lugar de destaque no mapa empresarial português. Conhecida em particular pela sua forte indústria do calçado – sendo detentora da marca “Capital do Calçado” – , a cidade caracteriza-se por uma grande diversidade empresarial, exportando produtos de qualidade para os quatro cantos do mundo, fruto do dinamismo e capacidade inovadora de todos quantos vivem e trabalham na única freguesia do concelho.

São João da Madeira
São João da Madeira

Integrada na Área Metropolitana do Porto desde 2004, a cidade – a segunda maior do Distrito de Aveiro – vê a sua população de cerca de 22 mil habitantes praticamente duplicar quando se contabilizam os residentes noutros pontos da região que diariamente rumam ao Município para exercerem a sua profissão, fazerem as suas compras ou tratarem dos mais diversos assuntos. São João da Madeira orgulha-se de ser conhecida como a Cidade do Trabalho, mas passou a ser reconhecida também pela qualidade de vida, sendo de destacar o facto de ter sido distinguida em diferentes estudos como uma das melhores para se viver em Portugal. Em 2010, conquistou mesmo o 1.º lugar num estudo efectuado pelo Instituto de Tecnologia Comportamental.

 

5. Coimbra (índice 130.32)

Coimbra, cidade sede de concelho e distrito, e principal cidade do Centro de Portugal, é uma das mais históricas localidades do País, dona de um património riquíssima, banhada pelo notável rio Mondego. A presença humana nesta região abençoada pela natureza, com a mais valia de um Mondego navegável, vem de tempos remotos, tendo sido ocupada pelos Celtas, e culturalmente transformada pelos Romanos. Visigodos, entre 586 e 640 deixaram igualmente a sua marca, passando para o domínio Muçulmano em 711. A reconquista definitiva dá-se em 1064, pelas tropas de Fernando Magno, e já em 1139, o Rei D. Afonso Henriques faz de Coimbra a capital do Reino, estatuto que conserva até 1260. Coimbra foi, também, um importante entreposto comercial, sendo que a maioria das trocas comerciais se processava pelo rio Mondego, que permitia uma ligação privilegiada ao porto de mar da Figueira da Foz.

Coimbra
Coimbra

A Universidade de Coimbra foi outro dos grandes marcos culturais e de desenvolvimento da cidade, tendo existindo entre 1309 e 1336, depois entre 1354 a 1377, passando nos intermédios para Lisboa. Em 1537, D. João III instalou definitivamente os Estudos Gerais (universidade) em Coimbra. A primeira metade do séc. XIX foi um período particularmente penoso para Coimbra, com as invasões francesas e as lutas liberas. Só na segunda metade do século, Coimbra conhece o progresso com a introdução do telégrafo eléctrico e a inauguração do caminho-de-ferro. Com uma história tão rica, denotando a importância desta cidade a nível nacional, Coimbra é dona de um esplêndido Património, que importa conhecer, cunhando a própria nacionalidade e consciência Portuguesa.

 

4. Faro (índice 132.31)

Faro enquanto capital algarvia é o ponto de chegada e partida da grande maioria dos visitantes. Sede do Concelho, capital de Distrito, tem uma dinâmica que não se rege pela sazonalidade típica do Verão ou Inverno. Um grande centro de comércio, hotelaria, restauração, escolas, transportes, todo um conjunto de infra-estruturas que lhe conferem uma vida singular. Dado o acentuado crescimento demográfico podemos inclusivé dividir Faro em duas partes distintas, uma zona antiga que nos conta toda uma tradição de pesca e gentes que viviam do mar e uma mais recente, caracterizada por grandes espaços novos de habitação e recreio que surgiram para dar resposta a todo um crescimento populacional.

Faro
Faro

Para além de um grande legado histórico, não podemos esquecer as praias, um vasto leque de praias e ilhas, que tornam Faro realmente numa cidade única. Consegue-se ter o bulício de uma povoação cosmopolita e ao mesmo tempo consegue-se relaxar longe de toda esta actividade, frente a um oceano imenso, numa extensão de praia a perder de vista. Quase como um bónus, ainda se tem o privilégio de encontrar a Ria Formosa com todo o seu esplendor. A não perder!

4 COMENTÁRIOS

    • Tenho parentes ai em Portugal, um abraço à todos em Portugal.
      Gostei muito dos vídeos, é maravilhoso. Obrigado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here