Início Viagens Os 12 melhores locais para visitar no Luxemburgo

Os 12 melhores locais para visitar no Luxemburgo

Um pequeno país mas com muito para descobrir para além da sua capital. Estes são os melhores locais para visitar no Luxemburgo.

0

9. Diekirch

Diekirch é uma pequena cidade na fronteira com o Rio Sure cercada por áreas pitorescas, incluindo Seitert, Haardt, Goldknapp e Herrenberg. A sua zona de pedestres está repleta de ruas antigas, pequenas passagens quase secretas, boutiques e cafés e uma grande praça no centro, um lugar ideal para mergulhar na cultura da cidade e assistir a concertos públicos durante o todo o ano.

Diekirch
Diekirch

Os amantes de história irão deliciar-se no seu bairro antigo, onde se localizam muitas casas antigas e monumentos históricos. Entre eles, encontra-se a jóia da cidade, a Igreja de St. Laurentius, situada nos restos de uma importante villa romana. Dois destaques adicionais são o Museu Nacional de História Militar e o Museu Nacional de Veículos Históricos.

10. Ansembourg

O melhor que pode visitar nesta pequena aldeia são os seus dois castelos: castelo novo e o castelo velho, ambos localizados no Vale dos Sete Castelos. O antigo castelo medieval localizado acima da aldeia de Ansembourg é uma residência privada dos actuais Conde e Condessa de Ansembourge , portanto, é fechado ao público e a única hipótese de vê-lo é ficar hospedado no Hotel Temps d’Or, localizado num dos edifícios do castelo.

Ansembourg
Ansembourg

O novo castelo de Ansembourg também está fechado ao público, mas os belos jardins franceses do castelo podem ser visitados na maior parte dos dias, a partir das 9h até ao pôr-do-sol, e o jardim é a verdadeira atracção desta aldeia. Numerosas estátuas, fontes, diversas colecções botânicas, desde flores a árvores frutíferas, tornaram estes jardins famosos mesmo fora do Luxemburgo.

11. Esch-sur-Sûre

Esch-sur-Sûre (parte integrande do Parque Natural Superior-Sûre) é uma pequena aldeia situada nas montanhas e contornada pelo rio Sure. A vila é dominada pela sua imponente mansão em ruínas (datada do ano 927) e pelas falésias que desaguam até ao rio. A Casa do Parque, na antiga fábrica de tecidos em Esch-sur-Sûre, contém o centro de recepção e informação sobre as actividades na região e é o primeiro ponto de venda para a compra de produtos regionais típicos.

Esch-sur-Sûre
Esch-sur-Sûre

Em meados do século XIX, o castelo passou para as mãos dos cidadãos da vila. Quando Victor Hugo visitou a aldeia no Sûre no Verão de 1871, o castelo ainda era habitado por várias famílias. A capela foi restaurada em 1906. Hoje, apenas ruínas consolidadas foram deixadas para nos lembrar da orgulhosa história dos condes de Esch-sur-Sûre. As novas iluminações dão ao castelo uma aparência de conto de fadas e proporciona uma fantástica vista nocturna.

12. Useldange

Uma aldeia nas margens do rio Attert, dominada pela pitoresca torre do seu castelo feudal em ruínas. Um dos principais motivos para visitar esta aldeia é a possibilidade de efectuar passeios agradáveis nos bosques circundantes. Esta pitoresca aldeia recebeu o prémio Europa Nostra pelo seu valor como património rural. A aldeia possui ainda um bonito e aprazível centro histórico repleto de pequenas ruas de traço medieval.

Useldange
Useldange

Outra das principais atracções é o seu castelo. O primeiro Senhor foi Theobald de Useldange e sua esposa Azeka. Esta dinastia foi extinta por volta de 1250. João de Rodemacher tornou-se o lorde legítimo da mansão graças ao seu casamento com Irmgart de Boulay em 1415. Devido a intrigas no curso da guerra entre a França e a Borgonha, os Rodemachers não sobreviveram por muito tempo. Como resultado desses confrontos, o castelo e a capela sofreram sérios danos. O castelo foi entretanto recuperado, embora a recuperação não tenha respeitado completamente o aspecto original do mesmo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here