Início Viagens Os 12 melhores locais para visitar no Luxemburgo

Os 12 melhores locais para visitar no Luxemburgo

Um pequeno país mas com muito para descobrir para além da sua capital. Estes são os melhores locais para visitar no Luxemburgo.

0

5. Clervaux

A cidade de Clervaux, no Luxemburgo, irá seduzi-lo com o seu toque selvagem e romântico. Esta pequena cidade está aninhada no vale do rio Clerve, que é pontuado por uma sem fim de áreas arborizadas e paisagens arrebatadoras. Ao longo dos anos, a cidade de Clervaux transformou-se num centro económico e cultural no norte do Luxemburgo. A cidade velha é particularmente popular entre os turistas. A Abadia, a Capela de St. Lorette, a igreja, o monumento à Guerra dos Camponeses e, claro, o castelo de Clervaux, permanecem entre os famosos pontos turísticos que mantêm os habitantes locais e turistas regressando sempre que podem a esta cidade.

Clervaux
Clervaux

A cidade de Clervaux tem um passado colorido e turbulento, todo ele testemunhado pela jóia arquitectónica da coroa da cidade, o Castelo Clervaux. Construído no século XII pelos condes de Clervaux num promontório rochoso, o castelo tem vista para a cidade. A partir do século XVIII, o castelo sofreu com guerras e decadência natural. No final da Segunda Guerra Mundial, o Estado do Luxemburgo adquiriu os restos do castelo queimado durante a Batalha do Bulge no inverno de 1944/45. O castelo de Clervaux é hoje a sede do município de Clervaux, o museu dos Castelos de Luxemburgo, o museu da Batalha do Bulge e a famosa exposição fotográfica The Family of Man.

6. Larochette

As ruínas do Castelo de Larochette estão situadas no topo de um promontório de arenito a quase 150 metros acima do Ernz Branco, um rio que deságua no Rio Sure. Os visitantes podem ter acesso ao castelo através de uma grande muralha externa protegida por um fosso. O castelo principal foi construído em pedra e rodeado por uma muralha defensiva que foi destruída na sua maior parte. A vala profunda que agora permanece divide o castelo em dois.

Larochette
Larochette

Numa das suas extremidades estão os restos de várias mansões que fornecem vislumbres da qualidade arquitectónica do castelo. Os visitantes podem fazer visitas guiadas ao castelo para conhecer a sua rica história. A cidade de Larochette está localizada na região de Mullerthal – a Pequena Suíça de Luxemburgo e, portanto, é muito visitada pelos turistas, principalmente aqueles que gostam de passeios de bicicleta já que este pequeno e belo local possui as condições ideias para a prática de ciclismo.

7. Berdorf

Berdorf fica no coração da região de Mullerthal e apresenta uma impressionante paisagem rochosa, ideal para entusiastas do ar livre que gostam de caminhadas. Os vales do Ernz Negro e o Aesbach abrangem mais de 300 hectares de área florestal que cercam a vila, e o trilho Mullerthal atravessa a pequena cidade.

Berdorf
Berdorf

Há mais de 30 quilómetros de trilhos claramente marcados para caminhada, corrida e ciclismo, muitos das quais levam os visitantes a pontos de observação em cima de montanhas em alturas elevadas, proporcionando vistas notavelmente pitorescas. Cavernas, pântanos e grutas podem ser vistos à medida que os visitantes percorrem as icónicas formações rochosas Perecop, Teufelsinsel, Hohllay e Tour Malakoff, entre outras.

8. Bourscheid

O Chateau Bourscheid é um impressionante castelo de pouco menos de 40.000 metros quadrados originalmente construído no ano 1000. O primeiro senhor do castelo foi Bertram de Bourscheid mencionado no ano de 1095. Este enorme palácio está localizado num promontório isolado e só pode ser acedido a partir do noroeste, uma vez que fica a quase 500 metros acima do Rio Sure.

Bourscheid
Bourscheid

É completamente cercado por uma muralha de grande anel equipado com 11 torres de vigia. Os visitantes podem escolher entre uma excursão de 1 hora, 1,5 hora ou duas horas que incluem diversas divisões do castelo e alguma história sobre a belíssima vila que o rodeia. Como bónus adicional, os turistas podem ainda optar por uma revigorante caminhada pelas florestas extraordinárias de Oesling.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here