Início Viagens Os 12 melhores locais para visitar no Funchal

Os 12 melhores locais para visitar no Funchal

O que ver no Funchal? Situada na Pérola do Atlântico, Madeira, há muito para descobrir nesta bela cidade. Os melhores locais para visitar no Funchal.

10418
1

5. Fortaleza de São Tiago

A Fortaleza de São Tiago foi construída no ano 1614 por ordem do governador da Madeira como resposta aos furtos constantes por piratas ingleses, franceses, argelinos e turcos que se sentiam atraídos pela prosperidade do Funchal, relativamente ao comércio de açúcar.

Fortaleza de São Tiago
Fortaleza de São Tiago

Ao visitar a fortaleza poderá passar pelo seu labirinto de passagens, escadas e torres, onde terá acesso a vistas maravilhosas sobre o Funchal. A dita fortaleza foi recuperada de forma a, hoje em dia, albergar o Museu de Arte Contemporânea, que realiza exposições rotativas e temáticas mostrando uma parte da arte contemporânea da região.

 

6. Convento de Santa Clara

As muralhas do Convento de Santa Clara isolam do mundo uma das ordens religiosas mais antigas da Madeira. Este convento foi fundado no ano de 1496 por João Gonçalves de Câmara, neto de Zarco, descobridor da ilha. Dona Isabella, neta de Zarco, foi a sua primeira “directora”, estabelecendo uma tradição aristocrática que assegurava a riqueza do convento, ao abrir caminho para que muitas filhas de famílias poderosas fossem forçadas a vestir os hábitos quando chegassem aos 18 anos, pois suponha-se que traria benefícios espirituais, tanto para elas como para as suas famílias. Este convento converteu-se numa verdadeira atracção turística durante o século XIX, quando os visitantes pretendiam comprar flores embrulhadas com penas e doces.

Convento de Santa Clara
Convento de Santa Clara

Hoje em dia, as freiras gerem uma creche. Sendo possível realizar visitas guiadas para ver os altares das galerias do século XV, que apresentam uma série de pinturas espectaculares, esculturas e azulejos. A igreja anexa ao convento foi reconstruída no século XVII sobre as fundações de uma pequena igreja do século XV, onde estão enterrados os três primeiros governadores da Madeira. A sua torre, em forma de abobada, está ornamentada com azulejos e nas suas paredes podem-se ver azulejos ainda mais antigos, apesar destes já estarem um pouco sem cor. O tecto encontra-se coberto pelo artesanato típico madeirense, pintado com fundos florais e um galeão.

 

7. Jardim Tropical Monte Palace

Situado na Quinta Monte Palace, este Jardim Tropical é constituído por cerca de 100 000 espécies vegetais. Aqui encontramos uma coleção de cicas (encephalartos) que, pela sua idade, são consideradas fósseis vivos. A vegetação deste Jardim, propriedade da Fundação José Berardo, tem vindo a crescer com a introdução de plantas vindas de todo o mundo. Foram já plantadas cerca de 100.000 espécies vegetais, entre azáleas, urzes e árvores diversas, para além de uma grande variedade de fetos.

Jardim Tropical Monte Palace
Jardim Tropical Monte Palace

O jardim apresenta também uma colecção de centenárias cicas (encephalartos), consideradas fósseis vivos. Das 72 espécies conhecidas, este jardim conta com cerca de 60 variedades. O jardim apresenta ainda um espaço dedicado à flora madeirense, no qual se encontram a maior parte das variedades da Laurissilva da Macaronésia, além de outras espécies em vias de extinção, como o Pittosporum coriaceum, popularmente conhecido como “Mocano”.

 

8. Catedral do Funchal

A Catedral do Funchal foi fundada em 1485 por ordem de D. Manuel I, que se sentia tão orgulhoso da aquisição da nova província insular que decidiu enviar Gil Eanes, um dos arquitectos mais importantes de Lisboa, para a construir. As obras de construção finalizaram-se em 1514, dando lugar a um edifício sombrio, com detalhes ligeiros do estilo arquitectónico gótico manuelino. No exterior, a zona mais decorada não é a fachada principal mas sim o extremo oriental da igreja onde, no telhado, as estruturas das torres se encontram decoradas em forma de torres de mesquitas em miniatura.

Catedral do Funchal
Catedral do Funchal

A torre da igreja segue o mesmo estilo e está coberta de azulejos que a protegem da chuva e do vento. A entrada principal não tem luxos nem adornos excessivos e está decorada com o escudo de armas de D. Manuel I, que incorpora a luz vermelha dos Templários, dos quais o rei era o Grande Mestre. O interior da catedral é muito fresco. O tecto está coberto com artesanato de madeira, decorado com figuras de marfim. Se observares atentamente poderás distinguir figuras de animais raros e plantas exóticas. As figuras dos apóstolos estão esculpidas nas paredes interiores, quase com tamanho real, pintadas com ouro de fundo azul e adornados com roupa, dando a ideia das roupas que as pessoas do século XVI utilizavam.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here