Início Viagens Os 12 melhores locais para visitar na Macedónia

Os 12 melhores locais para visitar na Macedónia

Um pequeno país nos Balcãs que possui muito ainda por descobrir. Vales, lagos e cidades milenares, descubra os melhores locais para visitar na Macedónia.

0

10. Desfiladeiro de Matka

É um óptimo lugar para caminhadas. Também se pode percorrer o desfiladeiro de barco, para ficar ainda mais perto deste cenário magnífico. Além das actividades aquáticas, há mais de 50 quilómetros quadrados de natureza para descobrir. Além de edifícios medievais, como igrejas e mosteiros. O local é muito acessível fica apenas a 15 quilómetros de Skopje.

Matka
Matka

As paredes, criadas pela erosão causada pelo rio Treska, podem chegar aos 1000 metros. O desfiladeiro alberga construções medievais, incluindo mosteiros. Nas gargantas de Matka há um conjunto razoável de igrejas e mosteiros que resiste à passagem do tempo, para além das ruínas de uma fortaleza (a cidade medieval de Matka).  O local compreende uma área de cerca de 50 quilómetros quadrados. Existem várias grutas no desfiladeiro, a de Vrelo é a mais famosa.

 

11. Mosteiro de São Pantaleão

Apenas a 15 minutos de carro do centro de Skopje, perto da pequena aldeia de Gorno Nerezi, nas encostas arborizadas do Monte Vodno, a igreja do século 12 de São Pantaleão proporciona momentos de enorme serenidade aos visitantes. A igreja, que é uma das mais antigas e mais importantes da Macedónia, foi construída e pintada em 1164 sob o patrocínio do Príncipe Bizantino Alexios Komnenos, cujo nome foi imortalizado numa escultura em mármore, logo acima da entrada na igreja. Foi dedicado a São Pantaleão, o protector da saúde. O mosteiro é mais famoso pelas suas excepcionais pinturas que transmitem expressões faciais dramáticas e emoções que não são normalmente encontradas na arte bizantina.

Mosteiro de São Pantaleão
Mosteiro de São Pantaleão

Em 1555, a cúpula principal entrou em colapso, mas pouco tempo depois o mosteiro foi renovado e repintado. Fragmentos dos antigos frescos foram incorporados em novos. Um exemplo de uma combinação de uma pintura nova e antiga é o retrato da Comunhão dos Apóstolos. Outros temas afamados bem conhecidos são a Transfiguração, o Levantamento de Lázaro, o Nascimento da Mãe de Deus, a Apresentação da Mãe de Deus ao Templo, a Entrada em Jerusalém e a Ascensão da Cruz. O fresco mais impressionante de São Pantaleão foi criado sob a influência da literatura religiosa apócrifa e trata-se da Lamentação de Cristo. Os historiadores da arte consideram que é uma obra-prima, pois apresenta traços associados à arte do renascimento em um estágio muito anterior ao desenvolvimento do Renascimento italiano.

 

12. Mesquita Sarena Dzamija

Šarena Džamija, que significa mesquita decorada em português, é uma mesquita localizada perto do rio Pena, em Tetovo, na Macedónia. A mesquita foi originalmente construída em 1438 e depois reconstruída em 1833 por Abdurrahman Pasha.

Mesquita Sarena Dzamija
Mesquita Sarena Dzamija

Šarena Džamija foi originalmente construída em 1438. O arquitecto responsável pela construção de Šarena Džamija foi Isak Bey. A maioria das mesquitas do tempo era fincanciada por sultões, beys ou pashas, mas a Šarena Džamija, no entanto, foi financiada por duas irmãs de Tetovo. Mais de 30 mil ovos foram utilizados para preparar a pintura e o esmalte que foram utilizados nas elaboradas decorações. Uma grande diferença entre Šarena Džamija e outras mesquitas otomanas é que a Šarena Džamija não tem uma cúpula exterior distinta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here