Início Viagens Os 12 melhores locais para visitar em Burgos

Os 12 melhores locais para visitar em Burgos

É conhecida sobretudo pela sua imponente Catedral, uma das mais belas de Espanha. Estes são os melhores locais para visitar em Burgos.

1174
0

5. Cartuja de Miraflores

A Ordem dos Cartuxos é considerada uma das mais austeras de todas as ordens religiosas criadas na Idade Média. Durante toda a sua existência, professou o voto de pobreza como nenhuma outra, não caindo na ostentação e no luxo das suas instituições. Foi fundada em 1084 por São Bruno (1030/1101), um monge alemão que se mudou para a França, onde se fundou o primeiro mosteiro da ordem, situado na Provença, em 1147. Os monges cartuxos são, na realidade, eremitas que vivem em comunidade e as suas vidas estão regidas pelos princípios da contemplação e oração. Na Espanha, um dos principais conventos da ordem situa-se a 7 km da cidade de Burgos, a conhecida Cartuja de Miraflores.

Cartuja de Miraflores
Cartuja de Miraflores

Para conhecer sua história, é necessário voltar ao ano 1401, quando o rei Enrique III decidiu construir um palácio de recreio. Depois, o monarca manifestou o desejo de transformá-lo num convento franciscano. Recebeu o nome de Miraflores, o nome tradicional de pagamento na época. Com a sua morte, o seu filho Juan II realizou o sonho do pai em parte, pois embora transformasse o palácio numa instituição religiosa em 1441, decidiu que seria governada pelos cartuxos. Quando as obras começaram, um incêndio destruiu todo o conjunto em 1452. Dois anos depois foi reconstruído pelo arquitecto Juan de Colónia. Com a morte deste monarca, as obras foram retomadas somente durante o reinado da sua filha, a rainha Isabel La Católica. Este facto sucedeu quando Isabel foi visitar o sepulcro do seu pai, que se encontra no interior do convento, e encontrou o local num estado deplorável. Para reformá-lo, contratou Simon de Colónia, filho do arquitecto acima mencionado. Em 1488, as obras foram finalizadas.

 

6. Museu da Evolução Humana

O Museu da Evolução Humana é uma construção emblemática da arquitectura contemporânea da cidade de Burgos. Conhecido pela sigla MEH, está localizado no local onde antigamente se erguia o Convento de San Pablo, pertencente à Ordem Dominicana. Desde a sua inauguração em 2010, tornou-se o museu mais visitado da Comunidade de Castilla y León, estando também entre os que maior número de visitantes recebe em toda a Espanha. Arquitetonicamente, o museu ganhou mais de 40 prémios nacionais e internacionais e foi projectado pelo arquitecto Juan Navarro Baldeweg.

Museu da Evolução Humana
Museu da Evolução Humana

A sua criação esteve vinculada à necessidade de conservar e divulgar os restos encontrados na Serra de Atapuerca. O Museu da Evolução Humana constitui uma referência a nível internacional em relação ao processo evolutivo dos seres humanos nos seus aspectos biológicos, ecológicos e culturais, que foram abordados numa sequência cronológica. O acesso ao museu dá-se por uma rampa situada no ajardinado Paseo de Atapuerca, uma agradável zona que permite um contacto próximo com o Rio Arlanzón. As visitas da cidade são belíssimas e podemos ver até a Catedral de Burgos.

 

7. Igreja de San Gil Abad

A Igreja de San Gil Abad foi erguida no final do séc. XIII e princípio do XIV e a sua austeridade exterior explica-se porque originalmente integrava o conjunto de muralhas da cidade. Na fachada principal destacam-se a sua singela portada e o rosetón composto por uma estrela de oito pontas. A pequena escada de acesso ao templo, construída em 1834, confere uma certa monumentalidade à igreja. A sobriedade que vemos na sua fachada exterior contrasta com a beleza e a luminosidade de seu interior. Um dos espaços mais surpreendentes da Igreja de San Gil é a Capela da Natividade, concebida como uma capela funerária para os seus fundadores, Juan de Castro e Inés de Lerma, ambos falecidos em 1548. A sua construção foi iniciada a partir de 1529, inspirada no modelo da Capela dos Condestáveis da Catedral de Burgos.

Igreja de San Gil Abad
Igreja de San Gil Abad

O centro da capela está presidido por um belíssimo retábulo dedicado à Natividade de Maria. A impressionante abóbada da capela possui um formato octogonal, de grande beleza e refinamento artístico. A declaração como Monumento Histórico-Artístico em 1931 comprova a sua magnitude no contexto do património da cidade. San Gil foi um abade beneditino e eremita de origem grega. Nasceu em Atenas, no ano 640. As suas relíquias sempre foram muito veneradas, constituindo-se num centro de peregrinação. Actualmente, encontram-se na Igreja Românica de St Sernin em Toulouse, na França, em pleno trajecto do Caminho de Santiago.

 

8. Igreja de San Esteban

San Esteban (Santo Estêvão, em português) é considerado o primeiro mártir da história do cristianismo, razão pela qual é denominado de “Protomártir”. Depois do falecimento e ressurreição de Cristo, foi um dos sete primeiros diáconos da então incipiente Igreja Católica. A sua postura radical do cristianismo fez com que fosse condenado a morrer por apedrejamento pelas autoridades de Jerusalém, facto que teve como consequência o final do cristianismo como uma seita do judaísmo, ocasionando a separação do culto cristão do judaico praticado na cidade. Um santo bastante popular na Europa, a ele foi dedicado esta bela igreja gótica de Burgos. A Igreja de San Esteban foi levantada no final do séc. XIII sobre um anterior templo românico. A sua localização próxima ao castelo fez com que várias vezes sofresse danos causados pelos assédios à fortaleza, como o ocorrido durante a Guerra da Independência contra os franceses.

Igreja de San Esteban
Igreja de San Esteban

Como consequência, a igreja perdeu parte dos seus elementos originais, como os vitrais de seu rosetón, construído em 1479. Ainda assim, conserva-se a sua belíssima portada principal, edificada em 1300. No tímpano representa-se a imagem de Cristo como juiz, com São João e a Virgem. Na parte inferior, vemos o Martírio de San Esteban. O interior da igreja é deveras interessante, pois acolhe o Museu do Retábulo, com uma grande colecção de retábulos procedentes de povoados que compõem a Diocese de Burgos. A maioria pertencem ao período compreendido entre os séc. XVI ao XVIII. Podemos contemplar também sepulcros de comerciantes destacados de Burgos na Idade Média, como o pertencente a Sancho Sánchez de Rojas, da segunda metade do séc. XIV. Um dos tesouros do museu é esta Pia Baptismal Românica, da segunda metade do séc. XII.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here