Início Viagens Os 12 melhores locais para visitar em Bragança

Os 12 melhores locais para visitar em Bragança

No Norte de Portugal, entre serras e vales, repleta de tradições seculares, monumentos imponentes e uma gastronomia única. Descubra Bragança.

45338
1

10. Basílica do Santo Cristo de Outeiro

Igreja classificada como monumento nacional em 1927. Trata-se de um templo do século XVII, cuja construção se associa à necessidade de afirmação do país enquanto nação independente de Espanha. A sua origem foi um pequeno templo, votado ao abandono, até que a 26 de Abril de 1698 se terá dado um milagre: o Santo Cristo terá então suado sangue, conforme inscrição existente na igreja. Depressa se espalhou a notícia e a primeira pedra para um santuário foi lançada entre 1725 e 1739. Ao longo do século XVIII assumiu importância enquanto lugar de peregrinação.

Basílica do Santo Cristo de Outeiro

O edifício é composto por templo com planta em cruz latina, sacristia e casa de arrumações. Destaca-se a sacristia com tecto apainelado com três dezenas de caixotões pintados com cenas da vida de Cristo, executados em 1768 por Damião Bustamante oriundo de Valladolid, e paredes igualmente revestidas de pintura sobre tela. A 8 de Novembro de 2014 foi concedido o título de Basílica de S. Cristo de Outeiro à igreja – Santuário do Santo Cristo de Outeiro, tornando-a na única Basílica do país que está localizada numa aldeia.

 

11. Igreja de Santa Maria

Situada intra-muros da Cidadela de Bragança, foi edificada no séc. XVII e também é conhecida como Igreja de Nossa Senhora do Sardão. Este nome deve-se a uma lenda existente em que, após a expulsão dos Muçulmanos, esta foi descoberta entre penhascos povoados por sardões, sobranceiros aos rios Fervença e Sabor.

Igreja de Santa Maria

Considerada com a igreja mais velha de Bragança, a igreja de estilo românica foi, durante dois séculos, modificada, tendo resultado num estilo Barroco. A fachada apresenta um portal barroco ricamente decorada com duas colunas salomónicas decoradas por folhas de vides e cachos encimado por um frontão interrompido por um nicho. O seu interior é formado por três naves separadas por colunas poligonais, que sustentam os arcos e uma pintura cenográfica, na cobertura do corpo da Igreja, representando a Assunção da Virgem.

 

12. Sé Velha de Bragança

Com um início um tanto atribulado, a igreja que funcionou como Sé Catedral foi inicialmente projectada para, com o desejo do povo e do 5º Duque de Bragança, D. Teodósio, construir um Convento da Ordem das Clarissas. Estando numa fase de conclusão, este foi entregue, em 1561, à Companhia de Jesus que o transformou num colégio Jesuítico. Este colégio durante duzentos anos foi alvo de um nível cultural e religioso, acabando por receber a título universitário os cursos de Teologia, Filosofia e Humanidades.

Sé Velha de Bragança

Com a expulsão da Companhia de Jesus de Portugal, o edifício foi entregue à diocese de Miranda do Douro. Estes, achando que o edifício não tinha dimensões para Sé, mandaram assim acrescentar um novo edifício. Com estes aproveitamentos e aumentos, a porta principal da igreja encontra-se na parte lateral, sob um estilo Renascentista, acolhendo no tímpano um nicho com a imagem de Nossa Senhora com o Menino.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here