Início Viagens Os 12 melhores locais para visitar em Bragança

Os 12 melhores locais para visitar em Bragança

No Norte de Portugal, entre serras e vales, repleta de tradições seculares, monumentos imponentes e uma gastronomia única. Descubra Bragança.

1

7. Museu Abade de Baçal

O Museu foi criado por decreto lei em 13 de Novembro de 1915 sob a designação de Museu Regional de Obras de Arte, Peças Arqueológicas e Numismática de Bragança. Em 1935, data da jubilação do Abade de Baçal, passa a designar-se Museu do Abade de Baçal, em homenagem ao erudito, investigador e também Director do Museu entre 1925 e 1935.

Museu Abade de Baçal

Revestiu-se de grande importância para o Museu a acção do Dr. Raul Teixeira, Director do Museu entre 1935 e 1955. Grande impulsionador da cultura da região e defensor do seu património, desempenhou um papel decisivo na projecção da instituição e na angariação de parte significativa do seu acervo, através das excelentes relações que tinha junto dos meios culturais e artísticos da época. As principais colecções que integram o acervo do Museu são Arqueologia, Epigrafia, Arte Sacra, Pintura, Ourivesaria, Numismática, Mobiliário e Etnografia. O espólio do Museu tem sido gradualmente enriquecido através de doações, legados e aquisições.

 

8. Museu Ibérico da Máscara e do Traje

Em pleno centro histórico de Bragança (Castelo) encontra-se este museu que divulga as tradições relacionadas com as festas de inverno e Carnaval de Trás-os-Montes, Alto Douro e distrito da Zamora. Local onde pode ver vários tipos de máscaras e trajes que os Caretos utilizam nas Festas dos Rapazes.

expressões típicas transmontanasInaugurado em Fevereiro de 2007, este museu resulta de um projecto de cooperação transfronteiriça entre as regiões de Bragança e Zamora com o objectivo de perpetuar a tradição dos rituais. Instalado numa casa antiga da cidadela de Bragança, conta com um espólio de quarenta e seis trajes e sessenta máscaras representativos de vinte e nove localidades, dezoito do lado português, e onze espanholas, sob a responsabilidade de cerca de quarenta e seis artesãos. As peças estão expostas e à venda. Caso para dizer que aqui, a tradição ainda é o que era.

 

9. Mosteiro de Castro de Avelãs

São incertas e ainda envolvidas em lenda, as origens do Mosteiro de S. Salvador de Castro de Avelãs. Seguramente documentado a partir do século XII, encontra-se ligado à importante linhagem dos Braganções – seus padroeiros – que desde os finais do século anterior imperam na região de Bragança que entretanto se integra no espaço nacional.

Mosteiro de Castro de Avelãs

D. Afonso Henriques e os seus sucessores confirmam várias doações ao cenóbio beneditino que durante os séculos XIII e XIV se converte no principal mosteiro de Trás-os-Montes. Durante o século XIII é edificada a igreja de que resta, actualmente, apenas a cabeceira, principal exemplar da arquitectura românica em ladrilho em território nacional. Possuidor de um vasto património distribuído por todo o Nordeste Transmontano, o mosteiro acaba por ser extinto por bula papal, em 1545, e as suas rendas anexadas à, então recém criada, Diocese de Miranda do Douro.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here