Início Viagens Os 12 melhores locais para visitar em Arraiolos e arredores

Os 12 melhores locais para visitar em Arraiolos e arredores

É uma das mais bonitas vilas do Alentejo e um autêntico tesouro por descobrir. Estes são os melhores locais para visitar em Arraiolos e arredores.

0

5. Centro Interpretativo do Tapete de Arraiolos

É uma das peças de artesanato mais representativas da vila e de todo o Alentejo. A história do Tapete de Arraiolos vem do século XVI, época em que está identificada a primeira referência a esta arte de bordar. Situado na Praça do Município, o Centro Interpretativo do Tapete de Arraiolos dedica-se à preservação desta técnica, para além de contar aos visitantes a sua história e sua evolução artística e material.

Tapetes de Arraiolos
Tapetes de Arraiolos

O espaço está dividido em quatro núcleos museológicos — Tapetes de Arraiolos; Sub-Tenente Piteira; Etnográfica; Paróquia Nossa Senhora dos Mártires — que incluem peças de tapeçaria, faiança, mobiliário e arte sacra, sempre associados a esta nobre arte típica de Arraiolos.

 

6. Aldeia da Terra

Nesta Aldeia da Terra há de tudo. Casas grandes e pequenas, lojas de comércio, táxis, ambulâncias, hospitais e tudo o resto que se encontra numa aldeia de verdade. Só que aqui, todos os personagens e respectivos cenários são feitos em barro, pelas mãos hábeis de dois artesãos, que depois os pintam e colocam ao ar livre, em situações da vida quotidiana, retratadas com humor e mestria, coloridas e bem-dispostas. Os criadores da Aldeia da Terra são Tiago Cabeça e Magda Ventura que, literalmente, meteram a mão no barro e lhe deram as formas que surpreendem cada visitante que passa por este espaço, às portas de Arraiolos. Uma das últimas contagens indicava de que nesta localidade colorida há mais de 1245 personagens, 292 casinhas de várias cores e feitios e ainda um parque automóvel de barro com 146 viaturas. Os adereços, esses já são mais de 1995 e continuam a crescer.

Foto: Hugo Miguel Carriço

As esculturas de barro pintado desta dupla de criadores já ultrapassaram as portas da aldeia e as de região de Arraiolos. Já existem exemplares ali criados espalhados por todo o Mundo e até a Selecção Nacional tem uma reprodução em barro exposta na sede, saída da Aldeia da Terra. A possibilidade de encomenda é outras das vertentes destes artesãos, que mediante o envio de fotografias, criam esculturas com 30 centímetros de altura, perfeitas para presente ou para perpetuar a figura de cada um em barro cozido. A Aldeia da Terra tem uma área do tamanho de meio campo de futebol e está em constante desenvolvimento, não havendo aqui crise, nem populacional nem de construção civil. Recebe visitas todo o ano e até tem protocolos com vários serviços de transporte, para que seja mais fácil lá chegar. E tem uma vista fenomenal, do castelo de Arraiolos, que lhe confere um ar mágico e único. Um segredo escondido no Alentejo, pronto para ser descoberto, por apreciadores de artesanato de todas as idades.

 

7. Évoramonte

Évoramonte, ou Santa Maria, é uma bonita freguesia pertencente ao concelho de Estremoz, situada na vasta planície Alentejana, dentro de muralhas, numa calmaria e paz de espírito única. No dia 26 de Maio de 1834 aqui se fez história, ao ser assinada a Convenção de Évora Monte, pondo termo à guerra civil de 1832-34, entre absolutistas e liberais. Esta freguesia onde reina a paz de espírito, parecendo perdida no tempo, apresenta um orgulhoso património, desde o seu altaneiro e curioso Castelo, o Paço Ducal com a sua Torre quinhentista e o que resta das Muralhas, até outros monumentos como a Igreja Matriz erguida sobre um anterior templo bem antigo, a Igreja de São Pedro, datada dos séculos XV e XVI, situada na parte baixa da povoação, a Igreja da Misericórdia do século XVI, a Capela de Santa Rita de Cássia, as Ermidas de Santa Margarida, de Santo Estêvão e de São Sebastião (século XVI).

Évora Monte
Évora Monte

Outros monumentos são de destacar, como a Casa da Convenção, o Chafariz de Santo Estêvão do Século XV, a quinhentista Cisterna Pública, o Pelourinho ou o Celeiro comunitário, denotando a história rural da freguesia, que sobreviveu às dificuldades ao longo dos séculos através da sua ligação em comunidade. As ruas de Évoramonte guardam um sabor medieval, de paz de espírito e tradição, que tem sobrevivido até aos dias de hoje, rodeada da vasta planície Alentejana que emoldura esta povoação histórica amuralhada.

 

8. Évora

Cidade Alentejana, capital de distrito e sede de um dos maiores concelhos do País, Évora é uma das mais emblemáticas cidades Portuguesas. O seu belo centro histórico foi classificado pela UNESCO como Património da Humanidade, numa área de cerca de 105 hectares e cerca de 400 edifícios, que é, por si só, um dos melhores motivos para visitar esta maravilhosa cidade Alentejana. Com toda esta rica história, não faltam no município de Évora locais de incontornável visita, como a sua imponente Sé Catedral construída entre 1186 e 1204, o conhecido Templo Romano (popularmente apelidado de “Templo de Diana”) construído entre o século I e III d.C, a Igreja de São Francisco e a sua célebre Capela dos ossos, totalmente revestida de ossadas humanas, a bonita Igreja dos Lóios (século XV), ou o Palácio de D. Manuel, com a interessante Galeria das Damas, parte do que resta do Paço do século XVI construído pela Dinastia de Avis que tanto influenciou e adorou estes domínios.

Évora
Évora

As cerca de 20 igrejas e mosteiros da cidade denotam a sua importância histórica e religiosa. Local bem central e imperdível é a famosa Praça do Giraldo, com arcadas em estilo árabe e uma fonte datada de 1571, local de encontro de todas as gerações, de animação e espectáculos especiais. Évora possui uma excelente oferta de artesanato, hotelaria e restauração, podendo-se degustar verdadeiras delícias típicas Alentejanas, numa cidade que tradição, conjuga paz de espírito, história e animação como poucas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here