Início Viagens Os 10 melhores locais para visitar na Madeira

Os 10 melhores locais para visitar na Madeira

É a nossa pérola do Atlântico e é um autêntico jardim no meio do oceano. Descubra os 10 melhores locais para visitar na Madeira.

94802
1

Descobertas por Tristão Vaz Teixeira e João Gonçalves Zarco em 1418 (Porto Santo) e 1419 (ilha da Madeira), ganhou o nome de Madeira devido à abundância desta matéria-prima. Sendo uma das regiões com maior PIB per capita do país é um arquipélago bastante turístico durante todo o ano, devido ao seu clima com temperaturas amenas, tanto no Inverno como no Verão.

Gastronomicamente é reconhecida pelo seu vinho licoroso, pelas ponchas e pela espetada no pau de louro. Visitar o Funchal ou visitar o Porto Santo é uma das experiências obrigatórias de viagem para os portugueses. Mas a Madeira tem muito mais para oferecer, desde as casas típicas de Santana às famosas Levadas.

O fogo-de-artifício durante as passagens de ano já é um dos mais famosos no mundo, atraindo anualmente vários milhares de turistas. São tantas as atracções, que tivemos dificuldade em elaborar uma lista com apenas 10 locais para visitar na Madeira.

1. Curral das Freiras

Curral das Freiras
Curral das Freiras

Trata-se de uma vila muito isolada, rodeada por enormes montanhas bem no coração da Ilha, onde muitos dos seus habitantes vivem do que a terra produz. Localiza-se num caldeirão formado ou pela erosão ou, como muitos acreditam, por actividade vulcânica. Em 1566, as freiras do Convento de Santa Clara, ao fugir de piratas que atacavam o Funchal, encontraram aqui refúgio, levando consigo o tesouro do convento. Um dos acontecimentos locais é a Festa da Castanha, em Novembro. As castanhas são deliciosas e são usadas na cozinha diariamente.

2. Santana

Santana
Santana

Santana deve o seu nome a uma capela em sua honra, que tinha o nome de Santa Ana, e deverá ser das zonas turísticas mais emblemáticas da ilha da Madeira. Tudo porque as casas onde as suas gentes viviam, em triângulo e cobertas de palha, noutros tempos, acabaram por resultar num cartaz por excelência do destino.

3. Carreiros do Monte

Carreiros do Monte
Carreiros do Monte

É a tradicional descida turística em cestos de vime, com origens no séc. XIX, época em que os cestos eram usados pelos habitantes como um meio de transporte veloz entre o Monte e a cidade do Funchal. Os carrinhos do Monte converteram-se numa das maiores atracções turísticas da ilha. Os carros são conduzidos por dois homens vestidos com traje branco e chapéu de palha, e realizam um percurso de 2 km com a duração aproximada de 10 minutos, que se inicia no Monte (pequena vila situada nas montanhas) e termina no Livramento. Um passeio com emoção garantida em que se atinge uma velocidade de 48 km à hora.

4. Levadas

Levadas
Levadas

As Levadas são cursos de água à volta da montanha, construídos pelo Homem, para levar água desde as encostas a norte até aos terrenos agrícolas da costa sul. Actualmente a ilha conta com mais de 200 levadas, entre as quais se destacam as seguintes: “Caldeirão Verde”, “Caldeirão do Inferno”, “25 Fontes”, “Risco”, e “Balcões”. Em percursos que acompanham estes cursos de água, é possível vislumbrar a rica fauna e flora da Ilha da Madeira, assim como a conhecida Floresta Laurissilva.

5. Jardim Botânico da Madeira

Jardim Botânico da Madeira
Jardim Botânico da Madeira

Situado a cerca de 3 km do centro do Funchal, foi construído em 1960, na Quinta do Bom Sucesso, que pertencia à família Reid’s, reúne condições que lhe permitem ter uma vegetação exuberante. Podem ser vistas mais de 2000 plantas, todas elas identificadas com os nomes científicos e comuns e as origens. O jardim Botânico pertence ao Governo e, para além de ser um belo espaço de lazer, é também um Centro de Ciência e Cultura.

6. Cabo Girão

Cabo Girão
Cabo Girão

Situado a oeste do Funchal é um promontório quase vertical com 580m de altura disponibilizando uma magnífica vista para o mar, para Câmara de Lobos e para o Funchal. Até 2003, ano em que foi ali construído um elevador, os campos situados no fundo da escarpa eram apenas acessíveis por barco. Mais tarde foi construído um “skywalk” em vidro que permite ao visitante apreciar na totalidade uma das maiores ravinas do mundo.

7. Pico do Areeiro

Pico do Areeiro
Pico do Areeiro

Com 1818 metros de altitude é o terceiro pico mais alto da ilha, depois do Pico Ruivo (1861m) e do Pico das Torres (1851m). Pertencente ao concelho do Funchal é acessível através de automóvel. Avistam-se deste local a Ponta de São Lourenço, o Curral das Freiras e até mesmo a ilha do Porto Santo (caso as condições meteorológicas sejam favoráveis). Durante o Inverno o pico e as áreas circundantes podem encontrar-se cobertas com neve, sendo por isso alvo de visitas por parte dos habitantes da ilha.

8. Piscinas Naturais do porto Moniz

Piscinas Naturais do porto Moniz
Piscinas Naturais do porto Moniz

É a principal atracção desta vila da costa Norte onde as piscinas são criadas entre bizarras rochas de lava e enchidas pela maré com águas cristalinas. Numa envolvente deslumbrante e com um micro-clima particular, oferecem excelentes condições de banho e são ideais para relaxar, nadar, apanhar sol ou apenas para uma visita. O espaço é vigiado e tem várias infra-estruturas de apoio – balneários,parque de estacionamento, bar e posto de primeiros-socorros.

9. Porto Santo

Porto Santo - Madeira
Porto Santo – Madeira

O Porto Santo é uma extensa praia de areia com um pouco de ilha a acompanhar. Ao longo dos seus nove quilómetros de suave areia branca, apenas existem alguns hotéis e restaurantes, fazendo com que o Porto Santo seja um dos poucos destinos europeus ainda por descobrir. Existe na ilha um um campo de golfe, um clube de hipismo e várias infra-estruturas de apoio aos desportos náuticos e à pesca desportiva. A capital da ilha, Vila Baleira, serviu de lar durante alguns tempos a Cristóvão Colombo.

10. Marginal do Funchal

Marginal do Funchal
Marginal do Funchal

Ex-libris da ilha da Madeira e sua capital, o Funchal é hoje uma cidade dinâmica e moderna. Visitada por milhões de turistas anualmente, está em grande parte orientada para o turismo, nacional e estrangeiro. A marginal acompanha grande parte da linha de água da cidade, com uma diversidade paisagística muito grande. Passando pela Marina, pelo porto de cruzeiros, pelos inúmeros restaurantes e bares, pelo centro histórico, pelos hotéis e por vários jardins, um passeio pela marginal do Funchal é entrar a fundo na realidade maravilhosa da ilha da Madeira.

1 COMENTÁRIO

  1. Ola ja estive na Madeira em 2010 ,,,e muito lindo tudo por la ,,,,sou brasileira de alma portuguesa ,,,,um abraço a toda gente …

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here