Início Viagens O que visitar no Alentejo?

O que visitar no Alentejo?

Não é surpreendente que o Alentejo esteja cada vez mais na moda. São muitas as maravilhas desta região. Afinal, o que visitar no Alentejo?

58936
2

9. Terena

Terena
Terena

Terena, também conhecida por São Pedro ou São Pedro de Terena, é uma bonita vila Alentejana, pertencente ao concelho do Alandroal, situada numa bonita região onde reina a paz de espírito, próxima da Ribeira e da Albufeira da Barragem de Lucifécit, e próxima da fronteira com Espanha. As origens desta vila são bem remotas, existindo pela região diversos vestígios megalíticos de tempos pré-históricos, como as xistosas Antas do Lucas. Na Idade Média esta vila sofreu um importante papel defensivo, como o prova o seu Castelo, que integrava a linha de defesa do Guadiana. Pensa-se que a fundação de Terena datará de 1262, tendo sido anteriormente ocupada por outros povos, como os Mouros que aqui deixaram a sua marca. As calmas ruas de Terena são caracterizadas pela bonita arquitectura Alentejana de casario rural alvo, de faixas coloridas, e orgulhoso Património, como é visível no antigo Castelo da vila, no Santuário de Nossa Senhora da Boa Nova, na Igreja Matriz de São Pedro de fundação anterior ao século XIV, na bonita Igreja da Misericórdia (século XVI), na Capela de Santo António (erguida em 1657), nas Ermidas de São Sebastião, de Nossa Senhora da Conceição da Fonte Santa ou mesmo nas ruínas da Ermida de Santa Clara. Em Terena, é de destacar igualmente o Pelourinho do século XVI, a Torre do Relógio, as ruínas romanas do povoado fortificado de Endovélico e respectivo santuário, e também as ruínas do Castro de Castelo Velho. Em Terena festeja-se anualmente Domingo e Segunda-Feira de Pascoela as Festas de Nossa Senhora da Boa Nova, com uma afamada e muito frequentada Romaria. Todos os primeiros domingos do mês realiza-se também uma feira de Velharias no Jardim da vila.

10. Santa Susana

Santa Susana
Santa Susana

Com arquitectura tipicamente alentejana, a aldeia de Santa Susana destaca-se pela presença de casinhas de rés-do-chão, todas caiadas de branco com barra azul e grandes chaminés. Localizada entre duas ribeiras, afluentes da margem direita da ribeira de Alcáçovas, está distanciada da sede do concelho por 15 km. Na sua envolvência tem ainda a barragem do Pego do Altar, obra hidro-agrícola, mandada edificar no Estado Novo que, além de regar os arrozais do concelho de Alcácer do Sal, constitui um espaço de lazer e descanso.

Santa Susana chama a atenção devido às suas casas de contornos iguais e molduras de azul forte. Parece uma antiga vila de arquitectura rural, mas que estas ruas geométricas e as casas iguais não são um acaso. Construídas há mais de um século, serviram de alojamento temporário para trabalhadores agrícolas que acabaram por aqui ficar. Hoje é uma tranquila vila alentejana onde se pode saborear a gastronomia local e conhecer o artesanato em madeira de salgueiro e cortiça. Para muitos é a aldeia mais bonita do Alentejo.

Sendo uma aldeia típica alentejana, a sua gastronomia e artesanato têm por base os costumes desta região do país. Deste modo, a açorda de alho constitui um dos seus pratos gastronómicos e as miniaturas de cortiça e madeira, o sapateiro, as rendas e bordados, fazem parte do artesanato da freguesia.

Integrada na rede europeia de turismo de aldeia, a freguesia dispõe de um conjunto de locais de interesse turístico, dos quais se destaca a zona da barragem do Pêgo do Altar, com piscinas flutuantes e parques de merendas. São ainda encontrados edifícios como a Igreja Matriz, a ponte barroca submersa, datada do século XVIII, e o cruzeiro constituído por uma cruz em granito, constituindo o património cultural da freguesia.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here