Início Sociedade O que pensam os espanhóis sobre Portugal e os Portugueses?

O que pensam os espanhóis sobre Portugal e os Portugueses?

Um jornal espanhol reuniu as diferenças entre portugueses e espanhóis para quebrar com os estereótipos.

13601
0
COMPARTILHE

No final, contas feitas, parece que estamos bem uns para os outros. Sabia que os portugueses “são mais reservados, falam muito menos e mais baixo, são muito educados e formais” em comparação com os espanhóis “extrovertidos, charlatões, que falam alto, expressivos, informais e beijoqueiros”? Nós também não.

Quem o diz é o jornal espanhol ABC que, numa tentativa de quebrar estereótipos, traça um perfil único a todos os portugueses e a todos os espanhóis. Se não viesse no cabeçalho “Espanha não é só festa. Portugal não é só fado” podíamos mesmo acreditar que este artigo estava a perpetuar os velhos lugares comuns usados para nos diferenciar dos nuestros hermanos. Fala-se de tudo alimentação, língua, horários e educação. Nada ficou esquecido nesta análise, nem mesmo o tira-teimas que nunca tinha sido dito. “Há que acabar com os mitos. Os portugueses são o rei do bacalhau mas não comem só este peixe.” Segundo o ABC, almoçamos a partir das 12h e jantamos cedo, 20h30 ou 21h. E claro, nunca nos esquecemos do café que é a nossa “grande vantagem” e que bebemos muito, em família, com amigos e várias vezes ao dia. Em jeito de declaração de culpa, fala-se no nosso bom ouvido. Que é como quem diz, conseguimos fazer-nos entender do outro lado da fronteira e aprender línguas mais facilmente.

Os espanhóis admitem a sua incapacidade linguística e que muita confusão faz aos portugueses. “Muitos continuam a achar que dizemos Piedras Rodadas em vez de The Rollling Stones ou Juanito Caminante em vez de Johnnie Walker.” Estas diferenças são incutidas desde o nascimento e com prescrição médica. Parece que por cá os médicos nos aconselham a manter as crianças em casa nos primeiros meses de vida. Por outro lado, em Espanha, quanto mais saírem melhor. Se por acaso cometemos a loucura de levar um bebé a sair à rua protegemo-lo tanto do frio e do calor que é difícil apanhar um resquício de ar. Também na praia se aplica o mesmo “rigor com os horários das crianças e não se descuram detalhes”. Aparentemente, não deixar os mais novos nas horas de maior calor na praia é excesso de zelo. Encontramo-nos na pontualidade. Encontramo-nos mas com atraso, chegar a tempo e cumprir horários não parece ser apanágio dos ibéricos.

Se, por um lado, o texto começa a explicar que ao contrário do que “todos acham, temos as nossas diferenças” termina dizendo que essas diferenças tornam este canto da Europa muito equilibrado. Por um lado, com a “confiança” e visão avant garde espanhola e, por outro, com o nosso “pessimismo, inveja e queixume” tipicamente português. Mais uma vez não sou eu que o digo, são os espanhóis.

Mais artigos

As 10 moedas portuguesas mais valiosas (valem 7 mil euros e...

  Sabia que os portugueses terão em casa cerca de 155 milhões de euros em forma de escudos? Pois é, há muitas pessoas que guardam...

Mais recentes

As 10 notas mais valiosas do Escudo (valem 6 mil euros...

  Não há quase nenhum português que não sinta saudades do velhinho "escudo", a moeda nacional de Portugal durante quase todo o século XX. O...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here